Liderança

Líder ou chefe? Qual diferença?

By 19 de outubro de 2015 No Comments
Qual diferença entre um líder e chefe

Gerir pessoas não é uma tarefa exclusivamente técnica. Ela exige do profissional que pratique uma série de conhecimentos que podem ser adquiridos por meio de uma formação teórica mas, principalmente, pela disposição em tentar compreender o outro sob a ótica dele, representando empatia. Quem se pergunta qual a diferença entre um líder e chefe, é aqui que deve focar.

Todo esse comportamento, apesar de não ser novo, vem ganhando espaço nas organizações pelo fato de que os modelos tradicionais de administração não são mais tão bem aceitos pelos membros das equipes. Essa reformulação de comportamento tem se dado pela percepção de que tais posturas não geram resultados condizentes com os objetivos organizacionais.

Diante disto, faremos as seguintes reflexões: ser líder ou chefe? Qual a diferença entre um líder e chefe? Qual proporciona maiores ganhos à organização e aos colaboradores?

Qual a diferença entre um líder e chefe?

Dentro de organizações, os gestores são, primeiramente, chefes devido às posições hierárquicas que ocupam. Eles possuem um perfil mais tradicional que sistematiza a comunicação de maneira vertical, ou seja, fazendo que ela aconteça de cima para baixo.

Porém, é comum observar em algumas chefias a burocratização e o engessamento de processos em alguns setores, bem como das relações entre os profissionais que nele atuam. E mesmo que um chefe tenha um bom relacionamento com a sua equipe profissional, é possível observar eventuais distanciamentos entre essas figuras de cargos hierárquicos distintos.

Isso acontece por um conceito equivocado de que assim haverá um maior respeito em relação às ordens do mais alto para o mais baixo e é uma das marcas da diferença entre chefia e liderança.

Já o líder é um chefe com habilidades e comportamentos evoluídos à necessidade mercadológica e comportamental atuais, que usa técnicas de liderança mais modernas. Esse profissional está em contato constante com todos os membros de sua equipe, aplica grande confiança nela e é capaz de oferecer e receber feedbacks com frequência.

Ele entende a importância de ter pessoas capacitadas e eficientes em seu entorno, pois reconhece que o seu trabalho somente terá sucesso se houver uma sinergia entre todos os esforços.

Ele entende qual a diferença entre líder ou chefe e tem grande disposição em ensinar e aprender, não fazendo distinção entre pessoas de níveis hierárquicos diferentes justamente por entender que todos são essenciais para a empresa e que contribuem equitativamente para uma boa performance organizacional.

Ele tem empatia, visão de futuro e capacidade de preparar sucessores.

O que devo ser: líder ou chefe?

A descrição sobre qual a diferença entre um líder e chefe não deixa margem para dúvida: seja um líder! E lembre-se: existe também uma diferença líder e gestor, sendo este segundo também um chefe, se não souber aplicar corretamente as técnicas de liderança.

Se em sua atuação profissional ainda existe algum paradigma administrativo, conte com a colaboração de especialistas em gestão do conhecimento para quebrá-los. Tais profissionais serão capazes de, junto a você, desenvolver estratégias e comportamentos que permitirão uma relação eficiente entre gestor e colaborador.

É importante ressaltar que, ao contrário do que prega o senso comum, não há mal algum em ser um chefe. Há profissionais que têm esse perfil e que conseguem fazer uma boa gestão, independente de ser líder ou chefe, atendendo perfeitamente às necessidades das empresas nas quais atuam.

Mas quanto maior for a disposição deles em eliminar modelos tradicionais pouco eficientes para fazer com que a administração de um setor seja mais igualitária, onde todos tenham voz e vez, melhor será o desempenho individual e coletivo de todos.

É possível transformar-se em um líder?

A boa notícia para quem atua segundo um modelo convencional — e pouco funcional — de gestão é que a liderança pode ser aprendida. Não é necessariamente um processo nato, daqueles em que o indivíduo já nasce com todas as habilidades. Para adquirí-las, faça uma autoanálise e descubra que tipo de profissional você é. Caso ainda não seja um líder, desenvolva já suas competências para se tornar um.

Afinal, todas as empresas precisam de lideranças. Para que os setores funcionem corretamente — e de maneira integrada — com as demais áreas, faz-se necessária a presença de um gestor que coordene o trabalho e motive os funcionários, sempre com o objetivo de ampliar os resultados, mas com a devida preocupação com o ambiente, a saúde e a felicidade da equipe.

Essas preocupações e atitudes de integração e estratégia é que fazem a diferença entre chefia e liderança.

Existem diferenças entre a atuação de um gestor com postura de liderança e aquele que adota um modelo mais autoritário, que é o padrão clássico da chefia, aplicado durante décadas nas mais diversas empresas. Portanto, fique atento às diferenças entre líder e gestor, sempre!

Se você está em dúvida quanto ao estilo de liderança que mais se assemelha ao seu, confira aqui algumas características que podem ajudá-lo a enxergar as diferenças entre um chefe e um bom líder, são 4 dicas fundamentais que mostram qual a diferença entre um líder e chefe.

1- Você tem empatia com seus colaboradores?

Uma das tarefas mais importantes para exercer uma liderança positiva dentro do ambiente corporativo é o exercício da empatia. Essa reflexão, na qual o gestor se coloca no lugar do empregado para entender suas dificuldades, contestações e necessidades, é fundamental para que o gestor perceba qual o nível de complexidade dos processos e também como está a relação entre os empregados e seus pares e superiores.

Ao exercitar a empatia, o líder tem a oportunidade de compreender de maneira plena todo o cenário de trabalho de cada um e, desta forma, formatar o feedback, a comunicação interpessoal e as orientações de modo positivo.

2- Você sabe ensinar seus liderados?

Líderes empresariais galgam o avanço em suas carreiras por meio do bom conhecimento, dos domínios dos processos e da habilidade de relação no ambiente de trabalho.

Chegar a um patamar superior na hierarquia empresarial significa que, além de possuir um time para comandar, o gestor deve transmitir conhecimento, orientar seus funcionários a fazerem o melhor trabalho e, de preferência, trabalhar junto com eles, eliminando aquela “distância” entre comandante e comandados.

Ao ocupar uma posição de liderança, ensinar os colaboradores se torna um dever, uma tarefa que deve ser cumprida com o objetivo de melhorar os resultados, um papel que deveria ser assumido por líder ou chefe, mas que este último costuma não exercer.

Essa capacidade de ensinar não se reduz a jogar um conhecimento no colo, sendo importante estar ao lado, monitorando o progresso e corrigindo falhas. Esta postura faz do gestor um líder respeitado não só pela sua posição, mas pelos conhecimentos e prestatividade que possui.

3- Você delega com eficiência?

No momento de distribuir as tarefas, qual a sua lógica? Simplesmente distribui de modo livre? Escolhe sem muito critério quem fica responsável por cada parte?

Se a sua resposta foi sim para uma das duas questões, é melhor repensar o modo como está sendo feita a distribuição de tarefas. O ideal é que o gestor conheça seus funcionários, suas limitações e habilidades e, a partir desse conhecimento, faça uma partilha estratégica do trabalho.

Leve em consideração os conhecimentos prévios de cada colaborador e quais são as habilidades que você pretende desenvolver em cada um ao delegar uma tarefa. Este tipo de procedimento é típico de um líder empresarial preocupado não apenas com os resultados, mas com o impacto que o trabalho mal distribuído pode ter sobre a motivação da sua equipe.

4- Você permite que os liderados assumam responsabilidades?

Uma das diferenças entre chefia e liderança é que o líder sabe que a concentração extrema de trabalho e responsabilidades não é o que faz um grande gestor, mas a capacidade de lidar com elas e distribuí-las de modo a exercitar a responsabilidade e o trabalho em equipe.

É providencial que os líderes empresariais passem a adotar uma postura de divisão de responsabilidades para estimular seus funcionários a executarem um bom trabalho e se preocuparem tanto com os processos como com os resultados.

Agora que você viu qual a diferença entre um  líder e chefe, se você se identificou com as atitudes de liderança, isso significa que você está no caminho certo para ser um bom líder empresarial.

Para aqueles que não se identificaram, talvez seja um alerta para observar seu comportamento de chefia e, quem sabe, refletir sobre as posturas adotadas visando aplicar um modelo de gestão mais democrático e moderno!

Comentários no Facebook

Não perca mais nenhum post!

Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!