Gestão Empresarial

Exemplos de design thinking: 4 cases de empresas que focaram no cliente para desenvolver soluções criativas

By 16 de outubro de 2019 No Comments
Exemplos de design thinking

Compartilhe isso!

O que significa design thinking? Você arrisca algum palpite?

Empresas do mundo todo vêm adotando essa nova forma de pensar suas soluções, o que, aliás, tem gerado ótimos resultados.

Neste artigo, vamos explicar o que é o design thinking e, além disso, mostrar 4 cases de sucesso para você se inspirar e tentar implementar essa metodologia na sua empresa.

Por isso, continue a leitura e descubra como propor soluções criativas que dialoguem com as necessidades dos seus clientes.

Leia também: Design estratégico: identifique oportunidades e encontre soluções com criatividade e inovação

O que significa Design Thinking?

O termo design thinking pode ser traduzido como “pensar como um design”. A expressão apareceu pela primeira vez em 1969 no livro The Science of the Artificial, de Herbert A. Simon.

Alguns anos depois, o termo começou a ganhar popularidade quando David M. Kelley, fundador da IDEO, definiu o design thinking como “uma forma de ação criativa”.

Mais tarde, no livro Change by Design, Tim Brown definiria o design thinking como uma abordagem antropocêntrica, cujo objetivo seria propor soluções criativas e inovadoras a partir da perspectiva do consumidor final.

Ou seja, o design thinking é uma prática centrada no cliente. Assim como os designers estão sempre atentos a aspectos de caráter cognitivo, emocional e estético da experiência humana, o design thinking parte dessa premissa para encontrar soluções que atendam às necessidades e expectativas dos clientes.

Com uma visão holística, humanizada e focada na experiência do cliente, o design thinking é, portanto, pautado na colaboração, na multidisciplinaridade, na empatia e na criatividade.

Há 4 passos que devem ser seguidos para implementação do design thinking

  • Imersão: identificação do problema;
  • Ideação: brainstorming, busca por possíveis soluções;
  • Prototipagem: teste das ideias para encontrar a mais adequada;
  • Desenvolvimento: aprovação do protótipo e desenvolvimento do produto final.

4 exemplos de Design Thinking para se inspirar

Agora que você já sabe o que significa design thinking, veja a seguir 4 exemplos de design thinking. Todos eles foram implementados de maneira bem sucedida por empresas de sucesso.

1 – Airbnb

A Airbnb é uma startup para reservas de hospedagem compartilhada. Com um valor de mercado atual na casa dos 30 bilhões de dólares, a empresa já passou por dificuldades até se tornar o que é hoje.

Nos primeiros anos de vida, a Airbnb quase faliu. Isso porque seus fundadores não estavam conseguindo entender o que realmente seus clientes queriam. Foi aí que eles utilizaram a metodologia de design thinking para identificar o que estava dando errado.

A empresa, então, descobriu que os usuários da plataforma estavam tendo dificuldades em entender os anúncios devido à má qualidade das fotos. Por isso, desconfiados, eles ficavam com medo de fazer as reservas.

Com o design thinking, percebeu-se esse desejo co cliente final. Dessa forma, o problema foi solucionado. Assim, a Airbnb cresceu cerca de 30% desde que as mudanças passaram a ser implementadas.

2 – Havaianas

Este segundo case da nossa lista de exemplos de design thinking é também bastante emblemático. A brasileira Havaianas, conhecida por suas sandálias de borracha, resolveu expandir sua linha de produtos e lançou uma bolsa da marca.

Toda a estratégia de lançamento teve como base o design thinking. A empresa fez uma pesquisa em todo o país. O objetivo era identificar elementos da nossa brasilidade que pudessem ser retratados no novo produto.

Em seguida, foram desenvolvidos diferentes protótipos, testes e adaptações até chegar no produto ideal, baseado no feedback dos clientes.

Veja também: Descubra como inovar um produto já existente com estas 5 técnicas

3 – UberEats

O Uber é talvez o aplicativo de transporte mais utilizado. A empresa, que já incorporou o design thinking em seus processos, recorreu à essa metodologia para desenvolver um aplicativo paralelo ao seu carro-chefe: o UberEats.

O objetivo desse app é fazer o delivery de restaurantes. Antes de lançá-lo, a startup consultou donos de restaurantes e usuários da plataforma em mais de 80 cidades no mundo inteiro.

Graças ao design thinking, o UberEats já é um forte concorrente de outros aplicativos mais experientes cuja proposta de delivery é bastante semelhante.

4 – GE Healthcare

Este case da GE Healthcare é um dos melhores exemplos de design thinking.

Doug Dietz, designer contratado pela empresa, percebeu que os pacientes infantis estavam com muito medo de fazer exames na máquina de ressonância magnética.

Ele, então, recorreu ao design thinking para tentar se colocar no lugar daquelas crianças. Assim, pretendia entender por que elas choravam e se recusaram a fazer os exames na máquina.

Foi pensando na experiência e nos sentimentos desses usuários que o designer desenvolveu uma versão menos aterrorizante e mais alegre e divertida.

O que achou dos nossos exemplos de design thinking? Agora que você já sabe mais sobre essa metodologia, que tal implementá-la na sua empresa?

este post também deve interessar a você: 7 características de inovação radical e inovação incremental: veja qual usar em sua empresa

A Setting é uma empresa de consultoria focada em resultados, por isso, usa uma visão sistémica, com foco na satisfação do cliente, assim como o design thinking.

Adotar o designe thinking pode significar até mudar seu modelo de negócio, por isso, vale a pena baixar nosso e-book gratuito: Modelo de Negócio. – Como e quando mudar?

Jorge Secaf Neto

Author Jorge Secaf Neto

Sócio fundador da Setting Consultoria e Gestão Empresarial e Conselheiro Certificado IBGC, atua como Conselheiro, Consultor Sênior ou assume responsabilidade executiva (interim manager) em organizações que buscam transformação. Graduado em engenharia civil (Mackenzie), pós-graduado em engenharia de produção (Politécnica), possui formação executiva por meio de cursos de longa duração em instituições de renome no Brasil e no exterior (Fundação Dom Cabral; Kellogg; INSEAD; Harvard). Atuou como examinador do Prêmio Nacional da Qualidade por 10 ciclos e tem seus principais interesses acadêmicos e profissionais vinculados à educação executiva e à busca pela excelência em governança e gestão organizacional.

More posts by Jorge Secaf Neto

Comentários no Facebook