Gestão Empresarial

Fases de uma startup: conheça as 6 principais que vão fazer seu negócio se tornar um sucesso

By 1 de fevereiro de 2019 No Comments
Fases de uma startup

É comum encontrar pessoas que tem um sonho: criar seu próprio negócio.

E com o avanço das tecnologias, muitos conseguem se aproveitar das oportunidades geradas pela transformação digital para ter ideias e criar soluções que vão ajudar a resolver problemas que ainda não haviam sido solucionados.

É assim que nasce uma startup. Mas você já tinha ouvido falar sobre as fases de uma startup?

Na prática, pensar na ideia e tentar tirar do papel, criando uma nova empresa, é um passo importante. Mas para ter um negócio que seja realmente sustentável, é preciso superar muitos desafios.

Pensando em ajudar você que está em busca deste objetivo, vamos apresentar agora uma lista com as 6 principais fases de uma startup. Essa é uma sequência de ações que devem ser cumpridas se realmente pretende ter sucesso com seu negócio.

Veja também: 5 exemplos de startups que estão revolucionando o mercado!

6 fases de uma startup que você precisa seguir

1- Analise se você está pronto para começar sua startup

Você acredita que tem uma ideia incrível? Isso é ótimo, mas não é suficiente para ter um negócio de sucesso. É por isso que a primeira coisa que você deve fazer é refletir sobre si mesmo e sua decisão de iniciar uma startup.

O sucesso da sua startup é um reflexo direto do seu amor pelo trabalho que vai realizar. Não importa o quão boa e inovadora a sua ideia pareça para você. Se a base de sua startup não é sua paixão, ela pode acabar antes do tempo.

Se parar por um momento e perceber que não está apaixonado pela ideia, se você não está se divertindo só de pensar nela, é possível que vá desistir no meio do caminho. A única maneira de fazer um ótimo trabalho é amar a ideia do negócio desde o início.

2- Verifique se a ideia resolve um problema

Ter sua própria startup parece emocionante para qualquer um. Mas, infelizmente, essa empolgação não é suficiente para ter a certeza de sucesso no mercado.

É preciso passar por uma série de verificações que vão mostrar a realidade sobre a ideia, ou seja, se ela tem relevância para o público. Isto é: se existe um segmento do mercado interessado em usar a solução (produto ou serviço) que você idealizou.

Antes de começar a criar seu produto, você deve responder às seguintes perguntas:

  • Que problema sua solução resolve?
  • Como você vai resolver o problema?
  • Quem são seus concorrentes?
  • Qual o tamanho do mercado que pretender entrar?
  • Qual o perfil do seu público-alvo?
  • Quais serão seus canais de venda?

Somente com as respostas para essas questões é que você terá clareza se sua ideia realmente faz sentido.

É por isso que essa fase também é chamada de validação da ideia, onde o passo mais importante é avaliar se existe mesmo uma demanda suficiente para conseguir comercializar a solução.

Saiba mais: Conheça os 6 tipos de Startups e entenda sua posição no mercado

3- Monte a sua equipe

Mesmo que você esteja agindo sozinho até então, é praticamente impossível criar uma startup do zero, sem nenhuma equipe.

Você não pode esquecer que uma startup não deixa de ser uma empresa e, por isso, existem setores específicos e fundamentais para o bom andamento da operação. Desde o financeiro, desenvolvimento do produto e vendas, times (ou pessoas) diferentes precisam ser responsáveis por estruturar toda a empresa.

Ter as pessoas certas a bordo fará com que o seu negócio continue no caminho certo e passe por essas primeiras fases de uma startup.

4- Construa o MVP

Com a iniciativa de colocar a ideia em prática, com a visão de que ela possui relevância para o mercado e a equipe já montada, agora é o momento de criar seu primeiro MVP.

Essa é a sigla para Minimum Viable Product ou Produto Mínimo Viável, que nada mais é do que o protótipo da sua solução, a versão mais simples e que leva menos tempo e esforço para ser criada.

Mas porque criar um MVP ao invés de trabalhar diretamente na solução final? A resposta é simples. Basta se perguntar o que aconteceria se no fim a solução final não funcionasse.

Nesse momento, já fica claro que o tempo e esforço colocado no desenvolvimento seria desperdiçado, já que tudo deveria ser revisado e talvez refeito.

Já com o MVP, a situação é bem diferente. Criando uma solução mínima, que já consegue validar a proposta da ideia, é muito mais simples fazer ajustes e correções para depois sim partir para a execução completa do projeto.

Veja também: 7 dicas para fazer uma boa gestão de startups

5- Crie a versão beta

Depois da aceitação do produto por meio do MVP, está na hora de evoluir um pouco mais e prepara uma versão beta da sua solução.

Nesta fase, você conhece o valor real do seu produto através de feedback prático do mercado. É a melhor fonte para identificar falhas que vão permitir que você faça revisões e obtenha uma versão melhorada da solução antes do lançamento.

6- Faça o lançamento

Entre as fases de uma startup, agora chega o momento de fazer seu lançamento oficial, e com isso, a busca pelo primeiro cliente pagante.

Esse é o passo mais importante de uma startup. É também o momento que todos se colocam a prova para mostrar que a solução que tanto trabalharam possui a qualidade necessária para resolver o problema a que se propõe.

Ter pessoas para comprar de você é a primeira marca do sucesso para sua startup. Assim, sabemos que os rendimentos são essenciais para qualquer negócio. Se você quer que as pessoas gastem o seu dinheiro com o seu produto, ele tem que oferecer muito valor para o público.

Leia mais: Mapeamento de processos empresariais em startups: como defini-los?

A Setting é uma consultoria de gestão empresarial focada em agregar valor e trazer resultados para seu negócio. Com uma visão sistémica, valorização das pessoas e gestão baseada em fatos, a Setting pode ajudar quaisquer tipos de empresas, de startups a negócios já consolidados no mercado.

Baixe nosso e-book gratuito e veja como fazer o planejamento de sua empresa: O guia para fazer o planejamento estratégico da sua empresa

Jorge Secaf Neto

Author Jorge Secaf Neto

Sócio fundador da Setting Consultoria e Gestão Empresarial e Conselheiro Certificado IBGC, atua como Conselheiro, Consultor Sênior ou assume responsabilidade executiva (interim manager) em organizações que buscam transformação. Graduado em engenharia civil (Mackenzie), pós-graduado em engenharia de produção (Politécnica), possui formação executiva por meio de cursos de longa duração em instituições de renome no Brasil e no exterior (Fundação Dom Cabral; Kellogg; INSEAD; Harvard). Atuou como examinador do Prêmio Nacional da Qualidade por 10 ciclos e tem seus principais interesses acadêmicos e profissionais vinculados à educação executiva e à busca pela excelência em governança e gestão organizacional.

More posts by Jorge Secaf Neto

Comentários no Facebook