Estratégia

Dificuldades no planejamento estratégico: confira as 8 maiores e saiba como superá-las

By 24 de janeiro de 2019 No Comments
Dificuldades planejamento estratégico

Você está com dificuldades no planejamento estratégico da sua empresa? Fica tranquilo que a gente te ajuda!

O planejamento estratégico tem como origem a necessidade de atingir determinados objetivos e enfrentar situações complexas de maneira organizada e sistematizada. Atualmente, essa é uma das principais ferramentas utilizada para definir os caminhos que uma empresa deverá trilhar para alcançar o sucesso.

Porém, planejar de maneira estratégica não é uma tarefa fácil. Muitos gestores apresentam certas dificuldades em pelo menos uma das etapas do planejamento.

Pensando nisso, elencamos aqui os principais desafios que envolvem o planejamento estratégico e o que pode ser feito para superá-los.

Confira!

8 principais dificuldades no planejamento estratégico e como superá-las

1 – Conhecer o público-alvo

Uma das principais dificuldades no planejamento estratégico está em definir e conhecer o público ao qual a sua empresa se destina. Essa etapa é extremamente importante, pois boa parte das estratégias serão voltadas para os consumidores finais dos produtos ou serviços que o seu negócio oferece.

Portanto, é interessante que você faça uma boa pesquisa para descobrir características e especificidades do seu público-alvo. Procure traçar o perfil dos seus consumidores, identificando necessidades e expectativas. Além disso, considere também na sua pesquisa aspectos demográficos e comportamentais.

2 – Analisar os ambientes interno e externo

Analisar os ambientes interno e externo da organização é fundamental para a elaboração do planejamento estratégico. Isso porque é mais difícil definir estratégias efetivas sem conhecer a empresa e os diferentes fatores que a cercam.

Uma ferramenta muito utilizada para essa etapa é a análise SWOT. Seu principal objetivo é identificar Forças (Strengths), Fraquezas (Weaknesses), Oportunidades (Opportunities) e Ameaças (Threats) que circulam e permeiam as atividades da sua empresa.

As Forças e as Fraquezas tratam do ambiente interno, enquanto as Oportunidades e as Ameaças estão relacionadas ao ambiente externo.

Veja também: Exemplo de análise SWOT de uma empresa brasileira.

3 – Elaborar metas e objetivos

Outra grande dificuldade no planejamento estratégico é a elaboração de metas e objetivos. Por mais que pareça simples, muitas empresas não conseguem definir de forma clara onde elas querem chegar.

Ora pecam pelo excesso, estabelecendo metas praticamente impossíveis e de serem alcançáveis; ora pecam pela falta, subestimando a capacidade das equipes de perseguir os resultados desejados.

Uma forma eficiente de superar essa dificuldade é seguir o padrão de objetivos SMART. Isso significa que as metas e objetivos devem ser:

  • Específicas (Specific);
  • Mensuráveis (Measurable);
  • Alcançáveis (Achievable);
  • Relevantes (Relevant);
  • Com prazo determinado (Time-based).

4 – Garantir o comprometimento das equipes

Garantir que as equipes se comprometam a seguir tudo o que está previsto é também uma dificuldade do planejamento estratégico, o que pode acabar sendo extremamente prejudicial para os resultados da empresa.

Cada colaborador precisa estar ciente do seu papel e da importância que ele representa para a organização. Sem essa conscientização, dificilmente haverá comprometimento por parte de todos os envolvidos; assim, todo o tempo e esforços gastos na elaboração do planejamento terá sido em vão.

5 – Alocar os recursos

Como distribuir os recursos para implementação das estratégias? Essa é uma pergunta que deixa muitos gestores de cabelo em pé e acaba se tornando uma das grandes dificuldades no planejamento estratégico.

Para solucionar essa questão, é importante, primeiro, identificar todos os recursos disponíveis, sejam eles humanos, financeiros, materiais, etc. Depois, hierarquize as áreas que mais precisam de atenção para alcançar o objetivos do planejamento.

Se os recursos forem alocados de maneira equivocada, isso acarretará em atrasos, sobrecarga de trabalho, desmotivação, insatisfação, retrabalhos e prejuízos.

Lembre-se de que a alocação de recursos pode (e deve) ser revisada periodicamente a fim de identificar a necessidade ou não de fazer determinados ajustes.

6 – Comunicar o Planejamento Estratégico

Para que o planejamento estratégico dê certo, é preciso que todos os envolvidos tenham pleno conhecimento do conteúdo de tal planejamento. No entanto, a comunicação ainda é um aspecto bastante deficitário dentro de algumas organizações, o que acaba por configurar uma dificuldade de implementação do PE.

Tendo isso em vista, é preciso comunicar o planejamento estratégico de forma clara e eficiente para que todas as equipes possam compreender suas metas, os objetivos estratégicos da organização e sua importância na busca por melhores resultados.

Promova reuniões periódicas e use a comunicação interna para acompanhar e debater o andamento do PE e construa murais com informações sobre o progresso das equipes. Dessa forma, todos os colaboradores ficarão cientes do desempenho da empresa.

Seja o mais transparente possível e mostre-se aberto para ouvir sugestões e novas ideias que podem ser incorporadas ao planejamento.

7 – Executar o Planejamento Estratégico

A etapa de execução é também uma das dificuldades do planejamento estratégico. Afinal, como pôr em prática todas as ideias e estratégias colocadas no papel?

Justamente por não saber como solucionar essa questão, alguns gestores acabam deixando o PE de lado e optam por seguir o feeling, colocando em risco os resultados da empresa.

Para evitar que isso aconteça, faça um Plano de Ação. Nesse documento haverá todas as ações que deverão ser tomadas para que os objetivos estabelecidos no PE possam ser alcançados.

Além disso, o Plano de Ação definirá também Onde, Quando, Como, Por Quê, Por Quem e Quanto ($) custará a execução de cada estratégia proposta.

8 – Monitorar o Planejamento Estratégico

Monitorar o andamento do planejamento estratégico também é fundamental para o sucesso do mesmo. Porém, é comum que os esforços se concentrem mais na execução e menos no monitoramento.

Para essa etapa, costuma-se utilizar KPIs, que são os indicadores-chave de desempenho e têm como objetivo mensurar e monitorar o desempenho das ações previstas no PE.

Com os KPIs, você tem acesso a dados relevantes que te permitem, por exemplo, direcionar melhor os recursos, otimizar processos e fazer qualquer outro ajuste no planejamento.

Os indicadores-chave de desempenho mais utilizados são:

  • Net Promoter Score (NPS)
  • Retorno Sobre o Investimento (ROI)
  • Custo de Aquisição de Cliente (CAC)
  • Churn Rate

Veja mais: 6 exemplos de KPI e indicadores para sua empresa mensurar resultados

Essas foram as 8 principais dificuldades no planejamento estratégico que as empresas costumam enfrentar. Agora que você já sabe como superar esses desafios, que tal fazer um planejamento para o seu negócio e obter melhores resultados?

A Setting é uma consultoria empresarial que, entre diversas outras especialidades, está plenamente capacitada a auxiliar sua empresa na formulação de estratégias, sua implementação e análise de desempenho.

Baixe nosso e-book gratuito e saiba mais sobre esse tema: Planejamento Estratégico

Comentários no Facebook