Gestão Empresarial

Como administrar o dinheiro de uma pequena empresa? 8 boas práticas para uma gestão financeira mais eficiente

By 24 de outubro de 2019 No Comments
como-administrar-o-dinheiro-de-uma-pequena-empresa

Compartilhe isso!

A cada quatro empresas que são abertas, uma acaba encerrando suas atividades em menos de dois anos. A estatística é do Sebrae, que aponta também as micro e pequenas empresas como as mais afetadas por essa infeliz realidade.

De todas as causas para o fechamento prematuro, pode-se dizer com tranquilidade que a má gestão financeira aparece entre as principais.

Mas como administrar o dinheiro de uma pequena empresa? Este tem sido um dos maiores desafios de pequenos empreendedores por todo o Brasil, seja pela falta de experiência em finanças ou por achar que as outras áreas do negócio são mais importantes.

Se você é dono de uma pequena empresa, então este artigo é para você. Separamos aqui 8 dicas para promover uma gestão mais eficiente dos recursos financeiros e alcançar melhores resultados.

Continue a leitura e saiba quais boas práticas seguir para alavancar seu negócio.

Leia também: Gestão de reembolso corporativo: Cuidados para não se tornar um gargalo de dinheiro na sua empresa!e

8 dicas de como administrar o dinheiro de uma pequena empresa

1 – Elabore um planejamento financeiro

Toda boa gestão de finanças precisa contar com um planejamento bem estruturado. É ele que servirá como um guia sobre o que deve ser feito em relação ao dinheiro da empresa.

O planejamento financeiro precisa ter os pés no chão e estar em consonância com a realidade do seu negócio. É necessário ser bem realista em relação a despesas, receitas, investimentos, limites de gastos, etc.

Assim, é possível desenvolver estratégias mais acertadas e identificar eventuais falhas. Procure envolver toda a sua equipe na elaboração do planejamento financeiro e o faça com base em dados concretos.

Leia mais: Passo a passo: como fazer projeção financeira na sua empresa?

2 – Não misture suas finanças pessoais com as finanças da empresa

Esta segunda dica de como administrar o dinheiro de uma pequena empresa é crucial. Procure fazer a separação entre suas finanças pessoais e as finanças da empresa.

Essa prática é extremamente importante para garantir a saúde financeira do seu negócio.

Evite recorrer ao caixa da empresa para arcar com despesas pessoais. Os lucros da empresa não poderão ser revertidos para a própria empresa, colocando em risco se crescimento.

3 – Esteja sempre atento ao fluxo de caixa

O fluxo de caixa se refere a todos os valores que entram e saem da empresa. Ou seja, as contas a pagar e as contas a receber.

Ter controle sobre esse aspecto do negócio é fundamental para o seu pequeno empreendimento. Busque acompanhar constantemente o seu fluxo de caixa. Assim, será possível compreender a atual situação das finanças do negócio para, então, tomar decisões importantes, como investimentos e cortes de gastos.

4 – Aprenda a assumir riscos calculados

Para atingir o sucesso, muitas vezes é necessário arriscar. No entanto, se o risco for calculado, as chances de dar tudo certo no final são maiores.

Esta dica é muito importante para quando, por exemplo, você decidir investir em algo para a sua empresa. Como há risco em todo investimento, é preciso fazê-lo calculadamente, analisando todos os possíveis cenários para se prevenir de possíveis ameaças.

5 – Cuidado com o endividamento

Toda empresa, principalmente as de pequeno porte, precisa recorrer a empréstimos para financiar as atividades do negócio. No entanto, é preciso ficar atento ao endividamento para evitar que ele saia do controle.

Ou seja, evite contrair dívidas que sejam maiores do que a sua capacidade de pagá-las, pois isso pode acabar levando a sua empresa à falência. Atente-se também às taxas de juros e às condições de pagamento.

6 – Saiba estabelecer prioridades

Saber estabelecer prioridades é essencial para uma eficiente administração financeira. Empreendedores que têm essa habilidade conseguem honrar seus compromissos e são mais assertivos na hora de investir.

Portanto, na hora de direcionar recursos, saiba priorizar o que for mais importante para empresa naquele momento.

7 – Pague suas contas sempre em dia

Cumprir com suas obrigações financeiras dentro dos prazos de vencimento é muito importante para uma gestão financeira de qualidade.

Contas atrasadas acarretam juros que podem ser bastante onerosos para o caixa da empresa. Por isso, mantenha suas contas a pagar sempre em dia.

8 – Tenha uma boa estratégia de cobrança

Chegamos a última dica, mas não menos importante, de como administrar o dinheiro de uma pequena empresa.

Se você precisa estar com suas contas sempre em dia, o mesmo vale para os seus clientes. Nesse sentido, adote uma boa estratégia de cobrança para aqueles clientes que se encontram em situação de inadimplência com a sua empresa.

Essa prática é fundamental para o equilíbrio do fluxo de caixa e para a saúde financeira do seu negócio como um todo.

Quer uma dicas de cobrança de clientes inadimplentes? Confira este infográfico do NFe.io:

Como administrar o dinheiro de uma pequena empresaO que achou das nossas dicas de como administrar o dinheiro de uma pequena empresa? Coloque-as em prática e veja os resultados do seu negócio melhorarem de maneira consistente e significativa.

Saiba mais: Como fazer gestão de indicadores financeiros passo a passo

A Setting é uma consultoria de gestão com foco em resultados que pode ajudar empresas de todos os portes em diversas áreas de negócio, inclusive a financeira.

Para isso, o primeiro passo é fazer um diagnóstico de seu negócio. Veja como fazer isso baixando nosso e-book gratuito: Por dentro do diagnóstico empresarial

Jorge Secaf Neto

Author Jorge Secaf Neto

Sócio fundador da Setting Consultoria e Gestão Empresarial e Conselheiro Certificado IBGC, atua como Conselheiro, Consultor Sênior ou assume responsabilidade executiva (interim manager) em organizações que buscam transformação. Graduado em engenharia civil (Mackenzie), pós-graduado em engenharia de produção (Politécnica), possui formação executiva por meio de cursos de longa duração em instituições de renome no Brasil e no exterior (Fundação Dom Cabral; Kellogg; INSEAD; Harvard). Atuou como examinador do Prêmio Nacional da Qualidade por 10 ciclos e tem seus principais interesses acadêmicos e profissionais vinculados à educação executiva e à busca pela excelência em governança e gestão organizacional.

More posts by Jorge Secaf Neto

Comentários no Facebook