Gestão Empresarial

Você sabe o que é BSC? Confira a definição e as vantagens para os negócios

o que é BSC

Compartilhe isso!

Até o início da década de 1990, os métodos comumente utilizados para acompanhar o desempenho das empresas eram focados em índices financeiros.

Porém, Robert Kaplan e David Norton, da Harvard Business School, perceberam que essas metodologias já não eram mais suficientes.

Os dois, então, desenvolveram uma forma de extrapolar as análises financeiras, propondo uma visão de 360° sobre a empresa.

Kaplan e Norton criaram o Balanced Scorecard e o apresentaram ao mundo em 1992 na revista Harvard Business Review por meio do artigo “Balanced Scorecard: Medições que impulsionam o desempenho”.

Atualmente, o BSC se tornou um forte aliado do planejamento estratégico das organizações. Que tal descobrir mais sobre o que é BSC e suas principais vantagens para os negócios? Então vem com a gente!

Leia também: Planejamento estratégico com Balanced Scorecard: entenda como definir objetivos e métricas

O que é BSC?

Você sabe o que é Balanced Scorecard? Trata-se de uma ferramenta de gestão empresarial que tem contribuído para o desenvolvimento de empresas no mundo todo.

O BSC possibilita ao gestor visualizar os processos da empresa como um todo e, assim, identificar o que precisa ser feito para alcançar os objetivos.

Esse método verifica se a execução das atividades da empresa encontra-se alinhada com os seus objetivos, promovendo a melhoria dos resultados.

O BSC monitora, mensura e direciona as ações, permitindo um aperfeiçoamento constante dos mais diversos modelos de negócios.

Ao apresentarem o que é BSC, Kaplan e Norton propuseram analisar os indicadores de desempenho através de 4 perspectivas interligadas em uma relação de causa e efeito.

Assim, para você entender melhor o que é BSC, confira esta definição de Balanced Scorecard:

“Blanced Score card é uma metodologia de planejamento estratégico que define objetivos, métricas e ações para 4 perspectivas de seu negócio: financeira, dos clientes, dos processos internos e de aprendizado e crescimento. Com isso, cria-se um mapa estratégico de seu negócio” 

E é sobre essas 4 perspectivas do BSC definidas pelo conceito do Balanced Scorecard que falaremos a seguir.

As 4 perspectivas do BSC

Como dissemos, as 4 perspectivas do BSC são financeira, dos clientes, dos processos internos, do aprendizado e crescimento.

Para cada uma das perspectivas, você deve responder a uma pergunta.

Perspectiva Financeira

  • PERGUNTA: Como nós devemos parecer para nossos investidores? Quais objetivos financeiros devemos atingir para satisfazer nossos acionistas?

A perspectiva financeira serve para avaliar se as estratégias adotadas pela empresa estão sendo executadas de modo a contribuir para a lucratividade, saúde financeira da empresa e para o retorno dos investimentos.

As medições financeiras devem refletir o resultado de todas as ações desenvolvidas dentro da empresa.

Perspectiva dos Clientes

  • PERGUNTA: Que necessidades de nossos clientes devemos atender para atingir nossos objetivos financeiros?

Tendo em vista que eles são os principais responsáveis pela existência do negócio, é fundamental analisar o desempenho da empresa através da perspectiva dos clientes; essa é uma forma também de refletir sobre o que realmente importa para eles.

Perspectiva dos Processos Internos

  • PERGUNTA: Para satisfazer os clientes, em quais processos internos devemos ser excelentes para deixar nossos acionistas e clientes satisfeitos?

Ok. Olhar para os negócios sob a perspectiva do cliente é muito importante. No entanto, para atender a suas demandas e satisfazê-lo, é preciso também prestar atenção nos processos internos, os quais devem ser traduzidos em ações efetivas.

Aqui, o objetivo é identificar quais processos exercem maior impacto nos resultados da empresa, focando sempre nas necessidades dos clientes.

A intenção não é de apenas melhorar os processos internos, mas também verificar a necessidade de se criar outros.

Perspectiva do Aprendizado e Crescimento

  • PERGUNTA: Com a empresa deve aprender e gerar inovações para melhorar processos internos e satisfazer s necessidades de clientes e acionistas? Como sustentar a habilidade de mudar e progredir?

Com o mundo corporativo cada vez mais competitivo e dinâmico, é de extrema importância que as empresas procurem sempre se reinventar, inovar, buscar e fazer a gestão do conhecimento, oferecer novas soluções, desenvolver processos mais eficientes.

Dessa forma, a empresa pode, por exemplo, investir na capacitação dos seus colaboradores oferecendo cursos e treinamentos. O objetivo é adquirir conhecimento e convertê-lo em combustível para o crescimento da organização.

Como você pôde perceber, o BSC permite analisar o desempenho de uma empresa por meio de diferentes perspectivas que contribuem para o alcance do sucesso.

Lembra que lá no começo, no tópico sobre o que é BSC, a gente falou que as 4 perspectivas estão interligadas?

Pois bem: para que o negócio apresente lucros, é preciso que os clientes estejam satisfeitos com os produtos e serviços oferecidos; para satisfazer os clientes, os processos internos precisam funcionar de maneira eficiente, o que será possível através do aprendizado e da busca por conhecimento.

Confira esta ilustração que resume com outras palavras essas 4 perguntas que vão ajudar a definir o BSC de uma empresa:

o que é BSC

Como fazer o mapa estratégico estratégico do Balanced Scorecard

Depois que essas 4 perspectivas do BSC são analisadas, você deve criar o chamado mapa estratégico.

Trata-se de um resumo visual de tudo que deve ser feito em sua empresa para que os objetivos e metas financeiras sejam alcançadas.

Você já viu um exemplo de BSC nas empresas? Isto é, já viu uma mapa estratégico pronto?

Então, confira este, da Santa Casa de Arapongas:

Trata-se de um bom exemplo de BSC na empresa, E vamos te explicar como criar um desses para o seu negócio.

Apesar de começarmos definindo as métricas e objetivos financeiros e desdobrarmos para as demais 4 perspectivas do BSC, ao definirmos as ações que serão realizadas para isso, começamos “de baixo para cima”, no mapa estratégico do BSC de uma empresa.

Veja, ao definir a resposta da pergunta: Com a empresa deve aprender e gerar inovações para melhorar processos internos e satisfazer s necessidades de clientes e acionistas?, você estará definido as ações que capacitarão seus colaboradores para que possam realizar adequadamente os processos internos.

E assim sucessivamente. Ao responder a pergunta seguinte: Em quais processos internos devemos ser excelentes para deixar nossos acionistas e clientes satisfeitos?, você estará definindo as ações que devem ser realizadas com a máxima eficiência, para que a perspectiva seguinte possa ser alcançada.

Da mesma forma, as repostas para a pergunta: Que necessidades de nossos clientes devemos atender para atingir nossos objetivos financeiros? correspondem às ações que vão encantar seus cliente, levando sua empresa a alcançar os objetivos e metas definidos ao se responder à pergunta: Quais objetivos financeiros devemos atingir para satisfazer nossos acionistas?  

Entenda isso melhor seguindo o exemplo de BSC da empresa retratada no mapa estratégico acima:

  • Para aumentar as receitas, (perspectiva financeira) uma das ações da perspectiva dos clientes é atrair e fidelizar clientes;
  • Para que isso aconteça, é preciso criar valor para o cliente (perspectiva dos processos internos;
  • Para chegar a isso é necessário, entre outras ações, desenvolver o capital humano com foco em resultados (perspectiva do aprendizado e crescimento).

Percebeu como todas as ações e objetivos são encadeados entre si, levando ao atingimento dos objetivos da perspectiva estratégica?

Tudo fica mais claro ao se criar o mapa estratégico do BSC de uma empresa!

Confira mais algumas vantagens de construir esse mapa estratégico:

Como fazer um mapa estratégico

As vantagens e desvantagens do BSC

Com base no que acabamos de ver sobre o que é Balanced Scorecard, é possível sintetizar algumas das principais vantagens e desvantagens do BSC,  para que você entenda mais a fundo o que essa metodologia de gestão oferece.

Vantagens do BSC:

  • Possibilidade de analisar o desempenho da empresa de maneira mais abrangente, sistêmica e menos limitada;
  • A noção de causa e efeito entre as 4 perspectivas permite alocar os recursos de forma mais eficaz;
  • Maior compreensão dos objetivos e estratégias da empresa;
  • Decisões mais racionais e fundamentadas;
  • Transparência;
  • Sinergias entre os colaboradores e as equipes.

Desvantagens do BSC:

  • Diferente de outros métodos de análise estratégica, como o canvas, é um processo longo e complexo;
  • A definição errada de um dos objetivos pode comprometer todos as demais perspectivas;
  • Exige um aparato tecnológico adequado para a e medição dos indicadores, objetivos e metas;
  • Dificuldade para se definir objetivos e indicadores não financeiros.

Ficaram claras para você as vantagens e desvantagens do BSC de uma empresa? Então, confira outras metodologias de planejamento estratégico: 4 ferramentas de diagnóstico organizacional para entender seu negócio e definir ações e melhoria

Diferença entre BSC e KPI

Os KPIs são indicadores-chave de desempenho (Key Performance Indicator). É comum que eles sejam confundidos com o BSC, mas há diferenças significativas entre os dois conceitos.

No geral, o KPI é considerado parte do Balanced Scorecard, que pode utilizar diferentes indicadores.

O Balanced Scorecard é mais abrangente e flexível, enquanto o KPI avalia aspectos mais específicos. Um BSC para vendas, por exemplo, está mais interessado em fazer uma avaliação global do desempenho, considerando diferentes perspectivas. Por outro lado, os KPIs incidem sobre aspectos focais, como a satisfação dos clientes.

Agora que você já sabe o que é BSC e suas principais vantagens, que tal colocar em prática na sua empresa? Com uma visão mais ampla sobre os negócios, fica mais fácil propor e executar estratégias mais assertivas e focadas na melhoria de resultados.

A Setting é uma empresa de consultoria com foco em Gestão para Resultados, que valoriza a excelência, o foco no cliente e a criação de valor com ética e transparência.

Baixe nosso e-book gratuito e entenda como uma consultoria pode ajudar seu negócio: O que esperar de uma consultoria em Gestão e como escolher o parceiro certo

Vera Maria Stuart Secaf

Author Vera Maria Stuart Secaf

Sócia e Consultora sênior, atua há mais de 20 anos na gestão em organizações de diversos portes e setores. Ministrou aulas nos cursos de pós graduação da FUPAM, FEA/USP, FGV in Company e ANBIMA. Vera é administradora de empresas com MBA na Fundação Dom Cabral e Kellogg e Master em Governança na Nova Economia pelo GoNew Economy.

More posts by Vera Maria Stuart Secaf

Comentários no Facebook