Gestão Empresarial

Ponto de equilíbrio empresarial: descubra o que é, qual a importância para os negócios e como calcular na sua empresa

By 16 de dezembro de 2020 No Comments
Ponto de equilibrio empresarial

Compartilhe isso!

Quando uma empresa tem recebimentos suficientes para pagar todos os seus custos e despesas, dizemos que está no ponto de equilíbrio.

Mas você sabe como calcular o ponto de equilíbrio de uma empresa?

O principal objetivo de todo modelo de negócio é se tornar lucrativo. Mas, para que isso aconteça, é necessário antes que a receita gerada pela empresa cubra todos os custos fixos e variáveis.

Quando isso acontece, dizemos que a empresa atingiu o seu ponto de equilíbrio. O que ela faturar depois disso é lucro.

Quer saber mais sobre esse importante indicador? Então continue a leitura para entender melhor o que é e qual a importância do ponto de equilíbrio empresarial.

Além disso, vamos te ensinar como fazer o cálculo dessa métrica.

Veja também: 7 conceitos básicos de finanças corporativas que todo empreendedor precisa saber

O que é ponto de equilíbrio de uma empresa?

Podemos definir o que é ponto de equilíbrio de uma empresa como o momento em que o faturamento do modelo de negócio foi suficiente para bancar todos as despesas (fixas e variáveis) durante um período específico de análise.

Também conhecido como Break Even Point (BEP), o ponto de equilíbrio empresarial ocorre quando a receita e as despesas se igualam. Esse indicador mostra quanto uma empresa deve faturar de suas vendas para conseguir cobrir todos os seus custos operacionais.

Ao atingir o ponto de equilíbrio, a empresa não tem lucro nem prejuízo. O que a empresa faturar para além do BEP será contabilizado como lucro.

Vale conferir em nosso blog: Passo a passo: como fazer projeção financeira na sua empresa?

Qual a importância do ponto de equilíbrio empresarial?

O ponto de equilíbrio empresarial é um indicador financeiro extremamente importante para qualquer modelo de negócio que deseja se manter competitivo e economicamente viável.

Por meio do BEP, é possível identificar o mínimo que a empresa precisa faturar em suas vendas para conseguir fechar os custos que financiam suas operações.

Ou seja, calcular o ponto de equilíbrio é necessário para evitar que a empresa saia no prejuízo, comprometendo a sua sustentabilidade financeira e sua adequação ao mercado em que atua.

A importância do Break Even Point também reside na possibilidade de monitorar a saúde financeira do empreendimento e o seu potencial de gerar lucros. Além disso, é possível ser mais assertivo na hora de determinar o preço dos produtos e serviços comercializados.

Leia mais: Como administrar o dinheiro de uma pequena empresa? 8 boas práticas para uma gestão financeira mais eficiente

Calcular o ponto de equilíbrio vai ajudar sua empresa a controlar os ciclos operacionais e financeiros, saiba mais sobre eles neste infográfico:

ciclo operacional financeiro

Leia também: Ciclo operacional e financeiro: guia definitivo com conceito, importância, cálculo e exemplos

Como calcular o ponto de equilíbrio de uma empresa?

Agora que você já entendeu o conceito e a importância do Break Even Point para a gestão financeira de um negócio, é hora de descobrir como calcular o ponto de equilíbrio de uma empresa.

As variações do ponto de equilíbrio

Basicamente, existem três variações do BEP: o contábil, o financeiro e o econômico. A diferença entre essas variações você vai descobrir na fórmula para o cálculo de cada uma delas.

O que é a margem de contribuição?

Antes de entrarmos nas fórmulas, é preciso que você entenda o que é a margem de contribuição.

Essencial para calcular o ponto de equilíbrio, a margem de contribuição se refere a quanto cada uma das vendas efetuadas contribui para cobrir as despesas da empresa.

O cálculo da margem de contribuição é feito a partir da seguinte fórmula:

  • Margem de Contribuição = Valor das Vendas – (Custos Variáveis + Despesas Variáveis)

Ponto de equilíbrio contábil

Para calcular o ponto de equilíbrio contábil, você deverá aplicar a seguinte fórmula:

  • Ponto de equilíbrio contábil = custos e despesas fixas / margem de contribuição

Ponto de equilíbrio financeiro

Já o ponto de equilíbrio financeiro é calculado a partir da aplicação da fórmula abaixo:

  • Ponto de equilíbrio financeiro = despesas e custos fixos – despesas não desembolsáveis / margem de contribuição

As despesas não desembolsáveis se referem aos valores que reduzem o lucro da empresa, mas que não significam uma saída de caixa, como é o caso de depreciação de ativos e amortização.

Ponto de equilíbrio econômico

Por fim, calcula-se o ponto de equilíbrio de equilíbrio econômico utilizando a seguinte fórmula:

  • Ponto de equilíbrio econômico = custos e despesas fixas + custo de oportunidade / margem de contribuição

O custo de oportunidade é o valor que a empresa renuncia ao tomar uma decisão. Ou seja, é uma quantia que ela deixa de ganhar ao escolher uma outra opção.

Por exemplo, se você tivesse investido o dinheiro utilizado para financiar a sua empresa em uma ação no mercado financeiro, você estaria lucrando R$ 20 mil por mês.

Quer entender um pouco melhor como calcular o ponto de equilíbrio do seu negócio? Então, confira este vídeo do Sebrae:

Leia também: Cálculo turnover: um guia completo com tudo o que você precisa saber sobre esse indicador e 10 dicas de como mantê-lo sob controle

Bom, ficou claro o que é ponto de equilíbrio empresarial?

Agora que você já sabe mais sobre esse importante indicador, não deixe de calcular e monitorar o BEP da sua empresa.

A Setting é uma empresa de consultoria plenamente capacitada para auxiliar seu negócio em diversas áreas de gestão, inclusive na financeira.

Para isso, emprega uma metodologia sistêmica, baseando a tomada de decisão em fatos e, assim, entrega valor e resultados.

Quer saber mais sobre as vantagens de contratar uma consultoria como a Setting? En†ano, baixe nosso e-book gratuito: O que esperar de uma consultoria em gestão e como escolher o parceiro certo

Vera Maria Stuart Secaf

Author Vera Maria Stuart Secaf

Sócia e Consultora sênior, atua há mais de 20 anos na gestão em organizações de diversos portes e setores. Ministrou aulas nos cursos de pós graduação da FUPAM, FEA/USP, FGV in Company e ANBIMA. Vera é administradora de empresas com MBA na Fundação Dom Cabral e Kellogg e Master em Governança na Nova Economia pelo GoNew Economy.

More posts by Vera Maria Stuart Secaf

Comentários no Facebook