Estratégia

Ferramentas de análise de cenário interno e externo: 3 dicas para tomadas de decisão mais assertivas

By 12 de setembro de 2019 No Comments
Ferramentas de análise de cenário interno e externo

Compartilhe isso!

Os processos de sua empresa estão indo bem? Existem ameaças ou oportunidades no horizonte que possam afetá-los?

No contexto organizacional, o monitoramento e a análise dos ambientes interno e externo são importantes para identificar riscos e oportunidades que podem impactar os resultados da empresa.

Dessa forma, ao fazer essa análise, a sua empresa estará mais preparada para enfrentar os desafios do mundo dos negócios e perseguir suas metas e objetivos.

Para te ajudar, separamos aqui as 3 principais ferramentas de análise de cenário interno e externo que você pode implementar no seu negócio. Por isso, continue a leitura e saiba como elas podem te ajudar a compreender os fatores que influenciam a sua empresa.

O que é análise de cenários?

Antes de listarmos as principais ferramentas de análise de cenário interno e externo, vale a pena definirmos o que é uma análise de cenários.

A análise de cenários interno e externo dá embasamento às estratégias organizacionais, dessa forma, ela permite tomadas de decisão mais assertivas.

Esse tipo de análise possibilita ter uma visão mais ampla sobre o contexto em que a sua empresa está inserida e os principais fatores que exercem influência sobre o seu negócio.

Com essa importante ferramenta de gestão, fica mais fácil projetar cenários e adotar estratégias mais eficientes.

Este post também pode interessar a você: Ferramentas para avaliação e melhoria de processos: o trio que vai te ajudar a solucionar seus problemas de negócio

3 ferramentas de análise de cenário interno e externo

1 – Matriz SWOT – cenário interno e externo

Quando falamos em analisar os ambientes externos e internos de uma organização, é comum que a Matriz SWOT seja a primeira ferramenta que vem a mente.

Ela foi desenvolvida na década de 1960 e hoje é considerada uma ferramenta clássica de gestão.

Mas o que significa SWOT? Trata-se da sigla em inglês para Forças (Strength), Fraquezas (Weakness), Oportunidades (Opportunities) e Ameaças (Threats).

As Forças e as Fraquezas se referem ao ambiente interno da empresa. Assim, se refere a tudo que você tem controle em sua empresa.

Já as Oportunidades e as Ameaças estão relacionadas ao ambiente externo. Por isso, trata de tudo aquilo que foge ao seu controle, está fora dos limites de seu negócio.

A partir da Matriz SWOT, você consegue definir:

  • Como os pontos fortes da sua empresa podem potencializar as oportunidades identificadas?
  • Como as suas forças podem blindar o seu negócio contra as ameaças identificadas?
  • Como as suas fraquezas podem engrandecer as ameaças?
  • Quais pontos fracos podem prejudicar as oportunidades?

Ao traçar esses cenários estratégicos, ficará mais fácil propor um plano de ação para fortalecer as fraquezas do seu negócio e utilizar os seus pontos fortes. Dessa forma, você aproveitará ao máximo as oportunidades e se defenderá das ameaças.

Veja mais: Entenda a metodologia e veja um exemplo de análise SWOT de uma empresa brasileira

2 – As 5 Forças de Porter – cenário externo

Idealizada por Michael Porter, economista e pesquisador de Harvard, esta ferramenta serve para fazer uma análise do ambiente externo do seu negócio no âmbito competitivo, uma verdadeira análise da segmentação do mercado.

Nesse sentido, Porter elencou 5 Forças determinantes para o grau de competitividade das empresa. Vejamos:

Rivalidade entre concorrentes

Para analisar o cenário externo, é fundamental conhecer quem são seus concorrentes e qual o nível de rivalidade entre vocês. Quanto maior for o número de competidores disputando por uma fatia do mercado, maior será a rivalidade.

Poder de negociação de fornecedores

Os fornecedores também são importantes agentes desse processo de análise. O poder de negociação deles será maior se eles estiverem em pouco número. Afinal, isso dá a eles a vantagem para controlar preços, prazos e outras variáveis. Por isso, atente-se à essa Força.

Ameaça de produtos substitutos

Neste aspecto da análise, a preocupação está no quão substituível são os seus produtos ou serviços. Ou seja, qual o grau de diferenciação daquilo que você tem a oferecer ao seu público.

Se o que a sua empresa produz pode ser facilmente substituído pelo produto da concorrência, menos competitivo o seu negócio será.

Ameaça da entrada de novos concorrentes

O mercado em que você atua apresenta barreiras que dificultam a entrada de novos competidores? Quais?

Patentes, regulamentação, presença de marcas já consolidadas e necessidade de investimentos elevados são alguns exemplos que podem inibir o surgimento de novos concorrentes.

Poder de negociação dos clientes

Quanto mais empresas estiverem competindo no mercado e quanto menor for o grau de diferenciação entre os produtos que elas oferecem, maior será o poder de negociação do cliente.

As 5 Forças de Porter podem favorecer as suas tomadas de decisão e conduzir a sua empresa a uma posição de destaque no mercado.

Leia também: Competitividade empresarial: o que é e 5 dicas para tornar o seu negócio mais competitivo

Quer conhecer mais ferramentas cridas por Porter? Então, confira este infográfico:

Ferramentas de análise de cenário interno e externo

Fonte: HEFLO

3 – Análise PESTEL – cenário externo

Encerrando nossa lista de ferramentas de análise de cenário interno e externo, temos outra sigla: PESTEL.

PESTEL se refere a 6 fatores externos à organização e que podem impactar, direta ou indiretamente, as atividades do seu negócio. São eles:

  • Políticos
  • Econômicos
  • Sociais
  • Tecnológicos
  • Ecológicos
  • Legais

Para cada um desses fatores macroambientais são definidas oportunidades e ameaças. Dessa forma,

Esse tipo de análise costuma ser feita por empresas que querem adentrar novos mercados ou mudar toda sua estratégia de negócios, mas qualquer empresa deve estar sempre atente aos fatores externos.

Ao analisar o fator Econômico da sigla, podemos chegar a seguinte análise:

  • Oportunidade: Diminuição da taxa Selic pode estimular o consumo das famílias
  • Ameaça: A diminuição da taxa básica de juros pode aumentar a inflação e encarecer a matéria-prima que a sua empresa precisa para produzir.

O que achou das nossas dicas de ferramentas de análise de cenário interno e externo? Implemente-as na sua empresa para se planejar melhor e tomar decisões mais assertivas.

Saiba mais: Como apresentar um planejamento estratégico: 8 dicas que você precisa conhecer

A Setting é uma empresa de consultoria que usa uma visão sistêmica e toma decisões baseadas em fatos, assim, pode agregar valor ao seu negócio e entregar resultados concretos.

Quer mais dicas de como usar a análise de cenários no planejamento de seu negócio? Então, baixe nosso e-book gratuito: O guia para fazer o Planejamento Estratégico de sua empresa

Jorge Secaf Neto

Author Jorge Secaf Neto

Sócio fundador da Setting Consultoria e Gestão Empresarial e Conselheiro Certificado IBGC, atua como Conselheiro, Consultor Sênior ou assume responsabilidade executiva (interim manager) em organizações que buscam transformação. Graduado em engenharia civil (Mackenzie), pós-graduado em engenharia de produção (Politécnica), possui formação executiva por meio de cursos de longa duração em instituições de renome no Brasil e no exterior (Fundação Dom Cabral; Kellogg; INSEAD; Harvard). Atuou como examinador do Prêmio Nacional da Qualidade por 10 ciclos e tem seus principais interesses acadêmicos e profissionais vinculados à educação executiva e à busca pela excelência em governança e gestão organizacional.

More posts by Jorge Secaf Neto

Comentários no Facebook