Gestão Empresarial

Empresas que utilizam Orçamento Base Zero: 5 cases de sucesso para se inspirar e implementar no seu negócio

By 7 de janeiro de 2020 No Comments
Empresas que utilizam orçamento base zero

Compartilhe isso!

Na hora de fazer o planejamento financeiro de sua empresa e definir quanto e como gastar ou investir o dinheiro do negócio, é comum que se recorra a dados históricos. Assim, você tem um parâmetro de gastos.

No entanto, uma metodologia desenvolvida na década de 1970 (e que foi deixada de lado por muitos anos) vem ganhando cada vez mais adeptos no mundo corporativo, atualmente. Estamos falando do Orçamento Base Zero (OBZ). Você já ouviu falar dessa forma de fazer a previsão orçamentária?

Neste artigo, vamos explicar brevemente o que é o Orçamento Base Zero e como ele funciona. Além disso, apresentaremos 5 exemplos de empresas que utilizam Orçamento Base Zero de maneira bem-sucedida em sua gestão financeira.

Continue a leitura e se inspire nesses cases de sucesso e pratique uma melhor gestão financeira em sua empresa.

Leia também: Como implantar orçamento base zero: 7 dicas para colocar em prática na sua empresa

O que é Orçamento Base Zero e como funciona?

O Orçamento Base Zero é uma alternativa para empresas que costumam utilizar dados históricos de resultados anteriores para definirem seu planejamento orçamentário.

A ideia aqui é, como o próprio nome da metodologia sugere, partir de uma base zerada na hora de fazer o orçamento de gastos e de investimentos para determinado período ou projeto específico. Dessa forma, no Orçamento Base Zero, períodos anteriores e tendências passadas são desconsiderados.

Essa abordagem vai na contramão do modelo tradicional de se fazer um orçamento. No Orçamento Base Zero, acredita-se que os gastos e investimentos de outros períodos não necessariamente vão se repetir.

Assim, para que as metas e objetivos financeiros sejam alcançados, tudo deve ser reformulado em função deles. Dessa foma tudo é analisado e planejado individualmente

Por isso, no Orçamento Base Zero evita-se construir um planejamento orçamentário inflado e incoerente com a estratégia da organização. Além disso, esse método ajuda a mitigar gastos desnecessários, otimizar recursos disponíveis e ser mais assertivo nas decisões financeiras.

Em resumo:

  • períodos anteriores e tendências passadas são desconsiderados
  • ajuda a mitigar gastos desnecessários
  • otimiza os recursos disponíveis
  • é mais assertivo na tomada de decisões financeiras

Veja mais: O que é projeção financeira? Conheça a melhor estratégia para planejar recursos na sua empresa

5 empresas que utilizam Orçamento Base Zero

Agora que relembramos o que é e como funciona o Orçamento Base Zero, é hora de descobrirmos quais são as empresas que utilizam o Orçamento Base Zero em suas operações.

1 – Tesco

Dando início a nossa lista de empresas que utilizam Orçamento Base Zero, temos a Tesco PLC, gigante britânica do varejo supermercadista.

A alguns a empresa vem implementando o Orçamento Base Zero e tem experimentado bons resultados com essa metodologia, principalmente no que diz respeito à redução e custos.

Nos primeiros seis meses de 2017, a Tesco obteve um lucro de 562 milhões de libras. No ano anterior, esse resultado tinha sido de 71 milhões de libras.

Além disso, a empresa conseguiu economizar 259 milhões de libras nesse mesmo período. Hoje, a expectativa é que a Tesco consiga reduzir seus custos operacionais 1,5 bilhão de libras até o final do ano fiscal de 2019 / 2020.

2 – Huntington Bancshares

A Huntington Bancshares é uma holding bancária com sede em Ohio, nos Estados Unidos.

A empresa também faz uso do Orçamento Base Zero e registrou, no primeiro trimestre de 2019, um lucro líquido de US$ 358 milhões.

Esse valor representa um aumento de 10% em relação ao mesmo período de 2018.

3 – Ford

A Ford, uma das maiores e mais relevantes empresas do mercado automobilístico mundial, também conseguiu alcançar bons resultados com a metodologia do Orçamento Base Zero.

Em 2017, a companhia anunciou seus planos para reduzir seus custos em US$ 14 bilhões de 2018 a 2022.

No entanto, os resultados vem sendo tão positivos que a empresa decidiu aumentar essa meta para US$ 25,5 bilhões.

4 – Baxter International

A Baxter International, empresa norte americana que oferece serviços de assistência médica, tem alcançado números satisfatórios após implementar o Orçamento Base Zero no seu planejamento orçamentário.

A empresa fechou o terceiro trimestre de 2019 com um lucro líquido de US$ 2,851 bilhões. E os resultados ano a ano vêm em uma crescente:

  • 2016 – receita anual: US$ 10.163 bilhões;
  • 2017 – receita anual: US$ 10.561 bilhões;
  • 2018 – receita anual: US$ 11,127 bilhões.

5 – Mondelez International

A Mondelez International, considerada a segunda maior confeitaria do planeta, registrou um aumento de 11,4% em sua receita líquida no primeiro trimestre de 2017.

Isso ocorreu justamente quando a empresa começou a implementar o Orçamento Base Zero e sua gestão financeira.

É verdade que as vendas líquidas de seus principais produtos, como Cadbury Dairy Milk, chocolate Milka e biscoitos Oreo, subiram 1,6% nesse mesmo período.

Por outro lado, as despesas gerais da empresa caíram aproximadamente 9%.

Quer entender ainda melhor como funciona a metodologia do Orçamento Base Zero? Então, dê uma olhada neste vídeo bastante detalhado, produzido pela Endeavor:

Esses foram os nossos 5 exemplos de empresas que utilizam Orçamento Base Zero. Que tal fazer como elas e obter melhores resultados para o seu negócio?

Saiba mais: O que é orçamento base zero e porque aplicá-lo na empresa

A Setting é uma consultoria empresarial que usa uma abordagem sistêmica baseada em fatos, assim, entrega resultados e agrega valor ao seu negócio. Trabalhando com ética e transparência, a Setting procura oportunidades de melhoria em seu negócio e desenvolve estratégias certeiras para aproveitá-las ao máximo.

Além de uma boa previsão orçamentária, é importante fazer o planejamento estratégico de sue negócio, por isso, sugerimos que baixe nosso e-book gratuito: GUIA para o planejamento estratégico

Leia também: 5 tipos de consultoria financeira para deixar cada detalhe das finanças da empresa em ordem

Vera Maria Stuart Secaf

Author Vera Maria Stuart Secaf

Sócia e Consultora sênior, atua há mais de 20 anos na gestão em organizações de diversos portes e setores. Ministrou aulas nos cursos de pós graduação da FUPAM, FEA/USP, FGV in Company e ANBIMA. Vera é administradora de empresas com MBA na Fundação Dom Cabral e Kellogg e Master em Governança na Nova Economia pelo GoNew Economy.

More posts by Vera Maria Stuart Secaf

Comentários no Facebook