Gestão Empresarial

7 dicas sobre como reduzir a energia elétrica na empresa

By 31 de março de 2021 No Comments
Veja como reduzir a energia elétrica na empresa com 7 dicas para colocar em prática hoje

Compartilhe isso!

A busca por alternativas sobre como reduzir a energia elétrica na empresa está sempre em pauta nas reuniões de um negócio quando se trata da diminuição com os custos das despesas fixas e variáveis

Inclusive, segundo uma pesquisa do Sebrae, apenas a conta de luz representa 15,4% de todos os gastos de um negócio. Por isso, a energia costuma ser um dos pontos de atenção quando é preciso remanejar as despesas da empresa.

De qualquer forma, os alinhamentos para uma melhor gestão de finanças empresariais é essencial para que oportunidades de economia sejam identificadas e soluções sejam pensadas, de modo que se alcance uma maior eficiência em todas as frentes de atuação.

Para te ajudar a começar esse processo, aqui vamos mostrar algumas dicas sobre como economizar energia elétrica na empresa e que já podem ser colocadas em prática desde já.

Confira!

7 dicas sobre como reduzir a energia elétrica na empresa

1. Substitua todas as lâmpadas por LED

Trocar as lâmpadas incandescentes por lâmpadas de LED, que são mais econômicas e têm maior durabilidade, é essencial para começar a reduzir os gastos com energia elétrica em uma empresa.

Além disso, a instalação de sensores de movimento também é uma boa ideia para evitar que luzes fiquem acesas sem necessidade caso não haja ninguém em um determinado ambiente. 

2. Aproveite melhor a iluminação natural do local

Caso exista essa possibilidade, faça uma análise criteriosa da arquitetura do prédio da empresa e veja se é possível criar janelas em paredes que não são estruturais, por exemplo. Dessa forma, é possível aproveitar a iluminação natural por mais tempo. 

Pintar as paredes com cores claras também é uma ideia. Parece algo que não fará diferença, mas isso tem um impacto significativo para a iluminação do local, já que a luz refletirá na parede.

3. Faça a manutenção periódica dos equipamentos da empresa

Não negligencie essa etapa, pois ela é fundamental tanto para evitar gastos maiores no futuro caso algum equipamento quebre quanto para economizar com a energia elétrica no dia a dia. 

Tenha uma equipe responsável por checar periodicamente se todas as máquinas estão operando da forma como deveriam e com a melhor eficiência, e que possa identificar rapidamente o que precisa de manutenção ou deve ser substituído. 

Aliás, equipamentos mais novos tendem a economizar mais energia, então considere destinar uma parte do orçamento da empresa para fazer a troca daqueles que já não funcionam corretamente.

Dica: sempre procure por equipamentos com o selo Procel (Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica). Apenas os produtos com os melhores níveis de eficiência energética são contemplados com esse selo.

4. Mantenha a manutenção das instalações elétricas em dia

Já que estamos falando sobre manutenção, também é importante que toda a parte elétrica da estrutura física da empresa esteja em dia. 

Ao contratar uma equipe especializada para identificar prováveis problemas, é possível antever se alguma instalação está sobrecarregada, se há a chance de um curto-circuito ou se existe energia vazando, por exemplo. 

5. Otimize a rotina de operação da empresa

Outra alternativa sobre como reduzir a energia elétrica na empresa é trabalhar em turnos ou criar uma rotina em que os processos que demandam mais recursos energéticos aconteçam fora dos horários de pico, principalmente fora do intervalo das 18h às 21h. 

Em períodos como esse, o valor da tarifa da energia aumenta exponencialmente, o que tem um impacto direto no orçamento da empresa. Por isso, considere fugir desse horário para evitar pagar mais do que o necessário para manter a empresa operando.

6. Conscientize seus colaboradores a respeito do assunto

Criar uma cultura de economia de energia é importante tanto para a redução dos custos da empresa quanto para contribuir com a sustentabilidade. Por isso, invista em campanhas que promovam a ação no local de trabalho para tornar isso um hábito. 

Espalhe avisos pelos corredores, cole adesivos perto dos interruptores com um lembrete para que as luzes sejam apagadas, dê palestras sobre o impacto positivo das atitudes do dia a dia para um mundo mais sustentável e cultive a ideia de que é preciso economizar energia sempre que possível.

Quer saber mais? Veja 4 dicas de redução de custos nas empresas.

7. Considere migrar para o Mercado Livre de Energia

As grandes empresas têm a alternativa de fazer a migração para o Mercado Livre de Energia. Se você ainda não conhece como isso funciona, atualmente o setor energético no Brasil está segmentado em dois ambientes:

  • Ambiente de Contratação Regulada (ACR): formado por consumidores cativos que têm acesso à energia com tarifas estabelecidas pelo governo e pagam mensalmente pelo serviço de distribuição e de geração de energia;
  • Ambiente de Contratação Livre (ACL): são os consumidores livres que negociam energia no Mercado Livre de Energia e podem encontrar preços melhores do que os normalmente disponíveis no ambiente regulado. 

Aqui você confere um artigo completo sobre as diferenças entre ACR e ACL.

No Mercado Livre de Energia, as empresas podem negociar preços, prazo, volume e forma de pagamento diretamente com os fornecedores. Além disso, nesse mercado não há a incidência das bandeiras tarifárias, as quais muitas vezes acabam elevando mais ainda o preço da energia pago para as concessionárias. 

Por conta da alta competitividade no Mercado Livre de Energia para conquistar os clientes, os valores de negociação acabam sendo mais baixos e é possível alcançar até 35% de economia na conta de luz. Então, se você está buscando alternativas sobre como reduzir a energia elétrica na empresa, essa é uma opção a ser considerada.

Outra vantagem é a possibilidade de aumentar a eficiência energética da empresa, já que a energia pode ser contratada de acordo com a demanda do negócio. Esse é um dos principais benefícios do Mercado Livre de Energia, uma vez que os consumidores livres podem fechar contratos que são realmente adequados ao perfil de consumo da empresa.

Como migrar para o Mercado Livre de Energia

É importante reforçar que, por enquanto, apenas empresas com uma alta demanda de energia podem migrar para o Mercado Livre de Energia. Então, antes de iniciar o processo, veja se seu negócio se enquadra em uma das categorias abaixo:

  • Consumidor Livre: tem uma demanda mínima de 2.000 kW e pode escolher o fornecedor de energia elétrica por meio de livre negociação;
  • Consumidor Especial: tem uma demanda entre 500 kW e 2MW, podendo adquirir energia de Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs) ou de fontes renováveis como  eólica, biomassa ou solar;
  • Comunhão: caso a empresa não tenha demanda suficiente para conseguir entrar no Mercado Livre, é possível fazer uma comunhão de cargas com outras unidades consumidoras para atingir o mínimo necessário de 500 kW. Porém, isso apenas é válido para consumidores com o mesmo CNPJ ou localizados em áreas que não são separadas por vias públicas.

Ou seja, atingindo a demanda de pelo menos 500 kW, já é possível dar andamento à migração. Para fazer esse processo, o ideal é ter o suporte de uma empresa especializada nisso, como a Esfera Energia, referência nacional em gestão de energia no Mercado Livre de Energia.

Fazer a migração requer que algumas etapas e obrigações legais sejam cumpridas, por isso contar com o apoio de uma empresa que tenha conhecimento sobre todas as regras e documentações é importante.

Agora que você já conhece as principais dicas sobre como reduzir a energia elétrica na empresa e o que é preciso fazer para migrar para o Mercado Livre de Energia, coloque suas despesas na ponta do lápis e veja o que é possível ser feito para diminuir cada uma delas.

Lembre-se que o crescimento sustentável de uma empresa é fundamental para que o negócio se fortaleça, drible os concorrentes e consiga alcançar novos patamares em seu nicho de atuação.
Esse artigo foi escrito pela Esfera Energia, empresa referência nacional em gestão de energia no Mercado Livre de Energia.

Flavia Secaf

Author Flavia Secaf

Sócia, Consultora e Coach, Flavia Stuart Secaf especialista em psicologia clínica, psicologia da educação e gestão empresarial, atuou em instituições públicas e privadas como consultora, orientadora e avaliadora educacional. Psicóloga clínica pela PUC-SP e Coach Executiva e Life Coach pelo ICI - Integrated Coaching Institute.

More posts by Flavia Secaf

Comentários no Facebook