Processos

O que é cadeia de suprimentos e como promover o gerenciamento adequado para obter o sucesso nos negócios

By 10 de setembro de 2019 No Comments
https://fretecomlucro.com.br/indicadores-de-desempenho-logistico-kpi/

Compartilhe isso!

Você sabe o que é cadeia de suprimentos?

Planejar e controlar toda a sua linha de produção é determinante para o sucesso de qualquer empresa, seja ela de pequeno, de médio ou de grande porte.

Cada etapa, dos fornecedores até o consumidor final, precisa funcionar em harmonia e estar devidamente alinhada ao processo como um todo. Só assim sua visão estratégica será alcançada.

Partindo desse raciocínio, elaboramos este artigo. Dessa forma, você poderá esclarecer as suas dúvidas sobre o que é a cadeia de suprimentos e como funciona o seu gerenciamento.

Continue a leitura e confira também a diferença entre logística e gerenciamento da cadeia de suprimentos e 8 dicas práticas de como manejar sua cadeia de suprimentos.

O que é cadeia de suprimentos?

A cadeia de suprimentos, também chamada de supply chain, consiste em uma série de atividades que têm como objetivo a satisfação do cliente final.

Trata-se de um sistema interligado, cuja intenção é otimizar todas as etapas produção, armazenamento e transporte de produtos, reduzindo, assim, custos e aumentando a qualidade final.

Para saber o que é cadeia de suprimentos, é preciso entender que todos os setores envolvidos devem atuar de maneira integrada.

Assim, cada departamento deve trabalhar de forma harmônica e estruturada para que a troca de informações ocorra de maneira fluida. Dessa forma, é possível minimizar falhas no processo de entrega de valor ao cliente e otimizar seus processos.

Confira esta frase que define com sutileza o que é logística:

O que é cadeia de suprimentos

FONTE: Pensador

Logística e gerenciamento da cadeia de suprimentos

Não é tão incomum encontrar pessoas que confundem o que é cadeia suprimentos com o que é logística. Ao contrário do que muitos podem pensar, logística e gerenciamento da cadeia de suprimentos não são a mesma coisa.

Ambos são indispensáveis para que as engrenagens do negócio funcione perfeitamente, é claro. No entanto, cada um apresenta abordagens diferentes.

Entenda isso nos tópicos a seguir.

Qual a diferença de logística e gestão da cadeia de suprimentos?

Mas, afinal, qual a diferença entre logística e gerenciamento da cadeia de suprimentos?

A gestão da cadeia de produção (Supply Chain Management – SCM) é um processo amplo e complexo que envolve aquisição de matéria-prima, produção, armazenamento, controle de estoque, distribuição, pós-venda e alguns outros aspectos.

Trata-se de uma estrutura ramificada com procedimentos que ocorrem em várias frentes e de maneira interligada.

Já a logística, por sua vez, faz parte da SCM. Com uma abordagem mais específica, ela está ligada a tudo que envolve o armazenamento do produto e o transporte do mesmo para o cliente.

O ponto chave para determinar a diferença entre logística e gerenciamento da cadeia de suprimentos é a abrangência de cada um desses processos. Enquanto o SCM considera a cadeia como um um todo, a logística se encarrega do aspecto operacional do SCM.

A logística trata de questões como:

  • transporte de entrada e saída de mercadorias;
  • armazenamento das mercadorias;
  • logística reversa.

Já o gerenciamento da cadeia de suprimentos lida com:

  • aquisição de matéria-prima
  • produção
  • planejamento de distribuição
  • planejamento de demanda;
  • Planejamento de Recursos Empresariais (ERP);
  • gestão de estoque
  • logística;
  • melhoria contínua.

Tanto a logística quanto o SCM são indispensáveis para o sucesso do negócio. Com eles é possível entregar as soluções para os clientes da melhor maneira possível, gerando resultados cada vez mais satisfatórios para o seu negócio.

Conseguir gerenciar uma cadeia de suprimentos é um dos maiores desafios das organizações. E é sobre isso que falaremos no tópico a seguir.

Veja mais: Cadeia de valor e cadeia de suprimentos: abordagem inicial

Confira este infográfico da IGT! que mostra a evolução do conceito de cadeia de suprimentos:

Como funciona o gerenciamento da cadeia de suprimentos

Agora que você já sabe o que é cadeia de suprimentos e qual a diferença de logística e gestão da cadeia de suprimentos, fica a pergunta: como funciona o gerenciamento da cadeia de suprimentos?

Bom, a resposta vai depender do seu modelo de negócios. Isso porque cada empresa pode se dedicar a atividades produtivas diferentesO que é cadeia de suprimentos

Mas, de um modo geral, para que o SCM funcione, é preciso abranger todos os aspectos que exercem impacto na cadeia, sejam eles internos ou externos.

Além disso, as tomadas de decisão precisam estar alinhadas aos objetivos da empresa.

8 dicas práticas

Para facilitar o seu entendimento sobre como funciona o gerenciamento da cadeia de suprimentos na prática, confira algumas dicas que você pode implementar na sua empresa.

1 – Os fornecedores

Um aspecto extremamente importante para a cadeia de suprimentos é a escolha da matéria-prima. Nesse sentido, é preciso manter uma boa relação com seus fornecedores e procurar sempre o melhor custo-benefício.

Mantenha-os atualizados sobre qualquer mudança no processo produtivo para que os prazos e as quantidades de matéria-prima estejam sempre em consonância a atual necessidade da empresa. Assim, evita-se atrasos na entrega e o excesso (ou falta) de mercadorias no estoque.

2 – O estoque

Peça chave na cadeia de suprimentos, o estoque merece uma atenção especial. O local onde as mercadorias serão armazenadas e o tempo de permanência precisam ser levados em consideração durante o SCM.

Por isso, é fundamental fazer um controle de estoque eficiente para reduzir custos e atender as demandas com agilidade.

3 – A manutenção

O gerenciamento da cadeia de suprimentos deve considerar também a manutenção de máquinas e do espaço físico. Para que seja possível promover a melhoria contínua dos processos, as revisões devem ser feitas periodicamente.

4 – O transporte

O transporte dos produtos é determinante para o sucesso da sua cadeia de suprimentos. Se a entrega ocorrer fora do prazo ou se houver desvios no trajeto, o cliente pode ficar insatisfeito. Isso compromete os resultados da sua empresa.

Dessa forma, o transporte precisa ser feito por uma equipe de total confiança. Assim, os prazos serão respeitados e as outras etapas da cadeia não serão prejudicadas.

5 – Os fatores externos

O gerenciamento da cadeia de suprimentos também precisa estar atento a diversos fatores externos que podem exercer impacto na entrega ao consumidor final.

Imprevistos relacionados a fatores econômicos, sociais, políticos, jurídicos ou ambientais devem ser levados em consideração durante o SCM.

Este post pode te ajudar: Quer saber como fazer uma análise SWOT da sua empresa? Confira o passo a passo

6 – A padronização

Padronizar os processos da cadeia de suprimentos pode fazer muita diferença nos seus resultados. Ao optar pela padronização, é possível:

  • reduzir custos;
  • aumentar a produtividade;
  • minimizar desperdícios;
  • adotar práticas mais eficazes;
  • exercer maior controle sobre os processos;
  • garantir a eficiência de ponta a ponta da cadeia.

7 – A comunicação

Uma cadeia de suprimentos precisa funcionar de maneira integrada. E não é possível que isso aconteça se não houver uma comunicação eficiente entre os colaboradores e os setores envolvidos na cadeia.

Por isso, procure otimizar os processos comunicativos para que eles ocorram de maneira ágil, clara, direta e eficiente.

8 – A automatização

E que tal utilizar a tecnologia a seu favor? Por meio da automatização de processos, você também consegue reduzir custos e aumentar a produtividade das suas equipes.

Isso porque, em vez de dedicar mão de obra para tarefas repetitivas , você automatizar tais tarefas e realocar a força de trabalho para atividades que agregam mais valor ao seu produto. Além disso, a automatização ajuda a evitar falhas humanas e retrabalhos.

Leia mais: 5 exemplos de processos de negócio e como automatizá-los

Confira este infográfico resumindo os 8 segredos do gerenciamento da cadeia de suprimentos:

O que é cadeia de suprimentos

Conclusão: a cadeia de suprimentos precisa se integra a sua cadeia de valor

Para que a sua cadeia suprimentos possa funcionar da melhor maneira possível, é preciso que todos os processos fluam de maneira interligada e em harmonia.

Assim que os suprimentos entram na empresa, é preciso que sua cadeia de processos internos esteja preparada para fazer esses inputs percorrerem os processos agregando valor à entrega final para seu cliente externo.

Por isso, ter uma cadeia de suprimentos bem administrada não basta. Também é preciso que sua absorva esses recursos de forma natural. Asim, o ideal é que ambas as cadeias, a interna e a externa, se integrem por meio de uma gestão de suprimentos eficiente.

Agora que você já sabe tudo sobre o que é cadeia de suprimentos, tenho certeza de que a sua empresa estará mais preparada para entregar produtos de qualidade aos seus clientes e alcançar melhores resultados.

Leia também: Exemplos de mapeamento de processos organizacionais: confira 4 fluxogramas prontos

Quer saber ainda mais sobre cadeia de suprimentos? Então, assista a esta video aula bastante completa produzida pela Quadrivium Academic Intelligence:

A Setting é uma empresa de consultoria corporativa que usa uma visão sistêmica aliada à gestão baseada em fatos, calcada na excelência e com foco no cliente. Para isso, trabalha com ética e transparência, valorizando as pessoas. Dessa forma, cria valor para seu negócio e gera resultados.

Quer entender melhor como uma consultoria pode ajudar seu negócio a estruturar melhor suas cadeias de processos? Então, baixe nosso e-book gratuito: O que esperar de uma consultoria em gestão e como escolher o parceiro certo

Jorge Secaf Neto

Author Jorge Secaf Neto

Sócio fundador da Setting Consultoria e Gestão Empresarial e Conselheiro Certificado IBGC, atua como Conselheiro, Consultor Sênior ou assume responsabilidade executiva (interim manager) em organizações que buscam transformação. Graduado em engenharia civil (Mackenzie), pós-graduado em engenharia de produção (Politécnica), possui formação executiva por meio de cursos de longa duração em instituições de renome no Brasil e no exterior (Fundação Dom Cabral; Kellogg; INSEAD; Harvard). Atuou como examinador do Prêmio Nacional da Qualidade por 10 ciclos e tem seus principais interesses acadêmicos e profissionais vinculados à educação executiva e à busca pela excelência em governança e gestão organizacional.

More posts by Jorge Secaf Neto

Comentários no Facebook