Estratégia

Balanced Scorecard: como fazer um mapa estratégico BSC em 4 passos

By 10 de dezembro de 2019 No Comments
como fazer um mapa estratégico BSC

Compartilhe isso!

Cada vez mais, organizações do mundo inteiro vêm adotando modelos de gestão com foco em resultados. Por isso, uma das ferramentas muito utilizadas é o Balanced Scorecard (BSC) e seu mapa estratégico.

Criado no início da década de 1990, o BSC trouxe uma nova maneira de enxergar os negócios. A partir de uma visão mais ampla sobre os diferentes aspectos da organização, o BSC busca contemplar todas as áreas de uma empresa de forma equilibrada, o que impacta nos resultados gerais.

Neste artigo, você vai entender melhor o que é o Balanced Scorecard, como ele surgiu e quais as suas 4 perspectivas básicas.

Continue a leitura para conferir também como montar um mapa estratégico BSC. Assim, será capaz de implementá-lo na sua empresa e otimizar a busca por melhores resultados.

Leia também: Exemplo de planejamento estratégico de uma empresa: Estratégico, tático e operacional

A origem do Balanced Scorecard

O Balanced Scorecard foi criado em 1992 pelos professores da Universidade de Harvard Robert Kaplan e David Norton. O BSC surgiu a partir de uma necessidade que seus autores identificaram de analisar e acompanhar o desempenho das organizações por uma ótica que fosse além do aspecto financeiro.

Antes da criação do BSC, os métodos de análise eram restritos a fatores como faturamento, lucratividade e volume de vendas. Mas, para Kaplan e Norton, essa abordagem já não era mais suficiente. Foi aí que, em 1992, eles publicaram na Harvard Business Review o artigo O Balanced Scorecard: Medidas que impulsionam o desempenho

A publicação tratava do Balanced Scorecard como uma ferramenta estratégica para mensurar resultados e traçar objetivos, combinando diferentes tipos de indicadores.

Essa resposta aos métodos tradicionais da época repercutiu bastante na Academia e no meio corporativo. Os autores mostraram as limitações do foco apenas em resultados financeiros em outros 5 livros.

Hoje, o conceito de Balanced Scorecard é amplamente utilizado por empresas em todo o mundo, sendo adaptado a diferentes situações e realidades.

Se você ficou interessado em saber mais sobre o BSC, então, confira este entrevista (em inglês) com o próprio Robert Kaplan. Se você domina esse idioma, vale muito a pena:

O que é o Balanced Scorecard?

Como bem adiantamos no tópico anterior, o Balanced Scorecard é uma ferramenta que se propõe a avaliar e acompanhar o desempenho de uma organização a partir de aspectos que vão além do financeiro. Por isso, outras 3 perspectivas são levadas em consideração:

  • Perspectiva do cliente;
  • Perspectiva dos processos internos;
  • Perspectiva do aprendizado.

Mais à frente falaremos sobre cada uma delas.

O Balanced Scorecard é uma forma diferente de olhar para os negócios e de conduzir a gestão da empresa. A intenção é conseguir compreender a dinâmica do negócio de maneira mais completa, não se limitando apenas ao resultados das finanças.

Dessa forma, o BSC te ajuda a definir com mais clareza um caminho a ser trilhado, mostrando o que precisa ser feito para que se possa alcançar resultados mais satisfatórios.

Assim, a estratégia é colocada em ação. As metas e seus respectivos prazos são bem definidos e fáceis de serem acompanhados.

Confira o livro que ensina como usar o BSC:

como fazer um mapa estratégico

Saiba mais: Você sabe o que é BSC? Confira a definição e as vantagens para os negócios

As 4 perspectivas do Balanced Scorecard no mapa estratégico

Como dito anteriormente, o Balanced Scorecard se baseia em 4 perspectivas. São elas:

Perspectiva financeira

A perspectiva financeira se refere às metas e às estratégias relacionadas ao dinheiro. Assim, a preocupação dos gestores se volta para crescimento da empresa, lucratividade, retorno sobre investimento, faturamento, volume de vendas, etc. Na perspectiva financeira, os resultados são pensados a curto, médio e longo prazo.

Perspectiva dos clientes

Este é um aspecto que não pode deixar de ser levado em consideração na abordagem BSC. A perspectiva dos clientes é fundamental para entender melhor suas necessidades e desenvolver estratégias capazes de fidelizá-los. Por isso, as metas devem ser direcionadas à satisfação do público.

Nesse sentido, busque conhecer quem são seus clientes, do quê eles precisam, o que eles esperam da sua empresa e como eles enxergam e se relacionam com a sua marca.

Perspectiva dos processos internos

Os processos internos também são considerados importantes para a análise de Balanced Scorecard. Essa perspectiva trata de aspectos operacionais, das etapas que são seguidas para que se possa entregar valor para o cliente.

Dessa forma, as metas definidas por essa perspectiva devem visar garantir a qualidade e a plena funcionalidade dos processos que mais exercem impacto nos resultados da empresa.

Perspectiva do aprendizado e crescimento

Por fim, temos a perspectiva do aprendizado e crescimento. Aqui, a intenção é fazer a gestão do conhecimento da empresa para, assim, fazer com que ela tenha o domínio dos conhecimentos capazes de fazê-la crescer e inovar no caminho certo.

Treinamentos internos, cursos e políticas de incentivo à formação profissional e a troca de conhecimento entre os colaboradores são muito bem-vindos.

O objetivo de adotar essa perspectiva é adquirir o máximo de conhecimento possível para que depois ele seja convertido em combustível para o crescimento do negócio.

Confira também em nosso blog: O que é estratégia empresarial, afinal?

mapa estratégico BSC

Quais os benefícios do Balanced Scorecard para a sua empresa?

Ok, você já sabe o que é o Balanced Scorecard, mas será que vale mesmo a pena implementar essa ferramenta na sua empresa?

Bom, para tentar de convencer, separamos aqui alguns dos principais benefícios do BSC.

Planos de ação mais completos

Por ter uma abordagem mais estratégica, o Balanced Scorecard possibilita a confecção de planos de ação mais completos e assertivos. Além disso, o BSC leva em consideração os diferentes setores e necessidades da organização.

Melhor visualização do futuro da empresa

O BSC é uma ferramenta que permite fazer projeções mais claras sobre o futuro da empresa. Isso dá mais segurança para a gestão enfrentar possíveis desafios que venham a surgir no meio do caminho.

Comunicação mais eficiente das metas e objetivos

De acordo com que veremos mais à frente, é possível fazer um mapa estratégico de BSC. Assim, as equipes poderão contar com uma representação visual das metas e objetivos, bem como das ações que precisarão ser executadas para alcançar certos resultados.

Melhor direcionamento

O BSC ajuda a definir quais caminhos deverão ser seguidos para atingir as metas e objetivos de negócio.

Outros benefícios:

  • Estímulo à cultura do aprendizado;
  • Promoção da melhoria contínua;
  • Maior alinhamento dos objetivos estratégicos da empresa;
  • Maior assertividade na alocação de recursos;
  • Decisões mais bem fundamentadas;
  • Análise mais ampla e sistêmica da empresa.

Como fazer um mapa estratégico

Veja mais: Conheça os tipos de planejamento estratégico que podem impulsionar o seu negócio

O que é um mapa estratégico BSC?

Conforme mencionamos anteriormente, é possível elaborar um mapa estratégico para a sua análise de Balanced Scorecard. Mas o que seria isso?

Podemos definir o que é um mapa estratégico BSC como uma forma de colocar em prática o método Balanced Scorecard. Trata-se de uma representação visual de todas as metas que a empresa pretende alcançar em cada uma das 4 perspectivas do BSC.

O mapa estratégico BSC sintetiza também as ações mais importantes a serem tomadas com foco em resultados. Assim, ele resume todas as iniciativas estratégicas que precisarão ser desenvolvidas para cada perspectiva a fim de alcançar as metas estabelecidas pelos seus indicadores de desempenho.

Passo a passo: como montar um mapa estratégico BSC

Agora que você já sabe o que é um mapa estratégico BSC, veja a seguir 4 passos de como montar um.

Passo 1 – Definição das metas

Neste primeiro passo, você precisa definir as metas para cada uma das 4 perspectivas.

Por exemplo:

  • Perspectiva financeira: Aumentar a receita líquida em 15% nos próximos 12 meses;
  • Perspectiva do cliente: Aumentar a satisfação dos clientes para 90% no próximo ano;
  • Perspectiva dos processos internos: Lançar duas novas linhas de produtos em 6 meses;
  • Perspectiva de aprendizado e crescimento: Treinar 100% dos colaboradores em 12 meses.

Passo 2 – Definição dos indicadores de desempenho

Os indicadores de desempenho servirão para mostrar o progresso da empresa em direção às metas estabelecidas na etapa anterior.

Por exemplo:

  • Perspectiva financeira: demonstrativos financeiros;
  • Perspectiva do cliente: Taxa de Net Promoter Score;
  • Perspectiva dos processos internos: Relatórios dos processos de inovação;
  • Perspectiva de aprendizado e crescimento: Total de certificados de treinamento concedidos.

Passo 3 – Definição das iniciativas

Nesta etapa, ficam definidas quais ações precisarão ser executadas para que se possa alcançar as metas que foram estabelecidas no Passo 1. São essas iniciativas que vão colocar a estratégia em ação.

Por exemplo:

  • Perspectiva financeira: Investir em campanhas de Inbound Marketing
  • Perspectiva do cliente: Oferecer atendimento mais personalizado
  • Perspectiva dos processos internos: Contratar novos talentos
  • Perspectiva do aprendizado e crescimento: Contratar uma empresa de treinamento corporativo

Passo 4 – Desenho do mapa estratégico

Após anotar todas as informações das 3 etapas anteriores, é hora de desenhar o mapa estratégico. Por meio dessa representação visual, fica tudo mais claro.

Nos exemplos que acabamos de dar, colocamos apenas algumas iniciativas para que você possa compreender como o mapa estratégico BSC funciona. Mas, geralmente, as empresas que optam por esse método de análise e planejamento colocam várias outras ações para cada perspectiva.

Por isso, para a construção do seu mapa, faça uma tabela com 4 linhas e 3 colunas. As linhas serão para as perspectivas e as colunas serão para as metas, para os indicadores e para as iniciativas.

Você também pode colocar setas para indicar que determinada iniciativa de uma perspectiva se relaciona com outra iniciativa e outra perspectiva.

DICA: Planejamento estratégico com Balanced Scorecard: entenda como definir objetivos e métricas

Para mais dicas, confira um vídeo feito pelo SEBRAE sobre como definir os indicadores de desempenho na hora de montar o seu mapa estratégico.

Exemplo de mapa estratégico BSC

Existem diferentes formas de construir um mapa estratégico BSC. Confira alguns exemplos:

como fazer um mapa estratégico BSC

Fonte: Santa Casa Arapongas

como fazer um mapa estratégico BSC

Fonte: Cultura Mix

como fazer um mapa estratégico BSCFonte: Cultura Mix

Com esse exemplo de mapa estratégico BSC, ficou claro como tudo funciona? Então, não deixe em usar essa metodologia na hora de fazer seu planejamento estratégico.

Amplie seus conhecimentos: Exemplo de planejamento estratégico de uma empresa: Estratégico, tático e operacional

A Setting é uma consultoria com foco na excelência e entrega de resultados.

Por isso, ela trabalha com ética e transparência, empregando sua visão sistêmica para:

  • Formular estratégias e implementá-las;
  • Fazer análise de desempenho;
  • Estruturar um modelo de governança corporativa;
  • Criar e implementar políticas de gestão de riscos e compliance;
  • Mapear processos.
  • E muito mais.

Assim, se você quer aprofundar seus conhecimentos de gestão estratégica, então, baixe nosso e-book gratuito: GUIA do planejamento estratégico

Vera Maria Stuart Secaf

Author Vera Maria Stuart Secaf

Sócia e Consultora sênior, atua há mais de 20 anos na gestão em organizações de diversos portes e setores. Ministrou aulas nos cursos de pós graduação da FUPAM, FEA/USP, FGV in Company e ANBIMA. Vera é administradora de empresas com MBA na Fundação Dom Cabral e Kellogg e Master em Governança na Nova Economia pelo GoNew Economy.

More posts by Vera Maria Stuart Secaf

Comentários no Facebook