Gestão Empresarial

5 dicas simples de como tornar seu negócio mais sustentável

By 30 de novembro de 2020 No Comments

Compartilhe isso!

Tornar seu negócio mais sustentável é essencial para se manter relevante no mercado. O surgimento do termo aconteceu nos anos 70, como parte do conceito de desenvolvimento ecológico proposto pelas Nações Unidas.

É um equívoco pensar, entretanto, que o termo se refere apenas a questões ambientais. Todas as práticas operacionais e econômicas acabam sendo englobadas nesse processo.

Nem todas as empresas podem ter um reservatório de água potável para utilizar de forma consciente, mas é preciso compreender a necessidade que se apresenta a cada momento.

Isso significa que a empresa tem que conseguir condições de se sustentar a longo prazo em todos os caminhos.

Uma empresa é responsável por movimentar a economia, oferecer produtos e serviços, bem como auxiliar o crescimento do país. 

Hoje em dia, ser classificada como uma empresa sustentável é importante para melhorar a imagem da empresa, ao mesmo tempo que amplia os resultados gerados.

O primeiro ponto para que você consiga garantir que sua empresa seja sustentável, é a questão de normatização. Muitas empresas afirmam estar de acordo com a sustentabilidade, mas não agem dessa forma verdadeiramente.

Os consumidores têm cada vez mais buscado a responsabilidade ambiental nas empresas que costumam consumir, portanto é importante manter a clareza e tomar atitudes que encaminhem o empreendimento para o campo da sustentabilidade.

Se você vende equipamentos contra incêndio, é importante que utilize materiais adequados que não apresentarão riscos ao meio ambiente e permitirão uma melhor utilização dos materiais.

Conheça algumas atitudes sustentáveis

Algumas pequenas ações no dia a dia de sua empresa podem contribuir profundamente para uma atitude mais sustentável.

Realizar revisões é um desses meios. Manter seu espaço físico sempre em ordem pode identificar falhas de manutenção que podem ocasionar danos ao meio ambiente.

Iluminação, ar condicionado e equipamentos antiquados que consomem muita energia acabam se tornando grandes vilões se não forem tratados da forma correta.

Além disso, a documentação eletrônica tem se tornado uma grande aliada de diversas empresas.

A utilização de papel gera um gasto muito grande, o que além de ter um impacto financeiro em seu negócio também impacta diretamente o meio ambiente com a produção de lixo.

Além disso, o excesso de papel gera riscos de exposição, podendo acabar ampliando um foco de incêndio, por exemplo. Mesmo que o detector de fumaça seja de qualidade e dispare prontamente, você já pode ter um impacto ambiental direto nesta situação.

Hoje em dia, a documentação pode ficar de forma segura em computadores e até mesmo na nuvem, com serviços de armazenamento virtual. Assim é possível controlar muito melhor seus documentos, incluindo formas otimizadas de busca e identificação desses arquivos.

Para garantir que seu trabalho tome proporções maiores ainda, é importante trabalhar com empresas que compreendem sua visão de mundo e estejam conectadas com seus objetivos.

Procure saber o quanto seus fornecedores têm feito em prol da sustentabilidade, pois esse tipo de questionamento ajuda a melhorar tanto sua empresa quanto a de seu fornecedor.

Procure empresas que possuem selos e certificações ambientais, para garantir que sua escolha de matéria-prima está adequada com seus desejos de atuação.

Um grupo de arquitetura corporativa precisa ter o engajamento correto para criar o melhor espaço possível dentro de uma concepção sustentável de empreendimento.

Vale lembrar que a sustentabilidade não é uma preocupação exclusiva da gestão. É importante que todos os colaboradores da empresa estejam engajados para conseguir reeducar o ambiente empresarial e torná-lo adequado.

Quanto mais as pessoas que trabalham na empresa tiverem a consciência de que preservar o meio ambiente é fundamental para nossas vidas, mais benefícios a organização acabará notando nos processos e serviços.

A utilização de ambientes externos para uma maior conexão com a natureza, utilizando serviços de jardinagem e paisagismo para criar um espaço de descanso pode incentivar a equipe a querer manter esse e outros espaços, engajando-os no caminho da sustentabilidade.

É importante identificar alguns pontos primordiais dentre os desafios para vencer essa barreira e tornar sua empresa sustentável, como:

  • Tornar a sustentabilidade uma prioridade;
  • Ganhar apoio dos colaboradores;
  • Aplicar as ações na rotina;
  • Olhar a cadeia de valor por completo.

É possível criar uma série de atividades diferentes que estimulam a sustentabilidade e a criação de conteúdo educativo para instruir todas as pessoas da empresa a importância dessas ações.

É importante também criar um ambiente colaborativo nesse sentido, que não envolva competição e mostre que todos devem trabalhar juntos para conseguir o resultado esperado.

5 dicas para tornar seu negócio mais sustentável

Para ajudar na avaliação das necessidades da empresa, algumas dicas são fundamentais para que a jornada de caminho a um ambiente sustentável seja de fácil acesso e com interesse de todas as partes da empresa. 

Não basta colocar uma green wall no seu escritório. É preciso ter consciência social de que seu trabalho precisa estar de acordo com o mundo em que vivemos atualmente. Pensando nisso, confira algumas dicas para facilitar o processo.

1.       Planejamento estratégico

É importante que a sustentabilidade esteja no cerne de sua empresa, marcando presença em todas as atividades exercidas e não ficando restrita a uma área ou departamento.

Buscar os aspectos mais importantes a serem trabalhados no seu segmento é extremamente importante para identificar por onde começar o trabalho, ficando sempre atento a movimentações básicas

O uso eficiente de água pode ser um grande diferencial na busca pela sustentabilidade. Muitas vezes, vazamentos e desperdícios acabam dificultando o consumo consciente, sendo necessário algumas ações de melhoria.

A tecnologia surge como uma grande aliada nesse tipo de situação, com ferramentas disponíveis para evitar o gasto desnecessário com água e um controle melhor de seu uso.

Além disso, é possível usar produtos de limpeza biodegradáveis e outros artifícios para reduzir o consumo de água nesse tipo de ação.

Se sua empresa possui uma área aberta, a iluminação natural pode ser uma opção viável de economia de energia, usando-a de forma mais eficiente.

Pintar as paredes com cores claras que reflitam a luz do sol também costuma deixar o ambiente mais fresco, diminuindo a necessidade de utilização de um ar condicionado, por exemplo.

A aromatização do ambiente também pode ser realizada sem a utilização de produtos químicos, buscando uma solução sustentável para esse tipo de situação.

2.       Gestão ambiental

Um dos focos da empresa no que tange a sustentabilidade é o fato de ser possível trabalhar ativamente para reduzir ao máximo qualquer tipo de poluição que a empresa possa gerar.

A utilização de matéria-prima de confiança pode ser um grande avanço nesse aspecto, mas ainda é preciso realizar ações pontuais de economia circular para reduzir ao máximo a quantidade de resíduos descartados.

É importante deixar a empresa livre de qualquer atitude que vá contra os ideais de meio ambiente e de recursos sustentáveis, gerando o máximo possível de resultados com o mínimo impacto na natureza.

Ainda assim, para efeitos que não podem ser evitados, é possível criar uma espécie de retorno, utilizando seus recursos para recuperar áreas que podem ser prejudicadas por seu empreendimento.

3.       Resíduos sólidos

Resíduos sólidos não podem ser levados simplesmente como descarte. Hoje em dia, existem diversas condições de reciclagem, e esses resíduos podem acabar sendo utilizados de novas maneiras.

Por isso, é importante que se crie o hábito de separar o lixo reciclável, assim você conseguirá explorar melhor o conteúdo de resíduos que gerar.

Alguns desses materiais podem ser revendidos, gerando uma renda extra ao utilizar material de descarte como estratégia de negócio.

É importante buscar sempre avanços na área de produção, para minimizar o descarte de resíduos sólidos e encontrar alternativas nos métodos já existentes.

Os produtos utilizados para o tratamento de superfícies podem ser biodegradáveis, permitindo uma menor emissão de resíduos.

4.       Transportes Alternativos

Uma excelente opção de sustentabilidade é o incentivo ao uso de transportes alternativos, tanto de sua equipe, utilizando meios mais ecológicos de chegar e sair da empresa, quanto de seus transportadores.

A utilização de bicicletas tem ganhado um grande número de apoiadores nos últimos tempos. É uma prática que, além de sustentável, também é um hábito de saúde, incentivando a prática de esportes.

Para pessoas que trabalham nos mesmos horários, a criação de rotas para carona pode ser uma excelente oportunidade de economizar financeiramente, enquanto, ao mesmo tempo, ajuda o meio ambiente, eliminando parte da carga tóxica que os carros produzem.

5.       Consumo de descartáveis

Uma das maiores fontes de resíduos por parte da empresa está no consumo de descartáveis. Esse tipo de atitude não funciona mais hoje em dia, e é importante pensar em alternativas.

Algumas atitudes podem servir não só para melhorar o meio ambiente, mas acabam servindo como forma de valorização dos funcionários, por exemplo canecas personalizadas para substituir copos descartáveis, entre outras situações.

Compreender o mundo em que vivemos hoje é uma responsabilidade de cada pessoa, e as empresas devem se adequar para não perder espaço em um mercado cada vez mais competitivo.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Vera Maria Stuart Secaf

Author Vera Maria Stuart Secaf

Sócia e Consultora sênior, atua há mais de 20 anos na gestão em organizações de diversos portes e setores. Ministrou aulas nos cursos de pós graduação da FUPAM, FEA/USP, FGV in Company e ANBIMA. Vera é administradora de empresas com MBA na Fundação Dom Cabral e Kellogg e Master em Governança na Nova Economia pelo GoNew Economy.

More posts by Vera Maria Stuart Secaf

Comentários no Facebook