Gestão Empresarial

Planejamento de marketing anual: entenda sobre a estratégia

By 28 de janeiro de 2021 No Comments
Planejamento de marketing anual: entenda sobre a estratégia

Compartilhe isso!

Certamente, um dos melhores investimentos que qualquer marca pode fazer é em marketing e publicidade. Seja para uma empresa de grande porte, ou de pequeno e médio porte, esse tipo de estratégia sempre pode mudar os rumos do negócio.

De fato, não pode haver nada mais importante do que conseguir gerar novas oportunidades, renovando sempre a carteira de clientes, como num negócio que vende produtos, ou que presta serviços como desenvolvimento de software.

Além disso, o marketing também é responsável não apenas pela geração de oportunidades e leads, mas também pela fidelização de clientes. Hoje isso se tornou uma verdadeira ciência, sem a qual nenhuma marca pode crescer sustentavelmente.

Inclusive, podemos afirmar que, um dos principais motivos para um negócio pequeno não crescer, está na falta de planejamento anual de marketing. Assim como um negócio grande que pare de planejar, também vai parar de crescer.

Afinal, não é só o marketing que exige esse tipo de esforço, mas todos os setores, como algo ligado à cultura organizacional da empresa, ligado aos famosos pilares “Missão, Visão e Valores”, pois sem isso o horizonte é perdido.

No caso do marketing, ainda é importante definir ou refazer metas, manter a monitoria e a análise dentro de períodos curtos, fazer previsões e, enfim, seguir o planejamento como uma agenda ou um compromisso seriamente firmado.

Assim, a única coisa que você precisa para fazer uma estratégia anual de marketing é já ter feito a abertura de empresa. Às vezes, nem isso, pois até um autônomo informal poderia tirar proveito de algumas destas estratégias, mesmo para um negócio físico.

Por isso é que decidimos escrever este artigo, trazendo alguns conceitos básicos que são essenciais, bem como dicas muito práticas e claras sobre como fazer um planejamento anual de marketing, que traga os resultados esperados.

Se você quer aplicar essa estratégia incrível de marketing e mudar seu negócio de patamar, basta seguir adiante na leitura.

Como iniciar um planejamento?

É conhecida a imagem segundo a qual uma empresa é como uma embarcação em alto-mar, não é mesmo? Seguindo esse exemplo, o importante é entender que é preciso estar atento tanto em mar calmo, quanto em mar turbulento.

Assim, uma empresa de controle de acesso madura sabe que precisa recorrer sempre ao marketing, pois é o seu modo de atingir o público-alvo. Não faria sentido nenhum buscar essa solução apenas no início, ou durante crises, concorda?

Até porque, existem custos de investimento, e deixar para a última hora pode ser fatal. Outro ponto imprescindível: o mercado como um todo é muito sazonal, ele muda frequentemente e é preciso estar sempre antenado às novidades e avanços.

Depois de superar a limitação de não ter um planejamento de marketing, um erro muito comum nessa área é exagerar, ficar nos extremos. Assim, a empresa faz um plano detalhado demais, ou então faz um plano muito genérico.

Ora, se um planejamento é falho demais e deixa faltar muitas coisas, ele acaba ficando dispersivo, e dificilmente vai atender às demandas reais do mercado. Ademais, se ele é muito detalhista e não permite lacunas, acaba ficando engessado.

Deste modo, os pilares que não poderiam faltar e que podem nortear muito bem esse esforço, são os seguintes na estratégia de marketing:

  • Um sumário executivo;
  • Uma análise de ambiente;
  • Definições de persona da marca;
  • Definições de persona do público;
  • Descrição de objetivos e metas;
  • Colaboradores e orçamento;
  • Descrição das estratégias.

Embora não seja possível falar de marketing sem falar na esfera digital (como ainda faremos abaixo), até aqui já fica claro que esse itinerário pode ser seguido também por um estabelecimento físico, como uma loja de uniforme profissional, certo?

Após colocar esses tópicos no papel, a mente do dono da empresa ou dos seus gestores já começa a ter uma visão macro da situação, seja qual for ela. Depois, é só ir aprofundando essa ótica, sem jamais perder a visão de conjunto.

Dois passos imprescindíveis

O sumário executivo e a análise de ambiente significam, trocando em miúdos, nada menos que aplicar a teoria na prática. Ou seja, compreender o seu próprio cenário antes de sair falando em princípios universais do marketing.

Por exemplo, o foco principal vai ser qual: aumentar o negócio como um todo, expandir para novas unidades, fortalecer a marca perante o público, gerar leads e novas oportunidades, aumentar as vendas e a receita, etc.?

Se a empresa trabalha com certificação de produtos, a expansão para novas áreas de abrangência pode mudar sensivelmente a estratégia de marketing, não é mesmo?

A dica de ouro aqui é ser realista e, desde o primeiro dia, trabalhar com os pés no chão, colocando como meta principal um objetivo, no máximo dois objetivos simultâneos, e então buscá-los com todas as energias.

O sumário vai permitir que você não se perca, e a análise do ambiente é o que garante que a estratégia será customizada especificamente para seu negócio, totalmente sob medida, de maneira assertiva.

Persona da marca e do público

Outro erro muito comum na hora de desenhar um planejamento de marketing anual é se esquecer de definir, de maneira muito clara, dois conceitos que estão bastante em voga hoje: as personas da marca e do público.

Quanto à marca, trata-se de refinar a sua filosofia, repensando a identidade visual e a verbal. Não é incomum uma empresa se esquecer dos seus princípios, e precisar rediscutir isso antes de investir em marketing e sair se comunicando com os clientes.

Sobre a persona do público, trata-se mesmo de um exercício que as marcas precisam fazer constantemente. Um negócio que faz adesivos para empresas precisa buscar sempre compreender quem é o seu cliente, como ele pensa, qual sua dor principal, etc.

Na verdade, depois que a marca já se conhece o suficiente para falar em comunicação e estratégias de marketing, o que ela pode fazer de mais importante é se aprofundar na persona do seu público-alvo.

É possível fazer várias campanhas e ações focadas essencialmente em dois ou três perfis da persona, como modo de impactá-la e garantir que ela se engaje nos seus propósitos.

Sobre equipe e orçamento

Quando se fala em objetivos e metas, fala-se na parte de ação e implementação. O que vimos antes era a fase de idealização, agora vem a de realização. Por isso o normal em uma empresa grande é idealizar em um ano, e realizar no próximo dentro de sua estratégia de marketing.

Tudo bem se o seu negócio é menor e você não passar um ano inteiro só preparando o planejamento de marketing do ano que vem. A maioria não consegue fazer isso, mas o ideal é que haja alguma antecipação, percebe?

Por isso também é aqui que se fala em colaboradores e funcionários. Qual o tamanho da sua equipe, afinal? Ademais, o orçamento também precisa ser levado em conta, pensando tanto em mídias quanto em serviços que vão surgir.

Como vimos acima, a essa altura uma empresa de brindes personalizados já domina a persona da sua própria marca e a do público. Isso ajuda na hora de definir se os esforços vão se voltar para a esfera digital apenas, ou também para alternativas offline.

Lembrando que elas podem ir desde a comunicação visual da loja (que já é uma ação de marketing e pode aumentar consideravelmente o fluxo de pessoas), até panfletagem e anúncios na rádio local.

Devo priorizar a esfera digital?

Hoje em dia já não é possível ignorar o marketing digital, não é mesmo? Uma das maiores vantagens dele, aliás, é que você pode iniciar várias ações gastando muito pouco. Às vezes, é possível não gastar literalmente nada em termos financeiros.

Uma dica de ouro é pensar no marketing de conteúdo, sobretudo via blog e redes sociais. Aqui o planejamento anual consiste em ter uma agenda editorial com os principais temas que você vai tratar, seja sobre roupas ou declaração de importação.

Tudo depende do seu segmento, mas o foco da estratégia é que você marque presença, mostrando para o mercado que você é uma autoridade no assunto. Depois, esses mesmos conteúdos de blogs e mídias sociais podem gerar novos materiais.

Alguns exemplos são e-books, vídeos e até podcasts. Outra dica é sempre investir em SEO, que é a Otimização para Motores de Busca, assim seus conteúdos ganham destaque nos grandes buscadores, que hoje já são a maior vitrine do mundo.

Aí sim, caso ainda não tenha começado, a empresa pode pensar em fazer anúncios e atingir ainda mais pessoas.

Conclusão do planejamento de marketing anual

De tudo o que vimos acima, não é difícil deduzir que o marketing continua sendo um dos principais motores de qualquer tipo de negócio, seja o offline ou o online, certo?

Mas o ponto indispensável é o do planejamento anual de marketing, dividido em suas devidas etapas, e sempre levando em conta as oscilações do mercado, bem como a realidade da sua própria empresa.

Com isto, fica claro que qualquer empresa que seguir essas dicas conseguirá se destacar, atingindo seu público de modo muito mais eficiente, e conseguindo se fortalecer não apenas no curto prazo, mas também no médio e no longo prazo.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Flavia Secaf

Author Flavia Secaf

Sócia, Consultora e Coach, Flavia Stuart Secaf especialista em psicologia clínica, psicologia da educação e gestão empresarial, atuou em instituições públicas e privadas como consultora, orientadora e avaliadora educacional. Psicóloga clínica pela PUC-SP e Coach Executiva e Life Coach pelo ICI - Integrated Coaching Institute.

More posts by Flavia Secaf

Comentários no Facebook