Processos

Segurança digital: como proteger os arquivos de sua empresa

seguranca-digital

Compartilhe isso!

Hoje em dia qualquer negócio depende de ferramentas digitais para operar, seja para controlar o fluxo de caixa, pagar tributos, produzir conteúdo ou desenvolver estratégias de marketing, os computadores se tornaram parte integral do cotidiano de qualquer empresa, e consigo, trouxeram uma série de vantagens que agilizam a vida moderna. 

Com a quarentena causada pelo novo coronavírus, novas estratégias para dar continuidade aos negócios obrigaram ainda mais trabalhadores a migrarem suas tarefas para o mundo digital, dando origem a novas oportunidades de negócio e formas de trabalho. 

Mas, infelizmente, isso não quer dizer que a transição não carregue consigo seu próprio conjunto de problemas. No Brasil, em 2020, a maior dependência dos computadores fez com que os ataques de ransomware crescessem em 350% de acordo com a Kaspersky, empresa de segurança digital. 

Esse tipo de ataque é capaz de tomar todos os arquivos importantes do usuário como reféns, escondendo-os por trás de uma senha e exigindo pagamentos exorbitantes como resgate. O mais assustador é que uma vez que os arquivos estão comprometidos é matematicamente impossível quebrar o bloqueio, pagar o resgate é a única alternativa. 

Este é só um exemplo dos riscos que precisamos prevenir conforme mais e mais dados importantes de nossas vidas profissionais deixam de ser armazenados no papel e passam a existir no meio virtual. Mas não se preocupe, seguindo a máxima “melhor prevenir do que remediar” podemos tomar medidas importantes que protegem nossos dispositivos contra invasores. 

Proteção para nossa rede – roteador, Wi-Fi e firewall 

A primeira etapa para garantir nossa segurança digital é protegendo a interface entre nossos aparelhos e o mundo externo – a internet, para isso, é importante aprender a configurar corretamente nossa rede. 

Não existem muitas diferenças entre uma rede doméstica para home office e uma rede empresarial em seu escritório, por isso, siga essas orientações em todos os ambientes onde for necessário trabalhar com arquivos importantes. 

Segurança do roteador

O roteador é o aparelho que funciona como entregador em nossa rede, ele é o responsável por enviar e receber pacotes e garantir que ninguém possa ver o conteúdo sem a nossa senha. Embora esse nível padrão de segurança seja o suficiente para o dia a dia, ele deixa muitas aberturas para ataques mais elaborados.

Nesse caso, por exemplo, muitos sites e apps ainda não usam protocolos seguros para os dados permitindo que operadoras e invasores interceptem informações como senhas e tokens. 

A solução é converter o aparelho em um roteador VPN, assim, a conexão passa a ser criptografada de ponta a ponta, evitando que operadoras de internet e ameaças de terceiros sejam capazes de decifrar os dados. 

Ao aplicarmos a configuração direto no roteador, garantimos que qualquer dispositivo conectado receba a proteção por tabela, poupando o trabalho de configurar um por um. 

Wi-Fi

As redes sem fio se tornaram a forma dominante de acesso à internet, mas para garantir sua segurança, é importante se atentar à algumas dicas fundamentais na hora de configurar a conexão: 

  • Escolha o modo WPA2-Pessoal, usando AES. Abandone os modos WEP ou WPA pois esses protocolos são facilmente quebráveis.
  • Desabilite o recurso “WPS” – ele deixa seu roteador vulnerável à descoberta de senha por força bruta.
  • Use um gerador de senhas forte, ou crie sua própria senha com: No mínimo 8 caracteres, algum símbolo especial ($,@,etc) e números. 

DNS

Outro ajuste rápido, mas importante, é o DNS. Ele é o servidor que aponta o caminho entre seu computador e o site que deseja acessar, por isso, é importante escolher um DNS de uma entidade confiável. Duas escolhas boas são o DNS da Google e da CloudFlare.

  • Cloudflare DNS: 1.1.1.1 e 1.0.0.1
  • Google DNS: 8.8.8.8 e 8.8.4.4

Firewall

Nosso último aliado para a proteção dos dados de nossa conexão é usar um firewall. Ele é o programa que analisa as portas abertas para entrada e saída de dados em nossa rede, bloqueando atividade suspeita e envio/recebimento de pacotes indesejados de desconhecidos. 

Antigamente, era necessário instalar um firewall por conta própria, mas hoje em dia o recurso já está presente nativamente no Windows, basta conferir um guia para ativar o firewall do Windows 10 e ter certeza de que o computador está atualizado para a versão mais recente. 

Proteção para nossos arquivos – Computador, criptografia e compartilhamento

Agora que nossa rede está protegida, temos um alicerce sólido para nossa segurança digital. Isso não quer dizer, no entanto, que estamos livres de risco. O tipo mais comum de vírus são cavalos de tróia, programas mal-intencionados que nós mesmos instalamos pois vieram atrelados a outro programa que desejávamos. 

Em especial para empreendedores e pequenos empresários, o número de ataques com o objetivo de roubar informações internas de uma empresa tem crescido. Planilhas de gastos, fichas de clientes, emails importantes e propriedade intelectual são os principais alvos das ameaças digitais, por isso, precisamos também garantir a segurança individual de cada computador que vá carregar nossos dados confidenciais.

Proteção para o computador

Para mantermos os computadores protegidos, é importante começar com a escolha de um programa anti-malware. Alguns usuários optaram por deixar de lado esse tipo de programa, já que antigamente muitos comprometiam a performance do computador. 

Hoje em dia algoritmos inteligentes e computação na nuvem minimizaram essas preocupações, e o programa antivírus que já vem com o Windows 10, o Windows Defender, é capaz de perceber a maioria das ameaças. Para ativar, basta seguir as instruções da própria Microsoft

Além disso, procure sempre baixar programas apenas do site original do desenvolvedor ou da Microsoft Store, evitando sites agregadores de downloads, torrents, fóruns e outros sites de terceiros. Certifique-se também de que seu navegador para a internet está atualizado, e para segurança ainda maior, desinstale plugins como o Adobe Flash e Microsoft SilverLight. 

Criptografia

Alguns documentos são particularmente preciosos – contratos, dados de clientes, informações privilegiadas. Nesse caso, queremos proteger o conteúdo mesmo que todas as outras barreiras tenham sido quebradas, desde nossa rede até as seguranças do computador. 

Para isso, empregamos a criptografia, com ela todos os dados passam a ser protegidos por algoritmos matemáticos impossíveis de serem quebrados – mesmo pelos mais poderosos supercomputadores do mundo. 

A vantagem é que os arquivos assim protegidos jamais poderão ser acessados por alguém não autorizado, mesmo em caso de vazamento ou furto. O lado negativo é que precisamos de atenção redobrada para não esquecer a senha, se não, não há como recuperar os dados.

Para ativar a criptografia em todo o disco, basta ativar a opção BitLocker no Painel de Controle do Windows, ou formatar o disco como APFS no caso do macOS. Já para acionar a criptografia apenas em alguns arquivos específicos, recomendamos o uso de programas como o VeraCrypt, AxCrypt ou 7-zip. 

Compartilhamento seguro

No fim, de nada adianta termos uma verdadeira fortaleza em nossos computadores se precisamos enviar os documentos de forma pouco segura a outra pessoa. O trabalho colaborativo é cada vez mais crucial para empreendedores, por isso, maneiras seguras de transferir arquivos são necessárias. 

Nesse caso, recomendamos o uso de programas de compartilhamento em nuvem que possuam segurança excepcional. Existem diversas opções nessa categoria, com planos pessoais e empresariais, portanto, é importante comparar o preço e recursos para escolher aquele que faz mais sentido para sua empresa. Entre os mais recomendados estão o Microsoft OneDrive, Apple iCloud Drive, Google Drive, Dropbox e MEGA Sync. 

Conclusão

Agora você já pode confiar na segurança digital de seus computadores, seja para o trabalho em casa ou escritório. É sempre importante garantir a proteção contra invasores o quanto antes, pois deixar para depois pode comprometer gravemente a integridade de seus dados mais importantes. 

Embora a internet nos permita desfrutar do conteúdo ilimitado produzido por pessoas do mundo todo, é importante lembrar que o mundo todo pode ter seu computador como alvo. E aproveitando o tema de tecnologias que podem ajudar sua empresa, confira ferramentas de gestão financeira essenciais para seu negócio.

Post realizado por Kadu Penuela, Junior Inbound Marketing Specialist na TechWarn.

Vera Maria Stuart Secaf

Author Vera Maria Stuart Secaf

Sócia e Consultora sênior, atua há mais de 20 anos na gestão em organizações de diversos portes e setores. Ministrou aulas nos cursos de pós graduação da FUPAM, FEA/USP, FGV in Company e ANBIMA. Vera é administradora de empresas com MBA na Fundação Dom Cabral e Kellogg e Master em Governança na Nova Economia pelo GoNew Economy.

More posts by Vera Maria Stuart Secaf

Comentários no Facebook