Gestão Empresarial

Como calcular a curva ABC: 5 passos para priorizar diferentes aspectos com mais eficiência

By 24 de novembro de 2020 No Comments
Como calcular a curva ABC

Compartilhe isso!

Curva ABC é uma ferramenta de análise que busca identificar os itens mais importantes de uma lista em função de sua participação nos efeitos que causam em relação aos efeitos totais causado por toda lista.

Mas você faz ideia de como aplicar a curva ABC na sua empresa, na prática?

Essa ferramenta pode ser utilizada em diferentes aspectos do negócio, como controle de estoque, marketing, vendas, processo de produção, gestão de clientes e análise do desempenho dos colaboradores.

Com a curva ABC, é possível fazer a classificação dos objetos de análise em grupos e estabelecer prioridades. Assim, as decisões são tomadas com maior assertividade.

Se você quer saber mais sobre o que é curva ABC, continue a leitura deste conteúdo e descubra para que serve, como funciona e quais os benefícios de utilizar a curva ABC.

Além disso, você também vai conferir nas próximas linhas um passo a passo descomplicado de como calcular a curva ABC e aplicar na sua empresa:

  1. Faça a lista de todos os objetos de análise;
  2. Aponte o valor que cada objeto de análise representa para a empresa;
  3. Classifique os itens em ordem decrescente de valor;
  4. Calcule a porcentagem de cada item;
  5. Crie um gráfico com base nesses valores.

A curva ABC é uma consagrada ferramenta de gestão empresarial, veja mais algumas nestes post: Conheça (ou relembre) as principais ferramentas de gestão empresarial e como usar em seu negócio

O que é curva ABC?

O que é curva ABC pode ser definido como uma ferramenta utilizada para classificar diferentes informações e objetos de análise de acordo com o valor que eles representam em relação ao todo.

A aplicação da curva ABC é mais comumente observada na gestão de estoque para separar os produtos com maior saída e, consequentemente, com maior representação no faturamento da empresa.

No entanto, essa ferramenta pode ser aplicada também para classificar os clientes que mais participam na geração de receita e também os colaboradores com maior desempenho nas vendas.

Essa classificação pelo curva ABC procura separar os objetos de análise em 3 grupos:

  • Grupo A –  80% do valor é gerado por 20% dos objetos de análise;
  • Grupo B – 15% do valor é gerado por 30% dos objetos de análise;
  • Grupo C –  5% do valor é gerado por 50% dos objetos de análise.

A curva ABC tem como base o Princípio de Pareto ou Regra 80/20. Esse princípio é fruto de um estudo realizado por Vilfredo Pareto.

O sociólogo e economista italiano constatou em sua pesquisa no século XIX que 80% de toda a riqueza da Itália estava concentrada em apenas 20% da população.

O Princípio de Pareto (80% dos efeitos são provenientes de 20% das causas) passou a ser aplicado na gestão de negócios para classificar itens a partir do valor que eles geram para a organização e, assim, estabelecer prioridades.

Conheça outra importante ferramenta de gestão empresarial: Ciclo de melhoria contínua: guia completo para você implementar e potencializar os resultados da sua empresa

Quais os benefícios de usar a curva ABC?

Empresas que sabem como aplicar a curva ABC passam a ter acesso a uma série de benefícios.

Quando implementada no estoque, por exemplo, a curva ABC ajuda a promover um controle mais eficiente sobre as mercadorias, evitando desperdícios com o armazenamento de um grande volume de produtos com baixa saída.

Assim, há a priorização daqueles que geram mais valor para o negócio.

A curva ABC também serve como um boa ferramenta para gerenciar o relacionamento com os clientes. Ao classificá-los de acordo com o potencial de gerar receita para a empresa, é possível saber quais clientes manter por perto e definir estratégias mais eficazes para que os clientes do grupo C possam ascender para os grupos A e B da curva.

Como calcular a curva ABC?

Como você pôde perceber nos tópicos anteriores, a curva ABC é uma ferramenta muito útil para a gestão de uma empresa.

Tendo isso em vista, é hora de conferir como calcular a curva ABC e aplicá-la no seu modelo de negócio.

Separamos este vídeo do Aprendendo Gestão, que ensina como usar a curva ABC na gestão de estoque, mas, antes de assisti-lo, leia com atenção nosso passo a passo:

Passo 1 – Faça a lista de todos os objetos de análise

O primeiro passo de como calcular a curva ABC consiste em listar todos os itens que serão analisados. Por exemplo, mercadorias, clientes, vendedores etc.

Passo 2 – Aponte o valor que cada objeto de análise representa para a empresa

Nesta segunda etapa, mostre quanto cada produto, cliente ou vendedor representa em ganhos para a empresa.

Passo 3 – Classifique os itens em ordem decrescente de valor

Organize os objetos de análise em ordem decrescente considerando o valor que cada um representa para empresa.

Passo 4 – Calcule a porcentagem de cada item

No quarto passo de como aplicar a curva ABC, você precisa calcular o valor percentual de cada objeto de análise em relação ao somatório total.

Passo 5 – Crie um gráfico com base nesses valores

Ao jogar os valores de cada item em um gráfico, você verá uma curva ser formada. Seu gráfico ficará mais ou menos assim:

Como calcular a curva abcFonte: Olist

A Setting é uma empresa de consultoria com foco em resultados e entregar de valor ao seu negócio. Por isso, usa uma metodologia sistémica, usando fatos e informações confiáveis na hora de tomar decisões.

Agora que você já sabe tudo sobre a curva ABC, conheça mais instrumentos de gestão, baixando alguns de nossos e-books gratuitos:

Vera Maria Stuart Secaf

Author Vera Maria Stuart Secaf

Sócia e Consultora sênior, atua há mais de 20 anos na gestão em organizações de diversos portes e setores. Ministrou aulas nos cursos de pós graduação da FUPAM, FEA/USP, FGV in Company e ANBIMA. Vera é administradora de empresas com MBA na Fundação Dom Cabral e Kellogg e Master em Governança na Nova Economia pelo GoNew Economy.

More posts by Vera Maria Stuart Secaf

Comentários no Facebook