Gestão Empresarial

Como implantar orçamento base zero: 7 dicas para colocar em prática na sua empresa

By 14 de novembro de 2019 No Comments
Como implantar orçamento base zero

Compartilhe isso!

Você tem ideia de como implantar orçamento base zero?

O orçamento empresarial é, basicamente, o conjunto de custos, receitas e investimentos de uma organização para determinado período.

Tradicionalmente, é bastante comum que as empresas tenham como base para definição do planejamento orçamentário dados históricos. Ou seja, a partir de resultados anteriores, com apenas alguns ajustes, ficam estabelecidos os parâmetros para o orçamento futuro.

No entanto, essa não é uma boa prática de gestão financeira. Porque esse método pode fazer com que o orçamento fique defasado e que algumas despesas desnecessárias acabem passando de forma despercebida.

Nesse sentido, uma maneira de fazer o planejamento orçamentário de maneira mais coesa e coerente com a estratégia da empresa é implementando o OBZ.

Pensando nisso, elaboramos este artigo para explicar o que é e como implantar orçamento base zero. Continue a leitura e confira 7 dicas valiosas.

Leia também: O que é projeção financeira? Conheça a melhor estratégia para planejar recursos na sua empresa

Antes de entender o que é orçamento base zero, que tal relembra o conceito de orçamento anual?

Então, dê uma olhada neste vídeo da Siteare:

O que é orçamento base zero?

O orçamento base zero pode ser definido como uma abordagem para planejamento orçamentário na qual não se considera resultados de períodos anteriores. As despesas e as receitas para o futuro partem de uma base zerada.

No OBZ, ficam dispensados dados históricos e tendências passadas; o novo planejamento orçamentário é feito totalmente do zero.

A metodologia de OBZ parte do princípio de que os custos e investimentos de anos passados não necessariamente se repetirão no ano presente ou futuro. Isso permite que o orçamento seja construído de maneira mais alinhada à estratégia da organização.

No orçamento base zero, as funções de cada receita, custo e investimento são analisadas individualmente. Dessa forma, fica mais fácil eliminar gastos desnecessários e otimizar a utilização dos recursos disponíveis. Além disso, é possível ser mais assertivo na hora de investir.

Saiba mais: O que é orçamento base zero e porque aplicá-lo na empresa

7 dicas de como implantar orçamento base zero

1 – Estabeleça seus objetivos

A primeira dica de como implantar orçamento base zero é estabelecer seus objetivos. Geralmente, opta-se pelo OBZ com o intuito de reduzir custos. No entanto, essa abordagem pode ser utilizada também para garantir maior controle sobre os gastos.

Seja qual for seu objetivo, estabeleça-os com clareza, pois ele exercerá influência nas suas futuras decisões.

2 – Priorize as atividades do negócio

Faça uma lista com as atividades consideradas imprescindíveis para a sua empresa. Ao fazer isso, você poderá priorizar as mais importantes para, então, destinar a elas maiores recursos.

Além disso, é possível identificar atividades que agregam pouco valor e que, por isso, podem ser extintas ou incorporadas a outro departamento.

Apesar de parecer radical, esta é uma prática que pode ajudar muito a reduzir os custos e fazer a sua empresa crescer.

3 – Faça a projeção de custos

Por falar em custos, um bom planejamento orçamentário precisa contar com uma projeção de todas as despesas que a empresa deverá ter para o futuro período. No método OBZ, todos os gastos da empresa precisam ser devidamente discriminados e avaliados. A intenção é garantir que eles estejam de acordo com a estratégia organizacional.

Busque ser o mais criterioso possível na hora de fazer a projeção de custos como:

  • aquisição de novos equipamentos;
  • manutenção do maquinário;
  • matéria-prima;
  • impostos;
  • folha de pagamento;
  • contas de água, luz e internet;
  • aluguel do espaço, etc.

Até mesmo as despesas que, a princípio, possam parecer insignificantes devem ser levadas em consideração ao projetar os custos.

4 – Faça a projeção do faturamento

As contas a receber também precisam ser consideradas quando for implantar  orçamento base zero. Nesse sentido, faça a projeção do seu faturamento.

Para isso, avalie os produtos e serviços que estão sendo comercializados, os atuais canais de distribuição, a cartela de clientes, etc.

Ao fazer isso, você poderá decidir, por exemplo, se vale a pena manter determinada linha de produtos ou se é melhor fechar determinada unidade.

5 – Defina um limiar de gastos

Definir um limiar de gastos é estabelecer um custo mínimo para que o seu negócio continue em pleno funcionamento. A partir desse piso, fica mais fácil identificar quais custos são supérfluos e que, por isso, podem ser eliminados.

No entanto, vale lembrar que a empresa não é obrigada a operar sempre no seu limiar. Ele, na verdade, é apenas uma ferramenta para orientar o gestor sobre a natureza e importância dos gastos da organização.

6 – Mobilize toda a empresa

A implementação do orçamento base zero precisa contar com o engajamento de todos os setores da empresa, dos cargos operacionais até a mesa diretora.

Cada colaborador precisa estar ciente do orçamento que se tem disponível e da importância de não estourá-lo. Para isso, vale a pena promover treinamentos técnicos e comportamentais, pois pode ser que haja certa resistência em relação a redução de gastos

7 – Mensure e acompanhe os resultados

Para garantir a eficácia do orçamento base zero, é importante mensurar e acompanhar os resultados. Os objetivos definidos na Dica 1 estão sendo alcançados? O que pode ser feito para melhorar?

Para isso, os indicadores-chave de desempenho podem ser ótimas ferramentas.

O que achou das nossas dicas de como implantar orçamento base zero? Agora que você já sabe o que fazer, experiente elaborar um OBZ para o seu negócio.

veja mais algumas dicas sobre orçamento base zero neste vídeo da revista PEGN:

Você também pode se interessar por este texto de nosso blog: 7 Ferramentas financeiras simples que auxiliam na gestão da empresa

Orçamento base zero pode ser uma maneira de tornar as finanças de seu negócio mais sustentáveis. Confira neste vídeo outras dicas de como trabalhar a parte financeira de sua empresa:

em trazer resultadas e gerar valor para o seu negócio. Mas sempre buscando a excelência e a satisfação do cliente.

Dentre suas diversas expertises, a Setting está preparada para prestar consultoria financeira para sua empresa.

Antes de implantar o orçamento base zero em sua empresa, é interessantes fazer um diagnóstico de seu negócio.

Para isso, baixe nosso e-book gratuito: Por dentro do diagnóstico empresarial

Vera Maria Stuart Secaf

Author Vera Maria Stuart Secaf

Sócia e Consultora sênior, atua há mais de 20 anos na gestão em organizações de diversos portes e setores. Ministrou aulas nos cursos de pós graduação da FUPAM, FEA/USP, FGV in Company e ANBIMA. Vera é administradora de empresas com MBA na Fundação Dom Cabral e Kellogg e Master em Governança na Nova Economia pelo GoNew Economy.

More posts by Vera Maria Stuart Secaf

Comentários no Facebook