Processos

O que é qualidade total nas empresas: rumo à excelência em processos

By 14 de setembro de 2015 No Comments
O que é qualidade total nas empresas

Compartilhe isso!

Hoje em dia, para que as empresas consigam se manter competitivas e até mesmo se destacar no mercado, a palavra de ordem é Qualidade, seja ela a dos produtos ou dos serviços, a qualidade nos processos, no atendimento e no relacionamento com os clientes.

No post de hoje vamos falar mais sobre um outro significado desta palavra. Um muito importante, mas pouco explorado nas empresas brasileiras: a Qualidade Total. Quer saber o que é qualidade total nas empresas?

Veja o nosso guia!

Afinal, o que é qualidade total nas empresas?

O nome “qualidade total” é enganosamente óbvio. Afinal, apesar das aparências, não se trata de uma consciência de “prezar por alta qualidade” simplesmente.

Definição – o que é qualidade total nas empresas: A Qualidade Total –também conhecida pela sigla TQM, Total Quality Management– é um paradigma de administração. Ela envolve adequar métodos e processos em toda a empresa para garantir repetibilidade e confiabilidade em todas as suas operações, gerando assim um resultado estável e que atenda os consumidores sempre da mesma maneira.

E vai além! É necessário incluir nesta visão também a cadeia de fornecimento e colaboradores.

A própria noção de qualidade precisa ser redefinida ao adotar o TQM. Nas palavras de Juran, um dos grandes mestres do assunto: “Qualidade é adequação ao uso”.

Assim, temos na qualidade total o compromisso de adequar toda a cadeia da empresa aos seus fins devidos, num processo interativo, repetitível e mensurável. Afinal, “o que não se mede, não se controla”.

Uma importante premissa da qualidade total é a de que o sucesso da empresa é decorrente da qualidade que ela oferece a seus clientes, realizando a integração de todos os processos que suportam os requisitos de qualidade.

Porém, o desenvolvimento de recursos humanos, a melhoria contínua, a delegação orientada para a autonomia no processo de decisão, a constância do propósito do aperfeiçoamento contínuo, o gerenciamento dos processos, o aumento da disseminação da informação, e a não aceitação de erros também são princípios da aplicação da qualidade total.

Como ela pode ser aplicada nas organizações?

Agora que você já sabe o que é qualidade total nas empresas, entenda com implantá-la.

Primeiramente, é necessário escolher uma área onde será feita a melhoria. Feito isso, é hora de definir a equipe que será a responsável pelos estudos e pelas implementações — a equipe pode ser formada por pessoas ligadas a área de qualidade, projetos, ou os próprios colaboradores que trabalham no plano onde será realizado o aperfeiçoamento.

Agora é hora de analisar os processos: mapeá-los e identificar quais pontos precisam de alterações. Muitas empresas buscam realizar benchmarking com o intuito de identificar quais são as melhores práticas do mercado e, em muitos casos, isso facilita tais identificações.

Posteriormente, é feito um estudo dessas ações e o lançamento de um piloto, a fim de verificar se o modelo de melhoria escolhido se adequa ao modelo de negócio da empresa e às necessidades identificadas. Caso seja notado que de fato houve progresso nos processos e nos resultados, chega a hora de partir para as mudanças.

Quais são os benefícios que ela traz para as empresas?

Como a Qualidade Total tem como foco principal a melhoria contínua dos processos e a busca pela boa qualificação do serviço ou produto, podemos dizer que os principais benefícios alcançados são:

  • aumento da satisfação dos clientes;

  • desenvolvimento dos colaboradores;

  • garantia de qualidade;

  • compartilhamento maior de informações;

  • maior controle sobre os processos;

  • não aceitação de inconformidades;

  • e até mesmo a própria melhoria contínua.

Com a implementação da qualidade total e melhorias contínuas dos processos, as empresas conseguem melhorar seus resultados e seu relacionamento com os clientes.

O reflexo disso é o aumento da satisfação pela marca e até mesmo a indicação da empresa para outros clientes, o que faz com que esses que estão satisfeitos se tornem vendedores da sua marca. Além disso, com a melhoria dos processos, a empresa acaba identificando pontos em que é possível reduzir os custos da operação.

O resultado disso é uma empresa mais competitiva no mercado, rentável e que atenda a todos os requisitos de qualidade.

Sua empresa já adota a gestão da qualidade total? Quais são os principais benefícios observados com essa prática? Deixe o seu comentário contando para nós. Se você ainda não implementou essa cultura, aproveite o momento e aprimore seus resultados! Quer receber mais conteúdo como esse? Assine nossa newsletter e receba as informações em primeira mão!

Veja também: Ciclo PDCA: veja como ele otimiza a qualidade da sua empresa

Vera Maria Stuart Secaf

Author Vera Maria Stuart Secaf

Sócia e Consultora sênior, atua há mais de 20 anos na gestão em organizações de diversos portes e setores. Ministrou aulas nos cursos de pós graduação da FUPAM, FEA/USP, FGV in Company e ANBIMA. Vera é administradora de empresas com MBA na Fundação Dom Cabral e Kellogg e Master em Governança na Nova Economia pelo GoNew Economy.

More posts by Vera Maria Stuart Secaf

Comentários no Facebook