Category

Governança

Estruturação da governança: aplicando na sua realidade

By | Governança | No Comments

 

O mundo dos negócios é bastante competitivo e, por isso, exige das empresas muita seriedade na hora promover suas ações gerenciais. As boas práticas de gestão contribuem para que uma companhia se torne mais eficiente, ganhe mercado e dinamize o seu controle financeiro e a relação com o público de interesse — sócios, colaboradores, fornecedores e clientes. Para contar com esse modelo de gestão é necessário realizar ações de estruturação da governança.

Neste artigo iremos explicar um pouco mais sobre a estruturação da governança nas empresas. Ficou interessado? Então confira os próximos parágrafos! Read More

P&R: Governança e Estratégia

By | Governança | No Comments

Sem título

01. Governança: Os sócios da empresa fazem parte da força de trabalho, e apesar de possuírem o mesmo número de cotas da sociedade (limitada), cada um deles dedica um determinado número de horas em atividades operacionais. É possível separar a remuneração do capital e do trabalho, de forma que cada um receba a parte do trabalho de acordo com o número de horas trabalhadas?

Sim, é possível separar a remuneração do capital e do trabalho. Em uma sociedade limitada, os sócios recebem uma remuneração chamada Pró-Labore, que tem como fato gerador a prestação de serviços. Além do pró-labore, existe a Distribuição de Lucro, que é a remuneração do capital distribuída aos sócios, independente de trabalhar ou não na empresa. Read More

Governança Corporativa em Pequenas e Médias Empresas

By | Governança | No Comments
Governança Corporativa em Pequenas e Médias empresas.

Governança Corporativa em Pequenas e Médias empresas.

Não é só para empresas com capital aberto que a governança corporativa é importante. Todas as empresas, independente
do porte e do estágio de desenvolvimento em que se encontram, devem preocupar-se com este tema e verificar quais das práticas de governança devem ser aplicadas em seu tipo de sociedade e de negócio. A relação entre sócios, a formação de um conselho, a comunicação transparente com as partes interessadas (o quê comunicar e para quem), o sistema de remuneração, o planejamento estratégico e o monitoramento de riscos, são, entre outros itens, alguns dos que precisam ser considerados para que a empresa possa crescer com bases sólidas.