Estratégia

As 7 etapas do Planejamento Estratégico para implementar na sua empresa

By 16 de julho de 2018 No Comments
Etapas do Planejamento Estratégico

Já pensou onde você quer chegar com a sua empresa? Seja qual for o seu objetivo, um Planejamento Estratégico bem estruturado pode te ajudar a alcançá-lo.

O PE é uma importante ferramenta de gestão que servirá como um guia para a empresa na busca pelo sucesso; é ele que dará os devidos direcionamentos para as ações de todas as equipes.

Se você reconhece a importância do PE mas ainda não sabe como elaborar um para o seu negócio, saiba que temos a solução.

Confira agora quais as etapas do processo de Planejamento Estratégico e não tenha mais dúvidas na hora de criar o seu!

7 etapas do Planejamento Estratégico

1 – Defina a identidade organizacional

A identidade organizacional apoia-se em três pilares: Missão, Visão e Valores. Ela será a base para todas as outras etapas do Planejamento Estratégico.

  • A missão é a razão que justifica a existência da sua empresa;
  • a Visão diz respeito a onde a empresa quer chegar a longo prazo;
  • os Valores são aqueles princípios inegociáveis.

A declaração de MVV deve ser objetiva e estar ao alcance do conhecimento de todos os membros da empresa, desde os cargos operacionais até a diretoria.

Assim, as ações previstas no PE e as decisões tomadas por todos os níveis hierárquicos estarão de acordo com as políticas e crenças organizacionais.

2 – Conheça o seu público-alvo

Você sabe quem é o público que a sua empresa deseja atingir, bem como suas características e especificidades?

Geralmente, o público-alvo são os consumidores finais de determinado produto ou serviço. Conhecê-los é fundamental para que a empresa saiba com quem ela está lidando e, assim, possa oferecer as melhores soluções.

Por isso, procure identificar o perfil, as necessidades e as expectativas do seu público-alvo. Fazer uma boa pesquisa de mercado pode ajudar bastante.

Durante essa análise, considere aspectos geográficos, demográficos (idade, gênero, classe social), psicográficos (estilo de vida, valores) e comportamentais (atitudes, hábitos de consumo).

Os objetivos deste segundo item da nossa lista de etapas do Planejamento Estratégico são ter as informações necessárias para criar ações para:

  • Despertar mais engajamento;
  • Estimular novas decisões de compra;
  • Fidelizar os clientes.

3 – Analise os ambientes internos e externos

Toda empresa é influenciada por fatores internos e externos à organização. Por isso, para que o Planejamento Estratégico seja eficaz, é importante que se faça uma análise desses dois ambientes.

Nessa terceira etapa, a análise SWOT é uma ferramenta muito utilizada pelos gestores. Seu objetivo é descobrir as Forças, as Fraquezas, as Oportunidades e as Ameaças que circulam e permeiam o seu negócio.

As Forças e as Fraquezas estão relacionadas ao ambiente interno da empresa. A primeira representa os pontos fortes, tudo o que é benéfico à organização; já a segunda é tudo aquilo que pode prejudicar a empresa.

As Oportunidades e as Ameaças, por sua vez, estão ligadas ao ambiente externo. A primeira são fatores externos que impactam o negócio de maneira positiva, enquanto os fatores da segunda impactam negativamente.

Veja um exemplo com o significado das letras da sigla em inglês:

  • S – Strengths – Forças: engajamento das equipes, colaboradores qualificados, processos internos ágeis e eficientes, produtos exclusivos, pós-venda, etc.
  • W – Weaknesses – Fraquezas: profissionais desmotivados, tecnologia ultrapassada, burocracia excessiva, etc.
  • O – Opportunities – Oportunidades: queda nos juros, aumento do poder de compra das famílias, nichos de mercado que ainda não foram atendidos, etc.
  • T – Threats – Ameaças: crises política e econômica, mudanças na legislação, tributação, aumento do dólar, entrada de novos concorrentes, etc.

4 – Estabeleça metas e objetivos

Esta é uma das mais importantes etapas do Planejamento Estratégico. Isso porque é aqui que se define onde a sua empresa quer chegar.

Mas não basta simplesmente dizer onde o seu empreendimento pretende chegar. É interessante que as metas e os objetivos sigam o padrão SMART. Ou seja: Específicas (Specific), Mensuráveis (Measurable), Alcançáveis (Achievable), Relevantes (Relevant)e com Tempo bem definido (Time-based).

Exemplo:

“Aumentar o NPS para 75% ou mais em 12 meses”

  • S – Específico: Aumentar o NPS.
  • M – Mensurável: > 75%.
  • A – Alcançável: No ano passado, o NPS da empresa ficou em 60%. Investir em treinamentos para a equipe de Atendimento e melhorar o pós-venda pode fazer com que esse percentual suba para > 75%.
  • R – Relevante: NPS acima de 75% é considerado como zona de excelência.
  • T – Prazo: 12 meses

5 – Defina as estratégias

Após estabelecer as metas e objetivos do seu Planejamento Estratégico, chegou a hora de definir as estratégias de fato.

Para Michael Porter, professor da Harvard Business School e um dos gurus da gestão, existem três estratégias básicas. São elas:

  • Diferenciação: busca-se fazer com que o seu negócio seja destaque entre os concorrentes ao oferecer produtos ou serviços diferenciados, exclusivos, de qualidade única.
  • Liderança de Baixo Custo: aqui o objetivo é ganhar o mercado oferecendo preço mais baixo que o da concorrência.
  • Foco: busca-se conquistar um segmento específico do mercado, atendendo demandas que ainda não foram plenamente atendidas.

Uma boa estratégia pode representar um forte diferencial competitivo. Mas lembre-se: a estratégia adotada deve estar em consonância com a sua declaração de MVV e com o perfil do seu público-alvo.

6 – Elabore planos Plano de Ação

Pode-se dizer que os Planos de Ação são a parte prática do Planejamento Estratégico. Neles deve constar todas as ações a serem tomadas para alcançar os objetivos já definidos.

Mas não é só isso. é preciso também definir onde, quando, como,  por que e por quem as atividades serão feitas, além de quanto ($) custará fazê-las.

Para isso, utiliza-se muito a ferramenta 5W2H, que significa:

  • What – O que fazer?
  • Why – Por que fazer?
  • Where – Onde fazer?
  • When – Quando fazer?
  • Who – Quem vai fazer?
  • How – Como fazer?
  • How much – Quanto custa fazer?

Você pode montar uma tabela para responder a essas 7 perguntas-chave. Assim, fica mais fácil mapear e executar as atividades, o que fará com que as chances de sucesso do seu Plano de Ação aumentem.

7 – Monitore e avalie os resultados

Por último na nossa lista de etapas do Planejamento Estratégico, mas definitivamente não menos importante, estão o monitoramento e a avaliação dos resultados.

É de extrema importância estabelecer no PE quais serão os mecanismo utilizados para monitorar, mensurar e avaliar o resultados das estratégias e das ações adotadas. Só assim será possível descobrir se as coisas estão saindo de acordo com o planejado ou se há necessidade de ajustes.

O uso de KPIs, ou indicadores-chave de desempenho, pode ser bastante útil. Veja alguns exemplos:

O KPI escolhido vai depender, claro, dos objetivos estabelecidos no seu Planejamento Estratégico.

Quando bem estruturado e feito de maneira consistente, o Planejamento Estratégico pode trazer muitos benefícios para a sua empresa, seja ela de pequeno, médio ou grande porte.

Agora que você já sabe quais as etapas do processo de Planejamento Estratégico, inicie esse projeto em seu negócio.

É Setting é um a consultoria de gestão empresarial que usa as melhores práticas na concepção de soluções e, conjunto com seus clientes.

Na hora de criar seu planejamento estratégico, pode ser um bom momento de conhecer nosso trabalho, baixe este infográfico e saiba mais: Como a Setting sua em sua empresa

Comentários no Facebook