Estratégia

Design estratégico e inovação: o que é e como funciona na prática

By 18 de outubro de 2019 No Comments
Design estratégico e inovação

Compartilhe isso!

Design estratégico e inovação nas organizações andam sempre de mãos dadas. Assim, com clientes cada vez mais exigentes em relação ao que consomem e mais bem informações sobre suas opções, é de extrema importância que as empresas sejam criativas ao propor soluções para seus consumidores.

E é aí que entram design estratégico e inovação. Por isso, é muito importante que você entenda melhor como esses dois conceitos trabalham juntos.

Neste artigo, vamos falar sobre o que é design estratégico, como ele funciona na prática e seus principais benefícios para os negócios.

Continue a leitura para saber também de que maneira essa metodologia pode ajudar a sua empresa na busca por inovação e no alcance de melhores resultados.

Confira em nosso blog: 7 dicas para aplicar ideias inovadoras para empresas em 2019

Confira este infográfico e conheça as 5 etapas do ciclo de inovação:

Design estratégico e inovação

O que é design estratégico?

O design estratégico e inovação vêm se mostrando importantes ferramentas de gestão, auxiliando na entrega de valor ao cliente final.

O design estratégico pode ser definido como o uso de práticas e metodologias da área de design incorporadas à gestão da empresa.

Por meio de uma visão mais ampla e sistêmica sobre empresa e mercado, o design estratégico tem como objetivo desenvolver soluções que vão além dos aspectos visuais e estéticos. Ele passa pelo planejamento estratégico de negócios e seu posicionamento de merca.

A intenção por trás do design estratégico é, através da criatividade e inovação, encarar os problemas por um novo ângulo. E, assim, identificar melhores oportunidades e otimizar os processos de tomada de decisão sem perder o foco no cliente e em sua satisfação.

Quais são os principais benefícios do design estratégico e inovação?

Design estratégico e inovação são recomendados para todas as empresas que querem se manter competitivas no mercado e alcançar posição de destaque.

Dentre os benefícios para os negócios, podemos citar:

  1. Maior diferenciação da concorrência;
  2. Maior valor agregado;
  3. Aumento da satisfação e fidelização de clientes;
  4. Maior coerência entre design e a marca;
  5. Redução de custos;
  6. Aumento da produtividade e da lucratividade;
  7. Aumento da participação no mercado;
  8. Melhora no recall da marca.

Veja também: Precisando das ferramentas do planejamento estratégico? Selecionamos as 5 mais práticas!

Conhece o conceito de inovação radical? Então, descubra suas 7 características:

Design estratégico e inovação

Como o design estratégico funciona?

A inovação é essencial para conseguir atender as demandas de um mercado cada vez mais exigente. Nesse sentido, para conseguir inovar em produtos e serviços, é necessário realizar mudanças nos processos organizacionais. E é nesse ponto que o design estratégico funciona.

Em um primeiro momento, o design estratégico atua na coleta de informações internas e externas à organização. O objetivo é compreender o atual contexto em que a empresa está inserida.

Em seguida, com base no que foi coletado, criam-se estratégias capazes de agregar valor aos produtos e serviços oferecidos pela empresa. Isso tanto no aspecto estético como no funcional.

O design estratégico preocupa-se com toda a cadeia de valor da marca. Assim, não apenas o formato em função dos produtos e serviços é tratado. Nesse sentido, seus principais pilares são:

  • a empatia;
  • a colaboração;
  • a multidisciplinaridade.

Quando aplicado à gestão empresarial, o design estratégico funciona como uma ferramenta para repensar e reformular processos a fim de torná-los mais eficientes.

O design estratégico funciona também como uma forma de engajar líderes e equipes na busca por soluções inovadoras. Mas, para isso, elas devem e que fazer sentido para todos os envolvidos no processo criativo.

Exemplo

Por meio dessa metodologia e forma de pensar, o que se faz é desenvolver soluções que dialoguem com todos os agentes no entorno da organização:

  • clientes;
  • colaboradores;
  • fornecedores;
  • mercado;
  • sociedade.

A Nintendo, por exemplo, fez um bom uso de design thinking ao lançar o Nintendo Wii, um console de entretenimento que utiliza o princípio da socialização para se tornar acessível a todos. Temos também como exemplo a Netflix, que soube fazer uma leitura do mercado e revolucionou a maneira de consumir produtos audiovisuais.

O design estratégico ajuda a promover a inovação e a criatividade dentro das organizações, incentivando a identificação de novas oportunidades.

Para promover as mudanças necessárias nos processos de uma empresa, o design estratégico faz uso de uma perspectiva voltada à gestão. O futuro é pensado como algo presente e as oportunidades são projetadas de acordo com o que se tem em mãos agora.

Leia também: Exemplos de design thinking: 4 cases de empresas que focaram no cliente para desenvolver soluções criativas

Conclusão

O design estratégico é uma ferramenta que possibilita uma compreensão melhor sobre o mercado e suas oportunidades e desafios.

Por meio dessa abordagem integrada à gestão, é possível chegar a soluções que estejam mais alinhadas com as necessidades e desejos dos consumidores e que não se restrinjam aos pontos de contato do público com a marca, mas que também se expandam para todos os processos internos.

Saiba mais: Design estratégico: identifique oportunidades e encontre soluções com criatividade e inovação

A Setting é uma empresa de consultoria focada em resultados, por isso, está sempre em busca das melhores estratégias de negócio. Emprega uma visão sistêmica, com excelência ao atender às necessidades dos clientes, entregando, assim, todo valor que buscam.

Se você quer entender melhor como ser estratégico, então, baixe nosso e-book gratuito: GUIA do planejamento estratégico

Jorge Secaf Neto

Author Jorge Secaf Neto

Sócio fundador da Setting Consultoria e Gestão Empresarial e Conselheiro Certificado IBGC, atua como Conselheiro, Consultor Sênior ou assume responsabilidade executiva (interim manager) em organizações que buscam transformação. Graduado em engenharia civil (Mackenzie), pós-graduado em engenharia de produção (Politécnica), possui formação executiva por meio de cursos de longa duração em instituições de renome no Brasil e no exterior (Fundação Dom Cabral; Kellogg; INSEAD; Harvard). Atuou como examinador do Prêmio Nacional da Qualidade por 10 ciclos e tem seus principais interesses acadêmicos e profissionais vinculados à educação executiva e à busca pela excelência em governança e gestão organizacional.

More posts by Jorge Secaf Neto

Comentários no Facebook