Gestão Empresarial

O que é employer branding e como ele impacta positivamente sua empresa

o-que-e-employer-branding

Compartilhe isso!

Ao pé da letra, employer branding significa “marca do empregador”. Entretanto, entender verdadeiramente o que é employer branding vai um pouco além de sua tradução. O conceito envolve boas práticas, ações e posicionamentos que tornam uma marca atrativa para reter e atrair novos colaboradores. 

Na prática, a marca empregadora é um fator com bastante relevância no momento de decisão e procura por uma vaga de emprego. Segundo a Page Talent, 55% dos candidatos leva o employer branding em conta ao procurar por uma oportunidade de emprego

E então? Despertamos sua curiosidade? Então prepare-se para entender mais a fundo o que é employer branding, a importância do conceito e alguns exemplos práticos para aplicar em sua empresa! 

O que é employer branding? 

Para entendermos a fundo o significado de employer branding, precisamos entender, antes de mais nada, o conceito de “marca” (ou branding). Uma marca é a representação de uma entidade, ou de como ela deseja ser vista por seus clientes e públicos estratégicos. 

O employer branding é, portanto, a forma como uma empresa se posiciona para estimular nas pessoas a vontade de trabalhar ou de permanecer trabalhando em uma instituição

A construção do employer branding deve ser feita em diversas frentes: 

  1. marketing institucional e comunicação corporativa, cuidando da construção da imagem da marca;
  2. comunicação interna, estimulando a motivação e o engajamento do time;
  3. comunicação externa, para manter a sociedade informada sobre os propósitos e valores da organização, encantar potenciais colaboradores e manter positiva a imagem da marca. 

Veja o vídeo a seguir para entender com mais detalhes a importância de conectar pessoas e experiências no employer branding:

Quais as vantagens do employer branding? 

Investir em ações e estratégias que mantenham a imagem da marca positiva aos olhos dos colaboradores e potenciais funcionários de uma empresa é uma estratégia vantajosa sob vários aspectos. Entender o que é employer branding ajuda a criar um time de promotores da marca, aumentar os índices de retenção de funcionários, enfrentar a concorrência e muito mais. 

A seguir, falaremos com detalhes sobre essas e mais algumas vantagens de entender o que é employer branding e investir na estratégia. 

Ajuda a atrair e reter talentos

O principal benefício — e objetivo — do employer branding é a atração e retenção de talentos. Uma empresa que constrói uma imagem de credibilidade e diferenciação reduz suas taxas de turnover e se torna a meta de colaboradores de diferentes frentes.

Quer um exemplo prático? A Google é uma das empresas com melhor reputação no mercado. 

Você certamente já ouviu falar no ambiente pra lá de descontraído, nos estímulos constantes à criatividade, na cultura das equipes de alto desempenho e nos excelentes resultados da empresa de tecnologia, certo? 

Não só você! Anualmente, a Google recebe mais de 2,5 milhões de candidatos interessados em trabalhar na empresa. É ou não é uma prova de que as ações de employer branding da marca são bem executadas? 

Aumenta a produtividade do time

Vamos manter o exemplo da Google no radar. Agora pense: um colaborador admitido para integrar um time tão admirado em escala global trabalhará com muita motivação e afinco, não é mesmo? 

Uma marca com bom employer branding é capaz de engajar os colaboradores, fazendo com que eles enxerguem constantemente o valor do trabalho naquela organização. 

Do ponto de vista interno, cuidar do employer branding é zelar para que as condições de trabalho sejam as melhores possíveis. Isso significa investir em políticas de benefícios, desenvolvimento de carreira, cargos e salários e uso de novas tecnologias para colaboração e conexão. O uso desse último item, inclusive, é responsável por um aumento de 25% na taxa de produtividade das equipes, de acordo com a consultoria McKinsey

Cria um time de promotores da marca

Ambiente agradável, gestão de pessoas exemplar, oportunidades de crescimento. Além da retenção de colaboradores, outro efeito de um bom employer branding é a transformação deles em promotores da marca. 

E o que isso significa? 

Significa que, além de trabalharem com satisfação e felicidade, eles serão responsáveis por multiplicar a imagem positiva da marca, fortalecendo sua imagem externa e alimentando a rede de interessados em integrar a organização. 

Otimiza o emprego de recursos de RH

A reputação de uma empresa é tudo. Empresas que entendem o que é employer branding e aplicam o conceito em sua estratégia fazem com que os melhores candidatos queiram prestar serviços para a organização e que, uma vez contratados, eles desejem permanecer na empresa por um longo período de tempo. 

Por outro lado, uma empresa que falha em construir seu employer branding acaba tendo custos extras nada agradáveis. De acordo com a pesquisa Employer Branding Essentials, do LinkedIn, empregadores que não investem em sua reputação pagam US$ 4.723 a mais por funcionário contratado. Ao mesmo tempo, 50% dos candidatos potenciais nem considera trabalhar com uma empresa com um employer branding fraco, mesmo que a média salarial seja elevada. 

4 exemplos de ações de employer branding para inspirar

Investir no onboarding

Você já ouviu falar no ditado “a primeira impressão é a que fica”? Pois quando falamos sobre employer branding, a máxima é muito verdadeira. 

O processo de onboarding — ou integração corporativa — é o primeiro contato aprofundado entre o colaborador e a empresa pós-contratação. Isso significa que ele vai, de fato, embarcar (daí o nome “onboarding”) nos processos, valores, metas, objetivos, protocolos e operações da empresa.

Se você já participou de alguma integração corporativa, sabe que, em geral, trata-se de um momento bastante rígido, cansativo e até mesmo maçante — tudo o que uma empresa que sabe o que é employer branding não quer ser! 

Por isso, transforme seu onboarding em um momento que tenha a cara do que a empresa oferece de melhor: use a transformação digital para criar materiais em formatos diferentes, envolva o colaborador em dinâmicas, atividades com gamificação e aproxime-os da imagem que sua empresa se esforça para construir. 

Realizar pesquisas e ouvir opiniões

A partir do momento que uma empresa decide investir em employer branding, ela não pode se esquecer de que o principal promotor dos valores e das estratégias adotados será o colaborador. 

Por isso, ele deve ser envolvido em processos e consultado com frequência, para que seu feedback possa, de fato, contribuir para a melhoria contínua da gestão. 

Algumas dicas para mensurar o nível de satisfação do colaborador com as políticas da empresa são:

  • realização de entrevistas;
  • pesquisa de clima;
  • criação de programas internos para que os colaboradores possam conversar com a liderança

Valorizar a saúde mental dos colaboradores

Zelar pela felicidade no ambiente de trabalho é um dos papéis mais desafiadores das empresas preocupadas em construir seu employer branding.

Ao mesmo tempo em que a concorrência torna o mercado mais competitivo, urgente e exigente, as empresas precisam encontrar formas de balancear a rotina intensa com medidas que possibilitem a manutenção da saúde mental de seus colaboradores. 

Instaurar políticas de home office, promover palestras, exercitar a escuta ativa,  disponibilizar espaços de descanso e evitar a sobrecarga de trabalho são algumas das medidas que podem ser adotadas. 

Oferecer ferramentas de trabalho modernas e atualizadas

Além de oferecer uma estrutura de apoio à saúde mental, também é dever da empresa que decide colocar o employer branding em prática fornecer as melhores condições de trabalho possíveis para seus colaboradores. 

Estruturas desenvolvidas de acordo com padrões ergonômicos, equipamentos de qualidade e ferramentas modernas, como um CRM para apoiar na organização de processos, podem contribuir para a harmonia do ambiente e a manutenção de uma rotina saudável e produtiva. 

Agora que você já entendeu o que é employer branding, já pode começar a desenhar as estratégias da sua empresa para construir uma marca sólida para atrair e reter os melhores talentos do mercado. 

Esse post foi escrito por Júlio Paulillo, CRO do Agendor, uma plataforma de CRM e gestão comercial, que funciona como um painel de controle e assistente pessoal para equipes de vendas.

Vera Maria Stuart Secaf

Author Vera Maria Stuart Secaf

Sócia e Consultora sênior, atua há mais de 20 anos na gestão em organizações de diversos portes e setores. Ministrou aulas nos cursos de pós graduação da FUPAM, FEA/USP, FGV in Company e ANBIMA. Vera é administradora de empresas com MBA na Fundação Dom Cabral e Kellogg e Master em Governança na Nova Economia pelo GoNew Economy.

More posts by Vera Maria Stuart Secaf

Comentários no Facebook