Gestão Empresarial

Organizações em rede: o que são, benefícios e 3 exemplos de casos reais para se inspirar

By 3 de dezembro de 2020 No Comments
organizações em rede

Compartilhe isso!

A globalização, a transformação digital nas empresas e o avanços das tecnologias de comunicação e informação (TICs) são fenômenos da modernidade que têm feito as empresas repensarem suas estruturas organizacionais e também suas dinâmicas internas e externas.

Como respostas às transformações globais, surgem as organizações em rede. Você já ouviu falar nesse tipo de estrutura empresarial?

Para se manterem competitivas, uma tendência que vem ganhando força nos últimos anos no mundo corporativo é o compartilhamento de informações, competências e conhecimentos entre empresas.

Elas, então, passam a atuar conectadas em uma rede de modo a maximizar sua geração de valor, cada uma fazendo aquilo que faz melhor e compartilhando com as demais.

Se você ficou interessado e deseja saber mais sobre esse assunto, continue a leitura deste artigo para entender melhor o que são e como funcionam as organizações em rede.

Além disso, você também vai conferir nos parágrafos à frente quais os benefícios de atuar em rede e alguns exemplos de empresas que adotam esse modelo e que têm obtido sucesso:

  • Apple + Google no desenvolvimento da internet 6G;
  • Walmart e o compromisso com a sustentabilidade;
  • Vivo + Claro + Oi + TIM na pandemia de Covid-19.

Leia também: Tudo o que você precisa saber sobre alianças estratégicas entre empresas: definição, tipos, passo a passo e exemplos

O que são organizações em rede?

Uma rede pode ser definida como sistema de nós conectados por links. Tendo isso em vista, as organizações em rede são aquelas que atuam como nós independentes mas que trabalham juntas para atingirem um propósito em comum.

Os links que conectam essas organizações são acordos e interesses compartilhados que se trabalhados adequadamente, gerarão uma sinergia que trará resultados positivos para todos os integrantes da rede.

As relações entre as empresas que fazem parte da mesma rede cruzam fronteiras com facilidade, fluindo sem barreiras. A comunicação se dá de maneira mais informal e a hierarquização tradicional e burocrática perde força.

No modelo de organizações em rede, os links entre os nós são feitos de várias formas e em diferentes direções. A intenção é firmar parcerias, estreitar relacionamentos e juntar forças para alcançar objetivos em comum.

As organizações em rede podem ser observadas, por exemplo, quando uma grande empresa distribui geograficamente seus times; ou quando pequenas empresas operam juntas para competir contra grandes corporações.

Esta ilustração mostra a diferença entre uma estrutura organizacional tradicional funcional e uma organização estruturada em rede:

Organizações em rede

Veja mais: Redes Sociais e Negócios: 7 dicas para se dar bem e vender +

Organizações em rede: vale mesmo à pena?

Com mercados cada vez mais competitivos, dificilmente uma organização conseguirá sobreviver isoladamente. Empresas que atuam em rede podem sim experimentar uma série de benefícios.

O primeiro deles é a maximização do potencial de conhecimento da organização. As empresas que fazem parte de uma mesma rede compartilham expertise e know how entre si.

Isso nos leva a um outro benefício de atuar no modelo em rede: o aumento da competitividade. Organizações em rede se tornam mais competitivas pois atuam em conjunto somando suas forças e multiplicando suas vantagens competitivas.

Organizações em rede: Exemplos de empresas que operam nesse modelo

As organizações em rede são um movimento incentivado, principalmente, pela evolução das tecnologias de informação e comunicação, as quais encurtam distâncias e favorecem a transposição de barreiras geográficas.

Existem várias empresas que atuam nesse modelo de rede de maneira bem sucedida. Separamos aqui 3 exemplos reais para você se inspirar.

1 – Apple + Google no desenvolvimento da internet 6G

Neste exemplo de organizações em rede, temos duas gigantes da tecnologia. Recentemente a Apple e a Google se juntaram ao Next G Alliance, grupo voltado para o desenvolvimento da internet 6G.

Também participam dessa aliança o Facebook, a Microsoft, a Samsung e várias outras empresas do ramo de tecnologia.

2 – Walmart e o compromisso com a sustentabilidade

O Walmart é um exemplo de organização que opera em rede. A multinacional recorre a pessoas de dentro e de fora da empresa a fim de encontrar soluções para para diferentes problemas como, por exemplo, a implementação de práticas ecologicamente sustentáveis.

Dessa forma, o Walmart consegue adotar abordagens inovadoras para reduzir o impacto ambiental.

3 –  Vivo + Claro + Oi + TIM na pandemia de Covid-19

Outro exemplo de organizações operando em rede pôde ser observado nos primeiros meses de pandemia de Covid-19 no Brasil.

As quatro maiores empresas de telefonia se juntaram para a campanha #FiqueBemFiqueEmCasa.

Na intenção de incentivar o isolamento social para conter a contaminação do vírus, as companhias adotaram iniciativas para facilitar a comunicação entre as pessoas, como:

  • Bônus de dados de navegação;
  • Liberação de conteúdos de entretenimento;
  • Navegação sem consumo de dados no aplicativo coronavírus SUS.

Confira este vídeo que divulgou essa parceria entre as 4 empresas:

E aí? O que você achou do modo de operar das organizações em rede? Experimente atuar nesse modelo e tenha acesso aos benefícios que ele pode oferecer.

Veja também: Modelos de gestão organizacional: qual é o mais adequado para a sua empresa?

A Setting é um empresa de consultoria empresarial que usa uma abordagem sistêmica baseada em fatos para entregar valor e resultados para o seu negócio.

Assim, seu trabalho de consultoria valoriza as pessoas e tem foco na excelência, transferindo conhecimento de forma colaborativa, com total transparência.

Se você quer entender melhor como uma empresa de consultoria pode ajudar sua organização a crescer e se consolidar no mercado, baixe nosso e-book gratuito: O que esperar de uma consultoria em gestão e como escolher o parceiro certo

Vera Maria Stuart Secaf

Author Vera Maria Stuart Secaf

Sócia e Consultora sênior, atua há mais de 20 anos na gestão em organizações de diversos portes e setores. Ministrou aulas nos cursos de pós graduação da FUPAM, FEA/USP, FGV in Company e ANBIMA. Vera é administradora de empresas com MBA na Fundação Dom Cabral e Kellogg e Master em Governança na Nova Economia pelo GoNew Economy.

More posts by Vera Maria Stuart Secaf

Comentários no Facebook