Governança

Você sabe qual é a diferença entre Governança e Gestão?

By 2 de março de 2018 No Comments
diferença entre Governança e Gestão

O mundo dos negócios está cada vez mais competitivo, dinâmico e sujeito a constantes modificações. Dessa forma, a Governança Corporativa e a Gestão Empresarial têm se mostrado uma tendência global entre as empresas que almejam potencializar a produtividade e facilitar os caminhos rumo ao alcance de bons resultados.

Mas o que são, afinal, Governança e Gestão empresarial?

  • A Gestão Empresarial pode ser definida como o processo geral de tomada de decisões dentro de determinada organização.
  • Já a Governança Corporativa trata do conjunto de regras e práticas que têm como objetivo garantir que a empresa cumpra seus deveres e atenda aos interesses de todos os envolvidos naquele negócio (stakeholders).

Mas não é só isso. Há uma série de diferenças entre Governança e Gestão que precisam ser vistas de maneira um pouco mais aprofundada para uma melhor compreensão.

No final você vai ver como esses dois conceitos se complementam na busca por benefícios para os negócios.

Preparado? Então vem com a gente!

Gestão Empresarial

Toda empresa, não importa o tamanho, precisa ter uma Gestão Empresarial apoiada em seus princípios organizacionais. Ou seja: missão, visão e valores.

O processo de Gestão Empresarial trata-se de um conjunto de ações e estratégias planejadas que têm como objetivo contribuir para o desempenho positivo da organização.

Os recursos financeiros, estruturais e humanos precisam ser utilizados de acordo com o modelo de negócio previamente estabelecido.

A Gestão Empresarial demanda dos gestores uma percepção apurada em relação ao ambiente em que o negócio está inserido. Isso permite que as variáveis internas e externas sejam levadas em consideração nos momentos de tomada de decisão.

Na prática, o foco da Gestão Empresarial são os procedimentos internos e a execução de tarefas operacionais. Dessa forma, é comum que muitas empresas implementem diferentes sistemas de gestão empresarial a fim de contemplar seus diferentes setores: financeiro, administrativo, logística, vendas, marketing, meio-ambiente, controle de qualidade, produção, etc.

Todos estes sistemas podem atuar de forma integrada ou independente. Seja como for, toda empresa precisa ter um aparato de Gestão Empresarial capaz de viabilizar as rotinas operacionais e gerar lucro para que a organização sobreviva.

Governança Corporativa

De acordo com o Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC), o termo pode ser entendido como um:

“Sistema pelo qual as empresas e demais organizações são dirigidas, monitoradas e incentivadas, envolvendo os relacionamentos entre sócios, conselho de administração, diretoria, órgãos de fiscalização e controle e demais partes interessadas”.

Ainda segundo o IBGC, as boas práticas de Governança Corporativa convertem os princípios da organização em orientações objetivas que facilitam o acesso a recursos e contribuem para a qualidade da gestão.

O conceito de Governança Corporativa pode ser definido também como uma forma de promover uma distribuição balanceada de poder e controle. Essa descentralização é feita por meio da criação de um Conselho Administrativo ou de diretorias temáticas (financeiro, comercial, fiscal, marketing, etc).

Trata-se de um conjunto de regras procedurais que devem ser seguidas por toda a empresa a fim de estabelecer uma rotina administrativa. Isso assegura mais organização, agilidade e transparência aos processos, permitindo que haja um alinhamento entre os objetivos da organização e os de seus stakeholders.

Dessa forma, pode-se dizer que a Governança Corporativa encontra-se em um “nível superior” à Gestão Empresarial. Dentre as diferenças entre Governança e Gestão, é possível afirmar que a primeira dita as regras do jogo e a segunda joga de acordo com essas regras.

Para compreendermos melhor a diferença entre Governança e Gestão, que tal analisarmos alguns exemplos práticos?

Diferença entre Governança e Gestão na prática

A Governança é regida por quatro princípios básicos. São eles:

  1. Transparência: disponibilizar informações completas aos interessados.
  2. Equidade: tratamento justo e igualitário a todos os envolvidos.
  3. Prestação de contas: quando os agentes prestam contas de seus atos e assumem a responsabilidade.
  4. Responsabilidade corporativa: zelar pelo uso sustentável de recursos.

Dessa forma, é a Governança que avalia e determina as metas e objetivos da empresa, além de monitorar o desempenho, a conformidade e o progresso das atividades de acordo com os objetivos previamente estabelecidos.

Já a Gestão é responsável por planejar, construir, executar e monitorar a realização das atividades de forma a alcançar os objetivos da Governança.

Em resumo, a Governança cabe aos executivos; a Gestão, aos gestões.

Vamos a um exemplo de como essa diferenciação ocorre na prática. Imagine um setor comercial:

  • É função da Gestão gerir e conduzir os processos pertinentes a essa atividade.
  • Enquanto isso, é de responsabilidade da Governança analisar a satisfação dos clientes e verificar os indicadores de eficiência dos processos comerciais.

Lembra que lá no começo foi dito que, apesar da diferença entre Governança e Gestão, esses dois conceitos se relacionam? Pois veja: os princípios da Governança atuam sobre as ações da Gestão.

Logo, uma Gestão Empresarial competente é capaz de criar condições para que a organização consiga desenvolver uma Governança Corporativa adequada e eficiente.

A Setting, entre outras atividades de consultoria, promove a estruturação do modelo de gestão, modelagem de processos, acompanhamento do desempenho e refinamento do processo de tomada de decisão.

Pra que tudo isso seja feito, o primeiro passo é um diagnóstico empresarial, baixe nosso e-book gratuito e entenda como funciona esse processo: Por dentro de um diagnóstico empresarial

Comentários no Facebook