Gestão Empresarial

Gestão de pequenas empresas: como controlar pequenos negócios

By 18 de outubro de 2018 No Comments
gestão de pequenas empresas

A gestão de pequenas empresas pode não ser tão simples quanto parece. Isso porque, independente do tamanho da empresa, existem tarefas complexas que devem ser executadas todos os dias.

Além das rotinas administrativas comuns, como as tarefas contábeis e fiscais, ainda há áreas como marketing e gestão de pessoas que devem ser gerenciadas com eficiência, de modo a gerar resultados a curto e a longo prazo, uma vez que disso pode depender a sobrevivência da pequena empresa.

Como sabemos, a necessidade é a mãe da invenção. O mesmo pode ser dito sobre o desemprego, que costuma ser o pai das pequenas empresas. Quanto maior a taxa de desemprego no país, maior o número de pessoas que procura em uma empresa própria uma renda fixa e a tão sonhada estabilidade.

Sabemos também, que apesar de uma pequena empresa ser capaz de fazer dinheiro girar e aquecer a economia, poucos são os incentivos que o governo dá para esse tipo de iniciativa. Muitas vezes ser microempreendedor é um caminho solitário e duro.

Esta jornada costuma ser tão difícil e desafiadora que a taxa de mortalidade das pequenas empresas ainda em seu primeiro ano é de 22%. Por isso, uma boa gestão desde o início é tão importante. Para garantir a sobrevivência da empresa e também para que ela gere bons resultados no menor período de tempo possível. Por isso, separamos algumas dicas sobre como controlar pequenos negócios, para que sua pequena empresa só tenha vida curta porque se tornou uma grande empresa rapidamente.

Gestão de pequenas empresas: como fazer

Conheça o seu negócio

Isso vai muito além daquela ideia de que devemos trabalhar no que gostamos. Aqui, a gente se refere a entender profundamente sobre a área de atuação da sua empresa. Conhecer como funciona o mercado acerca do que você está vendendo ou do serviço que está oferecendo, conhecer quem são os seus potenciais compradores e clientes, como funcionam as taxas e impostos referentes ao seu produto, e tudo o que se refere a ele.

Isso é importante não só para que você mantenha a saúde financeira do seu negócio em dia mas, também, para que a sua empresa entenda tanto da área onde atua e de como satisfazer seus clientes, que ela será a primeira opção que virá a cabeça dele quando pensar no produto que você vende. A melhor maneira de fidelizar um cliente é tendo um bom atendimento e um bom produto, e isso só se consegue quando o empresário sabe o que está fazendo.

Faça uma boa gestão de pessoas

A gestão de pessoas é mais uma área essencial do seu negócio, afinal, são as pessoas que trabalham pra você e com você que serão responsáveis pela maioria das tarefas administrativas e, até mesmo, do atendimento de seus clientes. Ou seja, tudo passa pelas pessoas que trabalham na sua empresa.

Por isso, é importante que o empresário esteja atento na hora de recrutar os seus colaboradores, que devem ser experientes na área a que serão destinados, e o principal: devem gostar de atuar nela.

Tenha organização e disciplina

Administração e organização são quase sinônimos quando se trata de gerir uma pequena empresa. Mantenha tudo sempre em ordem e documentado, de modo que você nunca perca uma reunião ou deixe de pagar alguma conta por esquecimento.

É claro que somente manter a ordem não basta. É necessário ter disciplina para seguir aquilo que você se comprometeu a fazer e chegar no horário que você prometeu chegar.

Nenhum empresário é chefe de alguém antes de ser chefe de si mesmo, por isso, principalmente no início da empresa, os resultados dependerão quase que exclusivamente da disciplina do dono do negócio.

Seja um bom líder

Não basta investir em bons profissionais para o seu negócio se a sua liderança for tirânica e sem empatia. A gestão de pequenas empresas, e mesmo grandes empresas, exigem um líder humano, sintonizado com as necessidades de seus colaboradores.

Somente com essas qualidades ele será capaz de estimular o que de melhor cada um deles tem a oferecer, seja para a empresa seja para os clientes.

A cara da sua empresa é a cara de seus funcionários e funcionários descontentes geram clientes descontentes. Foque a sua liderança, não somente nos resultados mas, também, no bem estar da sua equipe.

Cuide da comunicação

A comunicação tem extrema importância na gestão de pequenas empresas. Tudo o que for dito deve ser dito de maneira a ser facilmente compreendido. Tudo o que for escrito deve ser facilmente entendido. Além disso, as regras de comunicação devem ser claras entre todos que fazem parte da equipe da empresa, para evitar mal-entendidos e também para manter a comunicação mais fluida entre todos.

Uma comunicação clara, baseada em empatia e eficiência é uma das grandes responsáveis pela manutenção diária da saúde do negócio, tanto internamente como externamente, com clientes e fornecedores.

Invista em Marketing

Por falar em comunicação, não é somente a comunicação interna que importa. O modo que a sua empresa se comunica com os clientes por meio de promoções e propagandas também é essencial para o sucesso do negócio, afinal, o que não é visto não é lembrado, não é?

Ter uma boa gestão de marketing é saber o que comunicar, como comunicar e ter o controle sobre aquilo que está sendo comunicado e entendido. É ter uma linguagem próxima do seu consumidor e cliente, de forma que ele tenha a sensação de que está falando com um amigo. Saber entender esse cliente, garante que ele se mantenha fiel a sua marca por muito tempo, gerando uma parceria que pode agregar muito valor para ambos os lados.

Cuide da gestão financeira

Não é necessário dizer que esta é a principal área a ser gerida dentro de uma pequena empresa. É da saúde financeira dela que depende a saúde de todas as outras áreas do negócio, afinal é de dinheiro que todo o sistema de uma empresa precisa para funcionar corretamente.

Nesse sentido, não basta somente possuir alguma planilha de Excel para controlar esta área. Esta tarefa é importante demais para depender de um documento digital que pode ser facilmente apagado ou perdido. A sua empresa precisa de um gerenciador financeiro, que dê conta de todos os detalhes destas atividades e seja seguro e robusto em seus resultados, de maneira que você possa sempre confiar nas suas análises e relatórios.

Controle o seu estoque

Poucas coisas podem ser piores para o seu negócio do que faltar uma mercadoria bem na hora que um cliente quiser comprar ela. A propaganda negativa que isso traz é enorme, e não vai impactar somente aquela cliente, porque, com certeza, ele vai comentar sobre o fato com alguns amigos. Sabemos que o boca a boca é a melhor propaganda positiva. Ela também pode ser a pior propaganda negativa, também.

Para evitar que esta problema, e outros aconteçam, é sempre importante cuidar de seu controle de estoque, de forma que todas as mercadorias que são vendidas sejam repostas no estoque no tempo certo, assim como, a atualização da rotatividade dos produtos nas estantes seja feita da melhor forma.

Tenha um software de gestão

Um software de gestão empresarial vai fazer a maioria das tarefas que citamos acima para a sua empresa. Isso porque, este tipo de sistema é criado para fazer a gestão de pequenas empresas e mesmo lojas e supermercados. Ela unifica todas as informações, cruzando os dados obtidos e gerando relatórios completos e atualizados para que você possa manter o seu plano de negócios sempre em dia.

Além disso, um software para pequenas empresas vai salvar os dados de seus clientes, com todas as mercadorias que eles mais gostam de comprar, que data preferem pagar, como preferem pagar e as suas informações para contato. Tudo isso facilita na hora de criar o seu plano de marketing e também na fidelização destes mesmo clientes.

Gestão de pequenas empresas: analisar os resultados

Agora que já falamos sobre a maioria das tarefas cotidianas que envolvem a gestão de pequenas empresas, vamos lembrar que o trabalho não para por aí.

Além de aplicar todas estas dicas que você leu acima, você, agora, deve fazer o principal: analisar os resultados de todas as métricas e relatórios gerados por todas estas atividades.

É através destas análises que você terá a percepção de tudo o que está funcionando corretamente e tudo o que pode melhorar dentro do seu negócio.

As métricas e números são importantes por isso, porque permitem que o empresário saiba o que está dando bom resultado e o que não está, podendo mudar de rota a qualquer momento, depois de um bom planejamento.

Esperamos que a partir deste artigo, você tenha melhores ideias a respeito das suas próximas decisões e das estratégias que você adotará para que a sua pequena empresa vire rapidamente uma grande empresa do seu setor de atuação.

Este guest-post foi escrito pela equipe do QuantoSobra, um software de gestão empresarial completo, que organiza, agiliza e automatiza todos os processos internos da sua empresa.

Comentários no Facebook