Gestão Empresarial

Como fazer gestão de indicadores financeiros passo a passo

By 27 de agosto de 2019 No Comments
gestão de indicadores financeiros

Compartilhe isso!

Acompanhar o desempenho da área financeira de uma empresa é fundamental para se certificar de que os recursos necessários para sua sustentabilidade estão garantidos.

Afinal, a área financeira é a responsável por gerenciar o capital da empresa, as entradas e saídas de dinheiro, garantir sua liquidez e evitar a inadimplência. Além disso, deve zelar por sua capacidade de pagamento e investimento.

Mas como fazer esse acompanhamento?

Para se certificar de que a gestão financeira de sue negócio está indo no caminho certo, você precisa usar os chamados indicadores de desempenho financeiros, também chamados de KPIs (Key Performance Indicators).

Tratam-se de índices numéricos criados para que se possa acompanhar o desempenho de seu negócio. Assim, é possível efetuar melhorias, caso eles indiquem que a performance estão abaixo do esperado.

Neste post você vai ver como fazer a gestão dos indicadores financeiros de sue negócio passo a passo.

Como fazer a gestão de indicadores financeiros em 6 passos

1- Defina indicadores estratégicos, táticos e operacionais

Bem, não há como fazer a gestão de indicadores financeiros sem definir quais serão os que você empregará em sua empresa, concorda?

Existem 3 níveis de indicadores que você precisa definir em seu negócio, veja:

  • Estratégicos: correspondem aos objetivos determinados pela liderança da organização, “C Level”
  • Táticos: nível gerencial
  • Operacionais: nível individual

Vamos entender cada um deles.

Para cada nível dos indicadores, selecionamos um exemplo. Você verá uma explicação sobre cada um deles (e outros) ao final deste post.

  • Indicadores estratégicos: estão relacionados ao atingimento das grandes metas organizacionais. Exemplo EBITDA
  • Indicadores táticos: se referem aos planos de ação gerencial, que costumam durar de  1 a 3 anos. Por exemplo, o ROI de uma plano de expansão de uma rede de lojas.
  • Indicadores operacionais: são usados para avaliar o desempenho das pessoas e são de curto prazo. Por exemplo: prazo médio de cobrança, para avaliar o desempenho de um colaborador que trabalha com cobrança de clientes.

Portanto, verifique para cada nível do negócio quais são os indicadores financeiros mais relevantes.

2- Determine metas

O próximo passo da gestão de indicadores financeiros, depois de definir quais serão usados, é a determinação de metas para o setor financeiro da empresa.

Afinal, são as metas que indicarão qual a performance que o colaborador deve alcançar individualmente em sua tarefa.

Da mesma forma, ela saberá, juntamente com sua equipe, quais as metas para seu departamento.

Assim, ficará claro para todos que se cada um atingir suas metas operacionais e seu departamento alcançar as metas táticas, como isso, as metas estratégicas do negócio também serão alcançadas.

As metas também servem para alertar os gestores se algum processo financeiro está abaixo dos padrões desejados. Se isso ocorrer, providências devem ser tomadas, como você verá mais adiante.

3- Explique aos envolvidos os indicadores utilizados e as metas

Depois de escolher os indicadores financeiros que serão usados pata acompanhar os processos da empresa e a performance dos colaboradores, é fundamental explicar aos envolvidos porque esses indicadores foram escolhidos.

Além disso, eles precisam entender como são calculados e ter acesso a eles, para poderem saber como está sendo o seu desempenho ou do processo analisado. Colaboradores que não compreendem porque determinado indicador é importante para avaliar a tarefa que executam tendem a ignorá-lo.

Outro ponto importante é compartilhar as metas que devem ser atingidas. Afinal, se não souberem quais são, não haverá como os colaboradores se empenharem para atingi-las ou mesmo superá-las.

4- Acompanhe o desempenho dos processos

Use softwares de controle financeiro ou de gestão de performance empresarial para acompanhar os indicadores e compartilhá-los com as equipes.

Controles manuais nunca serão precisos o suficiente para que esse trabalho seja realizado da maneira correta. E mesmo planilhas compartilhadas online podem não ser a melhor solução para isso.

Um bom software financeiro oferece todas as facilidades necessárias para capturar os dados, calcular os KPIs e compartilhar com o time.

Assim, tudo fica bem mais ágil e transparente e a informação flui sem ruídos e é sempre confiável.

5- Dê feedback

Independentemente dos indicadores financeiros mostrarem números positivos ou negativos, os colaboradores devem receber tanto um feedback coletivo como individual.

O feedback coletivo deve apresentar os aspectos gerias da performance do time e estimular uma discussão sobre o que trouxe bons resultados e deve ser repetido e o que precisa ser melhorado.

Já o feedback individual deve ser um estímulo para quem está se saindo bem e um reconhecimento de sue trabalho. Para aqueles que precisam melhorar porque não atingiram suas metas, um plano de desenvolvimento individual deve ser traçado em conjunto pelo líder e o colaborador.

6- Inicie a melhoria contínua

Por fim, um dos principais objetivos da gestão de indicadores financeiros e descobrir o que está funcionando bem em seus processos e melhorar aqueles que não atingem suas metas.

Assim, quando um indicador aponta que o processo não vai bem, ele deve ser analisado em busca de atrasos, gargalos e desperdícios. Em seguida, novos procedimentos serão criados para evitar essas e outras ineficiências.

O novo processo será monitorado e sempre que os indicadores mostrarem que algo não vai bem, será novamente melhorado, e assim continuamente.

Agora que já descobriu como fazer gestão de indicadores financeiros, conheça 9 dos principais indicadores financeiros de uma empresa e use-os da melhor forma na hora de fazer o planejamento financeiro de seu negócio:

Gestão de indicadores financeiros

Fonte: NFe.io

Este post foi escrito pela equipe da Nfe.io, um sistema de emissão e controle de notas fiscais que automatiza tarefas chatas e faz sua empresa ganhar tempo, performance e diminuir custos.

Jorge Secaf Neto

Author Jorge Secaf Neto

Sócio fundador da Setting Consultoria e Gestão Empresarial e Conselheiro Certificado IBGC, atua como Conselheiro, Consultor Sênior ou assume responsabilidade executiva (interim manager) em organizações que buscam transformação. Graduado em engenharia civil (Mackenzie), pós-graduado em engenharia de produção (Politécnica), possui formação executiva por meio de cursos de longa duração em instituições de renome no Brasil e no exterior (Fundação Dom Cabral; Kellogg; INSEAD; Harvard). Atuou como examinador do Prêmio Nacional da Qualidade por 10 ciclos e tem seus principais interesses acadêmicos e profissionais vinculados à educação executiva e à busca pela excelência em governança e gestão organizacional.

More posts by Jorge Secaf Neto

Comentários no Facebook