Gestão Empresarial

Como fazer um planejamento financeiro de uma empresa de forma ágil e prática

By 9 de novembro de 2018 No Comments
Como fazer um planejamento financeiro de uma empresa

O planejamento financeiro de seu negócio está se tornando um problema?

Você não sabe por onde começar, perde muito tempo e não vê resultados práticos?

Não desista! É muito importante fazer um planejamento financeiro. Descubra como nesta postagem!

Veja também: 4 metas para o setor financeiro de uma empresa que vão mudar de vez sua forma de administrar as finanças

Em pequenas, médias ou grandes empresas, o planejamento financeiro deve ser sempre uma prioridade para garantir a segurança do negócio.

Independentemente do porte ou segmento, ele é parte essencial da estrutura empresarial, a base para mostrar onde a empresa está e onde ela pode chegar.

O planejamento financeiro auxilia a empresa na projeção de receitas e despesas. Sabendo exatamente quanto dinheiro tem no caixa, é possível saber quanto e como aplicar em melhores investimentos, entre inúmeras outras tomadas de decisão.

Mas, afinal, como fazer um planejamento financeiro? Veja abaixo um passo a passo que pode ajudar a sua empresa. É um verdadeiro checklist do departamento financeiro.

Como fazer um planejamento financeiro de uma empresa em 6 passos

Não há como fazer uma boa gestão financeira sem planejamento. Confira um passo a passo:

1- Organize seus documentos e registros

Antes de realizar um grande planejamento financeiro, é preciso criar um histórico para análise de como andam as contas na sua empresa.

É por isso que todos os documentos e registros financeiros, incluindo os de contas a pagar e receber, devem ser guardados e de uma maneira organizada.

O monitoramento dos registros e ações na empresa deve ser constante e trabalhado no dia a dia, desde os primeiros passos no mercado.

Somente assim, com dados concretos, será possível acompanhar o fluxo de caixa e o crescimento do negócio, analisando eventuais oportunidades ou dificuldades a serem enfrentadas pela frente.

2- Prepare-se para o planejamento anual

Realizar um planejamento anual é imprescindível e, quanto antes você se preparar, melhor programado estará para os desafios do ano seguinte.

Se possível, antes mesmo das festas de fim de ano, pare para traçar um plano de ação para a sua empresa, baseado em objetivos, ações e cronogramas.

Você não precisa ter certeza do que virá a seguir, mas, se consultar os históricos e as contas, os indicadores financeiros (fluxo de caixa, capital de giro, controle de contas a pagar e receber, controle de inadimplência, demonstrativo de resultados, entre tantos outros), poderá se antecipar para diferentes cenários.

Trabalhar com possibilidades é importante. Portanto projete um planejamento para uma situação não somente em casos onde o cenário é positivo como também negativo.

Momento de crise? Aumento de demanda? Estagnação? Ao definir ações para cada situação, você estará criando um planejamento anual ainda mais completo.

3- Apoie-se em metodologias para entender sua empresa

Algumas metodologias podem auxiliar no processo de descoberta e entendimento da empresa. Uma das mais conhecidas é a análise SWOT, que define forças, oportunidades, fraquezas e ameaças.

Outro é o chamado “Ciclo PDCA”, que incentiva um planejamento baseado não só em planejar (PLAN), mas também em fazer (DO), checar (CHECK) e agir (ACT).

Afinal, o planejamento sempre acontece como uma estratégia para alcançar um objetivo, uma ação final. Essa ação pode ser a busca por aumento nos ganhos ou no número de clientes, a redução de custos, os cortes em despesas ou outro objetivo pautado pela área financeira.

Com base em metodologias como o PDCA, portanto, você pode primeiramente pensar em metas, começar a realizar e, se eventualmente algo não saiu como o esperado, é importante checar e analisar o que houve para depois corrigir processos da maneira mais adequada.

O “agir”, nesse caso, poderá sempre ser modificado, os planos ajustados com base em análises e planejamentos anteriores.

4- Controle e reduza gastos

Você pode até achar que já controla os gastos da sua empresa, mas será que não há como melhorar?

Para começar, é importante garantir que não há mistura de valores pessoais e empresariais, pois isso pode afetar a percepção real dos resultados da empresa no futuro.

Existem inúmeros controles financeiros que também são necessários para atingir as metas da empresa com base em informações sólidas.

O fluxo de caixa é o principal e pode ser organizado em uma planilha e sempre que possível apresentado em relatórios mensais.

O que é despesa? O que é receita? Ao classificar os números diariamente, você começa a criar uma rotina de planejamento para a sua empresa.

E como a redução de gastos sempre é possível, você poderá se basear em controles financeiros para encontrar maneiras de economizar e ao mesmo tempo investir naquilo que traga mais resultados.

5- Envolva sua equipe

Uma empresa não vai para frente se não contar com o apoio de outros colaboradores, e é por isso que envolver sua equipe no planejamento é essencial.

Você pode até ser o responsável por tomar as decisões estratégicas e determinar as melhores maneiras de conseguir um objetivo. Mas em alguns momentos os controles devem ser compartilhados com quem também faz parte do negócio, como é o caso do controle de estoque alinhado à equipe de vendas.

Manter a empresa saudável internamente também poderá fazer a diferença nos negócios.

6- Apoie-se em tecnologias para se organizar

Existem inúmeras plataformas que auxiliam gestores a realizar o controle financeiro da empresa.

As ferramentas on-line, mais assertivas e automatizadas, são as responsáveis por organizar históricos de saídas e entradas (sem correr o risco que falte algum número), gerar relatórios em tempo real se preciso, controlar a emissão de responsabilidades fiscais (como as notas emitidas), e assim por diante.

Apoiar-se em uma dessas tecnologias, portanto, pode ser a chave para você se organizar na gestão empresarial e focar na parte estratégica do planejamento financeiro de sua empresa.

E então, está pronto para começar?

Este post foi escrito pela equipe da Nfe.io, um sistema de emissão e controle de notas fiscais que automatiza tarefas chatas e faz sua empresa ganhar tempo, performance e diminuir custos.

Comentários no Facebook