Estratégia

Tudo o que você precisa saber sobre alianças estratégicas entre empresas: definição, tipos, passo a passo e exemplos

By 20 de agosto de 2020 No Comments
alianças estratégicas entre empresas

Compartilhe isso!

No mundo corporativo, as alianças estratégicas são uma forma que duas ou mais empresas encontram para trabalharem juntas em busca de benefícios mútuos. Trata-se de um acordo entre organizações com objetivos em comum, os quais geralmente estão atrelados à diferenciação no mercado, intercâmbio de conhecimentos e aumento da competitividade.

Neste artigo, vamos explicar o que são e como funcionam as alianças estratégicas entre empresas. Continue a leitura para conferir alguns exemplos reais e também quais são os tipos de alianças estratégicas:

  1. Aliança sem participação acionária;
  2. Com participação acionária;
  3. Aliança joint-ventures.

Este post também vai interessar a você: O que é a Estratégia do Oceano Azul e como ela pode te ajudar a se destacar no mercado

O que são alianças estratégicas entre empresas?

Indo direto ao ponto, as alianças estratégicas entre empresas são acordos mutuamente benéficos firmados entre duas ou mais pessoas jurídicas.

Essas alianças são feitas para que as empresas envolvidas se ajudem a alcançar objetivos específicos.

Por exemplo, uma rede de fast food pode fazer uma aliança estratégica com uma marca de refrigerante para comercializar apenas os refrigerantes dessa marca nos combos de sanduíche.

As alianças estratégicas também podem ser feitas com o objetivo de:

  • explorar um novo mercado;
  • lançar um novo produto ou serviço;
  • melhorar determinados processos;
  • compartilhar recursos ou aumentar a vantagem competitiva.

Entre outros.

Leia mais: Como a aplicação das 5 forças de Porter em uma empresa ajuda a definir estratégias

Quais são os tipos de alianças estratégicas entre empresas?

Basicamente, existem três tipos de alianças estratégicas entre empresa. Confira todos eles.

1. Aliança sem participação acionária

A aliança estratégica sem participação acionário é o tipo mais comum. Aqui, as empresas envolvidas na parceria trabalham juntas em busca de benefícios mútuos, mas não participam do capital uma da outra.

2. Aliança com participação acionária

Esse tipo de aliança estratégica é o oposto do que citamos no tópico anterior. Nas alianças com participação acionária, as empresas parceiras firmam um acordo que prevê a participação mútua no capital.

3. Aliança joint-ventures

O terceiro tipo de aliança são as joint-ventures. Nesse caso, as empresas parceiras criam uma empresa totalmente independente e compartilham o lucro dela.

Leia também: 4 exemplos de estratégias de crescimento empresarial

Passo a passo: como fazer alianças estratégicas entre empresas?

Bom, agora que você já sabe a definição e quais são os tipos de alianças estratégicas, veja a seguir quais passos fundamentais você deve seguir caso queira firmar uma aliança com outra empresa.

Passo 1 – Estabeleça os objetivos da aliança

O primeiro que você deve seguir consiste em estabelecer os objetivos da aliança a ser firmada.

Ou seja, que resultados você pretende alcançar (a médio e longo prazo) ao firmar uma parceria com outra empresa? Quais são suas intenções estratégicas?

Passo 2 – Identifique as empresas com potencial para firmar a aliança

Com objetivos bem estabelecidos, é necessário colocar no papel com quais empresas você acredita ser possível firmar uma aliança bem sucedida.

É importante considerar não apenas os objetivos em si, mas também os valores cultivados por sua empresa e pela futura parceira. Se não houver essa afinidade de valores, dificilmente essa parceria vai dar certo.

Passo 3 – Redija um contrato para a formalizar a parceria

Após encontrar a empresa ideal para firmar a aliança estratégica e conseguir convencê-la a seguir em frente com a parceria, é necessário redigir um contrato para formalizar tudo.

As cláusulas precisam ser benéficas para ambas as partes e contemplar as necessidades e objetivos dos envolvidos.

Estabeleça limites de responsabilidades e prometa apenas o que a sua empresa poderá cumprir. Cuidados com as concessões que você se dispõe a fazer; preze pela equidade.

Passo 4 – Defina um ciclo de validação

A ideia motivadora da aliança precisa passar por um processo de validação. Sendo assim, crie ciclos para testar a viabilidade da parceria e, de acordo com os resultados apresentados, realizar os ajustes necessários até que que ambas as partes se sintam confortáveis com a aliança firmada.

  • Observação: No Brasil, uma aliança estratégica precisa passar pela aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica antes de ser concretizada. Portanto, é indispensável buscar se informar junto a esse órgão sobre as condições impostas para viabilizar o tipo de parceria que você deseja fazer.

Veja mais: 4 estratégias para aumentar a performance em mercados regionais

Exemplos de alianças estratégicas entre empresas

Os cases de alianças estratégicas são inúmeras. A Barnes & Noble (maior livraria varejista dos Estados Unidos) e a Starbucks (famosa rede cafés) firmaram uma aliança na qual a livraria abriu dentro de seu espaço uma loja da Starbucks.

Confira no vídeo abaixo, do Meio & Mensagem, outros exemplos de alianças estratégicas:

Ficou claro o que é aliança estratégica entre empresas? Agora que você já sabe mais sobre o assunto, que tal estudar a possibilidade de se aliar a uma outra empresa em busca de melhores resultados?

Saiba mais: O que é estratégia empresarial, afinal?

Ao fazer o planejamento estratégico do seu negócio, pode se evidenciar uma oportunidade de aliança, por isso, é importante dominar essa ferramenta de gestão.

A Setting é uma consultoria de gestão estratégica que usa uma metodologia sistêmica, tomando decisões baseadas em fatos, assim, entrega valor e resultados para o sue negócio.

Entre diversas outras atividades, a Setting pode ajudar sua empresa a a formular e implementar estratégias, além de fazer seu posterior monitoramento com o objetivo de levar à melhoria contínua dos processos e a estruturação do modelo de gestão.

Se você quer boas dicas de como empregá-la, então, baixe nosso e-book gratuito: Guia para fazer o Planejamento Estratégico de sua empresa

Vera Maria Stuart Secaf

Author Vera Maria Stuart Secaf

Sócia e Consultora sênior, atua há mais de 20 anos na gestão em organizações de diversos portes e setores. Ministrou aulas nos cursos de pós graduação da FUPAM, FEA/USP, FGV in Company e ANBIMA. Vera é administradora de empresas com MBA na Fundação Dom Cabral e Kellogg e Master em Governança na Nova Economia pelo GoNew Economy.

More posts by Vera Maria Stuart Secaf

Comentários no Facebook